13 abr 2015

Tupi volta com Henrique, caras novas e promessa de “jogadores intensos”



Com a presença de todos os jogadores que atuaram no Mineiro por ainda terem contrato com o Tupi, o Alvinegro juizforano realizou atividade em academia na tarde desta segunda, 13, e deu voltas no gramado do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio por 20 minutos, tempo suficiente para o técnico carijó, Leston Júnior, falar com a imprensa sobre os reforços, montagem do novo grupo para a Série C e Copa do Brasil, e de um velho conhecido do torcedor e participante da atividade: Henrique.

Campeão da Série D em 2011 pelo Tupi, o lateral-direito do Volta Redonda pediu para manter sua forma física no clube juizforano em meio à definição de seu futuro. Apesar de difícil, a contratação do jogador é possível e o comandante carijó não titubeou ao comentar a situação do atleta, que possui o perfil da equipe que planeja formar:

“O Henrique não precisa ser avaliado, porque tem um potencial comprovado. Ele vai passar um período com a gente e vai interessar sempre. Particularmente gosto muito dele por suas características, vocês vão perceber um time do Tupi com muitos jogadores rápidos e intensos, porque vejo o futebol dessa forma, então o Henrique é um grande jogador, mas está somente mantendo sua forma”, contou Leston.

Leston reuniu jogadores para conversa antes de leve corrida em volta do gramado do Estádio Municipal

Leston reuniu jogadores para conversa antes de leve corrida em volta do gramado do Estádio Municipal

Ao Toque de Bola, o lateral que se destacou no Campeonato Carioca explicou sua situação: “Tenho contrato ainda com o Volta Redonda e lá o trabalho se deu por encerrado com a conquista do objetivo que era a vaga na Série D. Pedi para cuidar da parte física aqui, todos sabem o carinho que tenho pelo clube. Há algumas situações que podem acontecer, graças a Deus fiz um bom campeonato e até semana que vem o Volta Redonda vai conversar comigo para então tomar uma decisão”, revelou Henrique.

Retorno de Henrique é difícil após valorização pelo que produziu no Carioca

Retorno de Henrique é difícil após valorização pelo que produziu no Carioca

Reforços no treino

Das cinco contratações anunciadas até agora pelo Carijó, apenas o zagueiro Ênio e o atacante Felipe Augusto treinaram nesta segunda. Os meio-campistas Kaio Wilker, Rafael Jataí e Vinícius Kiss devem integrar o grupo nos próximos dias. A chegada de novos membros no time juizforano é parte de um processo de transição, citado por Leston: “Com uma competição irregular, você precisa dar uma oxigenada no grupo não apenas no aspecto técnico, mas também com atletas que não vivenciaram esse momento de turbulência que o clube passou, porque você vai dar sequência em outras competições, mas querendo ou não, fica um resquício do Mineiro”, explicou.

Ao lado de Fabrício Soares (primeiro plano), Felipe Augusto treinou normalmente com os novos companheiros

Ao lado de Fabrício Soares (primeiro plano), Felipe Augusto treinou normalmente com os novos companheiros

Ao elogiar Jataí e Kiss, últimos dois atletas a firmarem acordo com o Tupi, Leston mencionou críticas de torcedores que ligavam a qualidade dos reforços à campanhas em seus ex-clubes, que lutaram contra a queda ou foram rebaixados: “São jogadores que, apesar de 26 anos em média, são experimentados e fizeram um bom Mineiro. Acho importante ressaltar que às vezes vejo as pessoas fazendo uma alusão a você contratar um jogador de uma equipe que não fez um bom campeonato, mas isso é uma coisa muito isolada. O Glaysson é um jogador que todos gostam e o Tupi não fez um grande Estadual. Então não dá para você atribuir se um jogador é bom ou ruim em função de um time de futebol. São atletas que vão agregar muito, principalmente pelo caráter e porque almejam uma situação maior para sua carreira, ou seja, fazer uma grande Série C pelo Tupi por um mercado melhor no futuro”, analisou o técnico.

Defensor Ênio já mostrou entrosamento fora das quatro linhas com Daniel Morais, que ainda possui situação indefinida

Defensor Ênio já mostrou entrosamento fora das quatro linhas com Daniel Morais, que ainda possui situação indefinida

Intertemporada em Lima Duarte

O clube ainda não confirmou, mas a delegação carijó deve se hospedar por alguns dias em município vizinho para intertemporada: “Tivemos na semana passada em Lima Duarte conhecendo a estrutura da cidade para que a gente possa intensificar o trabalho, uma vez que o grupo vai passar por certa transformação. Obviamente que há remanescentes, têm jogadores que produziram o suficiente para continuar no trabalho, mas é um novo grupo, então é um período que julgo ser muito importante e a direção do clube tem feito um esforço muito grande para viabilizar. O quanto antes a assessoria estará comunicando o que vai ser feito a respeito da programação”, finalizou Leston.

 

Texto: Bruno Kaehler

Fotos: Toque de Bola


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.