13 abr 2015

Federação Mineira confirma dois jogos para domingo. Cruzeiro e Caldense a um empate da final



    A Federação Mineira de Futebol (FMF) confirmou em nota oficial, divulgada nesta segunda-feira, 13, que o clássico entre Cruzeiro e Atlético, no jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro, será disputado no domingo, às 16h, no Mineirão. Já a outra partida da semifinal, entre Caldense e Tombense, em Poços de Caldas, será disputada no domingo, às 18h30.
   Com a ratificação de que o clássico contra o Atlético será disputado no domingo, o Cruzeiro novamente disputará duas partidas com intervalo inferior ao prazo mínimo estabelecido no Regulamento Geral de Competições da CBF: 60 horas.  Depois de enfrentar o arquirrival pela semifinal do Mineiro, o Cruzeiro voltará a campo na terça-feira, às 22h. Em jogo pela Copa Libertadores, a equipe celeste receberá o Universitario de Sucre, no Mineirão, pela última rodada do grupo 3. Segundo a FMF, houve um pedido para que a partida entre Cruzeiro e Universitario de Sucre fosse adiada para quarta-feira. Porém, não houve resposta da Confederação Sul-Americana.
   Já o Atlético encerrará sua participação na fase de grupos da Copa Libertadores na quarta-feira posterior ao clássico mineiro. O time alvinegro receberá o Colo Colo.Além do pedido para que a partida entre Cruzeiro e Universitario de Sucre fosse adiada para quarta-feira, a FMF listou outros argumentos para que o clássico fosse confirmado para domingo. A entidade alega que a tabela do Campeonato Mineiro foi divulgada antes da definição de jogos da Copa Libertadores e que o término do Estadual não poderá ser adiado. Também é ratificado na nota oficial que a televisão detentora dos direitos de transmissão requisitou que o jogo entre Cruzeiro e Atlético fosse no domingo, às 16h.
   A FMF utiliza o argumento ainda de que o artigo 25 do Regulamento Geral de Competições determina que “os clubes e atletas profissionais não poderão, como regra geral, disputar partida sem observar o intervalo mínimo de 60 (sessenta) horas”, prevendo, em seguida, casos excepcionais onde se admite a realização de partidas sem a observância do intervalo mínimo supra citado”.
Mesmo em Tombos, Caldense teve chances de sair com a vitória na partida de ida das semifinais do Mineiro 2015

Mesmo em Tombos, Caldense teve chances de sair com a vitória na partida de ida das semifinais do Mineiro 2015

    Cruzeiro e Caldense jogam por novo empate   
    Após as primeiras partidas das semifinais do Campeonato Mineiro, Cruzeiro e Caldense estão a apenas um empate da grande final. Por terem as melhores campanhas na primeira fase, as duas equipes enfrentaram Atlético e Tombense, fora de casa, com a vantagem de conquistar a classificação com dois empates nos confrontos.
  Clássico: equilíbrio, expulsão e golaço
   Marcelo Oliveira, treinador do Cruzeiro, destacou a força do Atlético jogando no Independência e lamentou a falta de imposição física do time celeste após a expulsão de Leonardo Silva: “É muito difícil jogar aqui, todo mundo que vem sabe, nós também. O time do Atlético é ajustado, um ótimo time, empurrado pela torcida, eles brigam muito, competem muito, fazem pressão. O jogo foi controlado, alternando bons momentos dos dois lados. Depois da expulsão, era necessário ter imposição física maior, porque nós jogamos na quarta e eles na quinta. Isso não aconteceu. Nesses 20 minutos (na verdade, 30), perdemos oportunidade de ganhar o jogo na imposição física”, declarou em entrevista ao portal Superesportes.
   O golaço assinalado por De Arrascaeta foi destaque. O jogador driblou o volante Josué por entre as pernas e passou por Jemerson, saindo diante de Víctor e batendo cruzado, fora do alcance do goleiro.
     Do outro lado do clássico, o técnico atleticano, Levir Culpi, preferiu destacar os pontos positivos da sua equipe e minimizar a vantagem do adversário com o resultado: “Eu achei que o time jogou legal. Foi muito parecido com o jogo do Santa Fe. Um jogo altamente físico. Fizemos 1 a 0, muito legal. E podíamos ter contido. Mas marcamos mal e teve o empate. Foi um jogo com ingredientes de um clássico, muito truncado. Acho que saíamos fortalecidos com esse resultado, da maneira que foi”, comentou em entrevista ao portal Superesportes.
  Cruzeiro e Atlético, logo após a partida, se encontraram novamente. Só que desta vez, na sala de embarque do aeroporto de Confins e alçaram voo às 23h. A equipe celeste viajou para Buenos Aires, na Argentina, onde encara o Hurácan nesta terça, às 19h. Os atleticanos viajaram para Guadalajara, no México, onde enfrentarão o Atlas nesta quarta, às 22h. Ambos os confrontos são válidos pela Taça Libertadores da América.
 
 Rodrigo garante 0 a 0 
  Na outra semifinal, a líder da primeira fase, Caldense, foi até o Almeidão, em Tombos, enfrentar o Tombense. A Veterana segurou as investidas da equipe da zona da mata mineira com atuação segura do goleiro Rodrigo, ex-Tupi, que completou sua quinta partida sem sofrer gols neste estadual, a sexta do time de Poços de Caldas. O arqueiro analisou o resultado e se mostrou contente com o desempenho: “Acho que foi uma boa atuação sim. Tanto nesse jogo quanto contra a URT (primeira fase) fui bastante exigido e acabei dando conta do recado. Já sabia que a pressão diante do Tombense seria grande, pois a equipe deles é qualificada e tem facilidade para tocar a bola. Estávamos cientes desde o jogo em Poços de Caldas, na primeira fase (empate por 1 a 1). Mas conseguimos fazer nosso trabalho atrás e a defesa se comportou muito bem para que não levássemos gols. É uma alegria. Fico feliz por fazer um bom trabalho. O Neguete (goleiro reserva) me ajudou também ao não tomar gol contra o Democrata (vitória da Caldense por 1 a 0 na oitava rodada). Enfim, ficar tantos jogos sem sofrer gols traz confiança ao goleiro, à zaga e até mesmo ao ataque para continuar marcando”, analisou Rodrigo ao portal Superesportes.
  O destaque da Tombense no primeiro confronto das semifinais foi o meia Betinho, que no fim do jogo acusou dores lombares, mas garantiu que quer atuar na partida decisiva em Poços de Caldas: “No meio da semana já estava com esse problema. No jogo, quando subi, levei uma pancada e caí. Bati no chão e senti muita dor. Tentei levantar, mas travei e fiquei com dificuldades para andar. Acho que não preocupa. Claro que temos de ver com o professor e os médicos para descobrir o que vai ser. Mas, se depender de mim, eu vou jogar”, declarou ao portal Superesportes.
Veja as fichas técnicas dos jogos de ida das semifinais do Campeonato Mineiro 2015:
Tombense 0x0 Caldense  – Sábado – 11/04 – Almeidão – 16h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/MG)
Assistente 1: Márcio Eustáquio Souza Santiago (CBF Especial 1), Assistente 2: Marcus Vinícius Gomes (CBF/FMF)
Público: 2.424
Renda: R$55.470,00
Tombense: 1-Darley, 2-Gedeilson, 3-Heitor, 4-Alexandre, 5-Coutinho (22-Wagner aos 30’2T), 6-Anderson, 7-Betinho, 9-Daniel Amorim, 10-Jonathan (17-Luiz Fernando aos 14’2T), 11-Rafael Pernão (18-Joilson aos 14’1T). Técnico: Júnior Lopes
Caldense: 1-Rodrigo, 2-Jeferson Feijão (13-Paulão aos 37’2T), 3-Marcelinho, 4-Plínio, 5-Serginho, 6-Rafael Estevam, 7-Tiago Azulão, 8-Yuri, 90-Luiz Eduardo (20-Cristiano aos 14’2T), 10-Everton Maradona (17-Thiago Ulisses aos 19’2T), 11-Zambi. Técnico: Leonardo Condé
Cartões Amarelos: Tombense: 8, 4 – Caldense: 7, 4, 5
Atlético 1×1 Cruzeiro – Domingo – 12/04 – Arena Independência – 16h
Árbitro: Raphael Claus (FIFA/SP)
Assistente 1: Alessandro Álvaro Rocha Matos (FIFA/BA), Assistente 2: Rodrigo Correa (FIFA/RJ)
Gols: Carlos aos 39’1T (Atlético); De Arrascaeta aos 9’2T (Cruzeiro)
Público: 16.153
Renda: R$742.045,00
Atlético: 1-Victor, 2-Marcos Rocha (9-Patric aos 31’2T), 3-Leonardo Silva, 4-Jemerson, 5-Rafael Carioca, 6-Douglas Santos, 7-Luan, 8-Josué (13-Edcarlos aos 20’2T), 17-Guilherme, 10-Dátolo,11-Carlos (19- Cárdenas aos 28’2T). Técnico: Levir Culpi
Cruzeiro: 1-Fábio, 23-Fabiano, 3-Léo (27-Manoel aos 24’1T), 26-Paulo André, 21-Mena (36-Fabrício no intervalo), 5-Willians, 8-Henrique, 25-Willian (18- Gabriel Xavier aos 31’2T), 10-De Arrascaeta, 11-Alisson, 9-Leandro Damião. Técnico: Marcelo Oliveira
Cartões Amarelos: Atlético: 4, 5, 8, 10, 2 – Cruzeiro: 3, 26, 21, 9, 25
Cartões Vermelhos: Atlético: Leonardo Silva aos 17’2T
Texto com informações do site Superesportes e do portal da Federação Mineira de Futebol
Foto: fanpage Caldense

Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

18 jan 2018
Próximo adversário do Tupi, Uberlândia perde em casa. Veja como começou o Estadual

18 jan 2018
Tem de 12 a 16 anos e quer jogar basquete? Sexta é dia de cesta! Olha esse convite da Faefid-UFJF

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse