06 abr 2014

Tupi revela jogo de camisas para a Série C: a 4 é de Wesley, 8 e 9 podem ter novidades, e o limite é 26



295 - Cópia

     Emocionado, Wesley Ladeira foi apresentado oficialmente, na manhã deste sábado, 5, na sala de imprensa do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, como o novo camisa 4 do Tupi para a Série C do Campeonato Brasileiro. “Estava ansioso para voltar”, definiu o zagueiro. “Amigo, trabalhador, profissional e caráter exemplar. A melhor dupla de zaga que vi nos últimos anos no Tupi foi com Wesley e Fabrício Soares”, emendou o dirigente Cloves Santos. Já Alberto Simão, diretor executivo, destacou o empenho do clube e do próprio atleta para o desfecho da contratação. Ladeira, 27, se profissionalizou no Carijó em 2008, fez parte do elenco campeão da Série D em 2011 e atuou pelo Tupi até 2012. No ano seguinte, se transferiu para o Mogi Mirim (SP), onde teve boas atuações e gols marcados, fazendo parte da equipe quarta colocada no Paulistão 2013. O zagueiro estava no Esportivo Bento Gonçalves (RS), disputando o Gauchão.

   Além de apresentar Ladeira, a diretoria carijó contou detalhes da contratação do técnico Leo Condé, anunciada oficialmente na véspera, e os planos para fechar o elenco antes da disputa da terceira divisão do futebol brasileiro. O Tupi tem estreia marcada na Série C para 27 de abril, um domingo, às 16h, diante do Macaé (RJ), no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

A apresentação de Leo Condé foi marcada para esta segunda-feira, 7, às 15h, também no Estádio Mário Helênio.

Após entregar a camisa, Cloves abraça Ladeira

Após entregar a camisa, Cloves abraça Ladeira

   As camisas

Depois de entregar a camisa 4 carijó a Wesley Ladeira, Cloves revelou que as prioridades agora para fechar o elenco serão “um camisa 9, porque na beirada do ataque já estamos bem servidos, e um camisa 8 que possa também eventualmente fazer a função do camisa 10, um meia de armação”, explicou. Ciente de que encontrar um camisa 10 hoje é tarefa árdua até para os chamados grandes clubes do futebol brasileiro, o dirigente não faz rodeios quanto ao número de jogadores com os quais o clube pretende trabalhar na disputa da Série C. “Queremos trabalhar com no máximo 26 jogadores. Hoje temos 31”, decretou.

   Opção pelos conhecidos

A diretoria alvinegra aproveitou a apresentação oficial de Wesley Ladeira para justificar a opção por profissionais que já defenderam o clube em outras oportunidades, jogando ou na Comissão Técnica. “Temos no clube hoje um banco de dados interessante de jogadores. E quanto ao Leo Condé, trazer um treinador que não conhece a história do Tupi é mais difícil, ele vai precisar de um período de adaptação. E optamos por um treinador que tem que trabalhar com jogadores que conhecemos. Não adianta vir um técnico para cá e indicar qualquer jogador, o clube hoje conhece o mercado”, analisa Cloves. Ele lembrou que mesmo na campanha ruim da Série C de 2012, os jogadores que estão voltando ao clube agora tiveram bons desempenhos.

Cloves e Wesley: dirigente revela bastidores do futebol do clube em busca de uma boa campanha na Série C

Cloves e Wesley: dirigente revela bastidores do futebol do clube em busca de uma boa campanha na Série C

  Disputa extra-campo com a Caldense

A confirmação da volta de Leo Condé ao Tupi não foi tão simples como parece. Mesmo sem um calendário para o segundo semestre, uma vez que a Caldense está na primeira fase da Copa do Brasil – venceu o Duque de Caxias por 2 a 0 em casa e fará o jogo de volta – mas não disputará outra competição, o clube de Poços de Caldas não tinha o menor interesse em se desfazer do treinador.

Assim, a diretoria do clube juiz-forano garante que só apresentou uma proposta concreta a Leo na quinta-feira, depois da partida entre Caldense e Duque de Caxias. “Pagamos a multa porque ele tinha um contrato com a Caldense para estes dois jogos”, revela Cloves. O dirigente lembrou uma situação que incomodou bastante nos bastidores do Tupi, ao final da disputa da Série D, em 2013. “Quando passamos para a semifinal, a Caldense não se preocupou em nos procurar e fez propostas a vários de nossos jogadores em plena disputa, até o Ademilson eles queriam contratar. Alguns aceitaram a proposta e foram para lá. Neste caso agora, não tivemos falta de ética. Conversamos com o Leo frequentemente, como conversamos, por exemplo, com outros técnicos que passaram por aqui e com eles estamos sempre em contato, como o próprio Ricardo Drubscky, a quem cumprimentamos pelo acerto com o Paraná”.

   Ultimato

Cloves revelou que foi bastante claro na conversa que sacramentou a volta de Leonardo Condé. Disse que não podia esperar mais, havia, de fato, outros técnicos “conversados”, como Toninho Andrade, do Volta Redonda, mas que a opção preferencial era mesmo Leo, até por uma situação apresentada pelo dirigente na conversa com jornalistas: havia uma conversa anterior que indicava a preferência da presidente carijó, Myrian Fortuna, em contar com o profissional. “Dissemos a ele que não tínhamos mais tempo para esperar e fizemos nossa proposta. Estamos satisfeitos. Ele sabe conduzir o grupo de jogadores, quando ele esteve no comando nunca tivemos problemas no elenco, e é melhor trabalhar com quem conhece a realidade e a história do Tupi”, emendou o dirigente, ressaltando que não há equipe do interior do estado com orçamento modesto como o Tupi com melhores resultados que o carijó nos últimos anos no futebol mineiro.

  Datas: sábado ou domingo?

A data da estreia do Tupi na Série C até o momento está marcada para o próximo dia 27, um domingo. A informação parece não ser consenso no clube, uma vez que sempre há preocupação com a concorrência, aos domingos, com as transmissões de jogos, principalmente pela TV aberta. No dia 27, por exemplo, está marcado um jogo ente Corinthians e Flamengo pela Série A, jogo que, a princípio, inaugura oficialmente  o Itaquerão. E então? Vale a pena antecipar?

Depois da estreia, dia 27, as partidas seguintes do galo carijó em Juiz de Fora pela Série C já foram antecipadas para sábado, inclusive as datas já estão alteradas no site da CBF. Na terceira rodada, a partida contra o Guaratinguetá (SP) está marcada para sábado, 10 de maio. Na semana seguinte, o confronto diante do Caxias (RS) também está previsto para sábado, dia 17.  Outro jogo carijó diante da torcida antecipado para sábado é o da sexta rodada, dia 31 de maio, contra o Madureira -RJ.

  Domingo às 19h, com TV

Na tabela publicada no site da CBF, as datas e os horários dos jogos da Série C estão marcados somente até a nona rodada do primeiro turno. E justamente na nona rodada, a tabela marca o jogo Tupi x Guarani, de Campinas (SP), para domingo, dia 3 de agosto, com transmissão anunciada, ainda de acordo com a CBF, pela TV Brasil.

   Enquete

O Toque de Bola faz uma enquete sobre o tema, perguntando a preferência do torcedor e apresentando como opções o sábado á tarde, o domingo à tarde e até o domingo pela manhã, uma opção que eventualmente é citada por alguns torcedores. Em resultado atualizado às 20h de domingo, 6, o resultado entre os internautas aponta: 49% preferem sábado à tarde, 28% domingo à tarde e 23% domingo pela manhã. O resultado está logo na capa do Portal.

Antes dos microfones, a "resenha" nos bastidores: bom ambiente também foi destacado pelo jogador

Antes dos microfones, a “resenha” nos bastidores: bom ambiente também foi destacado pelo jogador

   Acompanhe, abaixo, algumas declarações na apresentação de Wesley Ladeira:

“O Wesley abriu o máximo que podia esta negociação. Nós também fizemos um esforço grande, até por reconhecer o profissional que ele é, aonde ele quer chegar e aonde a gente pensa em colocar vessa equipe do Tupi. Wesley está voltando para dar sequência a esta história vitoriosa, ele sabe da responsabilidade de vestir essa camisa centenária e buscando agregar valor” (Alberto Simão, diretor executivo do futebol carijó).

“Todo time começa com um grande goleiro, e um grande zagueiro. Saemos que ele pode até atuar numa Série B, até numa Série A” (Cloves Santos, diretor de futebol).

292 - Cópia

   Confira, abaixo, o primeiro bate-papo da imprensa local com Wesley, logo após a apresentação:

   Qual a sensação em voltar a vestir a camisa do Tupi?

“Estou muito agradecido pelas palavras dos dirigentes, não via a hora disso se concretizar, estava doido em casa para acontecer, é um lugar que a gente gosta, onde somos bem recebidos, vou retribuir dentro de campo, dando meu máximo, fazer de tudo para conseguir honrar essa camisa do Tupi”.

  A torcida ficou muito feliz com a sua volta. Como vê essa repercussão entre os torcedores?

“Me sinto lisonjeado demais. Para mim é um prazer ter o apoio dos torcedores, só tenho a agradecer e falar para eles que eu vou mostrar tudo  que eu posso e o que eu não posso dar para ajudar a equipe”.

   O que a torcida pode esperar de você em campo, agora com mais experiência, tendo passado por outros clubes?

“Tive uma passagem em São Paulo e outra no Sul, voltei muito melhor. A torcida pode esperar aquele mesmo jogador guerreiro, mas acredito que melhor tecnicamente e mais experiente”.

  Como é voltar a trabalhar com o treinador Leo Condé?

“Temos uma boa relação. Excelente treinador, excelente pessoa, trabalho dele é maravilhoso, dá muita liberdade para o jogador conversar, acho que não vai ter problema nenhum. Tupi começou muito bem as suas contratações pelo Leo Condé. Tem tudo para dar certo na Série C.”

 Reencontro com jogadores do elenco:

“Muito gratificante. Todos vieram me cumprimentar. Vimos a gratidão que têm pela gente. O apoio, a amizade que nós criamos. Bom demais, vamos desfrutar desse momento”.

  O que esperar da Série C, lembrando a experiência negativa do Tupi em 2012 e a prioridade colocada pela diretoria desde o início do ano em montar uma equipe competitiva.

“Joguei duas Séries C distintas. Aqui no Tupi, tivemos o rebaixamento depois de começar mal. Lá no Mogi Mirim (SP) começamos bem, ficamos com aquela gordura para queimar e chegamos na fase final com chances de nos classificar. O início é importante. Com um time equilibrado e competitivo, com certeza dá para chegar sim.”

 

Texto: Ivan Elias

Fotos: Toque de Bola


Voltar

Uma Resposta to “Tupi revela jogo de camisas para a Série C: a 4 é de Wesley, 8 e 9 podem ter novidades, e o limite é 26”

Deixe uma resposta

Notícias


18 jan 2018
Próximo adversário do Tupi, Uberlândia perde em casa. Veja como começou o Estadual

18 jan 2018
Tem de 12 a 16 anos e quer jogar basquete? Sexta é dia de cesta! Olha esse convite da Faefid-UFJF

17 jan 2018
“Barraco” no Poço Rico! Eleições do Tupynambás viram caso de polícia

17 jan 2018
Cruzeiro x Tupi: choque de realidades marca estreia do Carijó no Campeonato Mineiro

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse