18 abr 2013

Fim de Superliga, início da luta pela sobrevivência



  Com o final da Superliga Masculina de Vôlei 2012/2013, os bastidores das equipes já começam a se agitar, na preparação para a próxima edição do torneio. Com muita dificuldade, alguns projetos ainda procuram um patrocinador para se manter na competição nacional, com uma equipe de alto rendimento.

  Vários são os exemplos de grandes times que perderam seus patrocinadores, como o caso mais recente da equipe de Campinas, que apesar de boa temporada, viu a empresa Medley sair do projeto, fazendo com que a equipe passe por momento de incertezas.

  Jogadores liberados, treinadores dispensados. Confira o panorama das equipes que se preparam para a Superliga 2013/2014.

De cara nova, com a base antiga

  A equipe do Sada/Cruzeiro não escondeu o desapontamento após o vice-campeonato da Superliga 2012/2013. Praticamente com o mesmo grupo de jogadores que conquistou a temporada passada, o técnico Marcelo Mendez, que já renovou seu contrato, deve ter um time reformulado para a disputa da próxima edição, mas com a manutenção da espinha dorsal da equipe.

  Do elenco atual, três jogadores já têm presença confirmada por mais um ano. O levantador Willian, escolhido como melhor jogador da Superliga, e os ponteiros Filipe e Leal permanecerão defendendo a camisa do Cruzeiro. A diretoria tenta a renovação do oposto Wallace, mas ainda não divulgou nenhuma nota oficial. Valorizado após mais uma excelente temporada, Wallace pode estar de malas prontas para deixar Minas Gerais.

  No Sada/Cruzeiro, existe um boato de interesse no jovem Isac, de São Bernardo. Caso a contratação do jogador seja efetuada, um dos três centrais do grupo, Acácio, Douglas Cordeiro ou Rogério, pode deixar o clube.

Futuro no Vôlei?

  O Vôlei Futuro, que tem no currículo um campeonato paulista e um vice-campeonato da Superliga, passa por um momento de insegurança. Após a eliminação na temporada 2012/2013 da competição nacional ainda na primeira fase, a diretoria terá cerca de dois meses para que sejam fechados os contratos com novos patrocinadores, já que a intenção da equipe não é apenas figurar na competição, mas sim ter um grupo de alto rendimento.

  Centenas de torcedores se reuniram em manifestação em frente ao Ginásio Plácido Rocha, para pedir a manutenção do projeto, com alto investimento.  Porém, no momento, todos os jogadores do elenco foram dispensados e podem se transferir para outras equipes.

  Sem vínculo com o time de Araçatuba, algumas especulações começam a surgir no mercado. O levantador Ricardinho, que já teve o nome cogitado durante a Superliga em uma nova equipe em Maringá, pode estar nos planos do Drean/Bolívar, da Argentina. Caso vá para o voleibol argentino, Ricardinho atuaria em mais uma oportunidade ao lado do ponteiro Giba.  Já os centrais Michael e Vini foram sondados pela nova equipe que terá sede em Taubaté, que mantém o projeto em sigilo.

  Procura-se patrocinador

  Desde o início da temporada 2012/2013 quando São Bernardo perdeu o patrocínio do Banco BMG, a diretoria luta para conseguir novos parceiros que sustentem o projeto do voleibol na cidade. A intenção é conseguir patrocinadores até o dia 20 de abril, já que após essa data a participação em algumas competições se tornam complicadas, além da demora poder atrapalhar as negociações com possíveis reforços.

  Para Rubinho, que está no comando da equipe desde o início do projeto, além de auxiliar Bernardinho na Seleção Brasileira, as negociações são demoradas e enquanto nada é fechado, a possibilidade de perder nomes importantes para o grupo é cada vez mais real.

  Muito se fala da saída de oposto Renan, que já foi sondado no início da Superliga pelo Sesi-SP. O central Isac é outro nome que deve deixar São Bernardo. O destino pode ser o Sada/Cruzeiro.

  Força Gaúcha

  Grande sensação da temporada 2012/2013, o Móveis Kappesberg/Canoas está confirmado por mais uma temporada, após a renovação de seu patrocinador máster. O campeão olímpico Paulão, treinador da equipe, conseguiu a sexta colocação no primeiro ano do projeto na elite do voleibol nacional e pode sonhar ainda mais na próxima edição.

  Boa parte do elenco deve ser mantida e Paulão terá um orçamento maior do que os R$1,5 milhão disponibilizados na temporada. Com isso, algumas novidades podem ser apresentadas em breve. A dúvida, por enquanto, gira em torno de um dos ícones do time. O central Gustavo ainda não definiu se permanece em quadra por mais uma temporada ou anuncia sua aposentadoria.

  Incerteza 

  Campinas é uma das equipes que passa por período mais turbulento ao fim da Superliga nacional. Com a saída da Medley, a diretoria luta contra o tempo para conseguir investidores, mas o comentário de bastidor é que o projeto deve continuar vivo, mas com orçamento bem menor do que o apresentado na temporada 2012/2013

  O elenco atual conta com jogadores bem ranqueados e, por isso, logo após a saída do patrocinador master, foram liberados para fechar com qualquer outro clube. Alguns nomes importantes, como André Heller, capitão da equipe, além do ponteiro Renato, ainda acreditam na manutenção da equipe e focam no trabalho duro para o próximo campeonato.

  Porém as especulações já são muitas. O central Gustavão, um dos destaques do grupo, teve seu nome citado em vários clubes do país. A equipe de Taubaté já estaria em negociação com o maior pontuador de Campinas, Rivaldo, e também com o líbero Alan. O levantador Murilo Radke é outro que parece ter futuro longe da equipe, após boatos de que estaria nos planos do treinador Paulão, na equipe de Canoas. De concreto, apenas a saída do treinador Marcos Pacheco, que já foi apresentado pelo Sesi-SP.

 “Bota” na conta do Eike

  O campeão RJX pode mudar bastante para a próxima edição da Superliga. A permanência do time é praticamente garantida, mas o orçamento seria menor do que o da temporada de ouro. Existem especulações de que os prejuízos das empresas de Eike Batista seriam o principal motivo para a redução do orçamento da equipe, que girou em torno dos R$17 milhões.

  A equipe trabalha para renovar com três nomes chaves para o grupo. O levantador Bruninho, o ponteiro Dante e o treinador Marcelo Fronckowiak são as prioridades. Porém, jogadores importantes já foram sondados. Aguardando apenas um posicionamento da equipe do Rio De Janeiro, o central Lucão, que vive momento iluminado, foi sondado pelo Sesi-SP. Outro que estaria sendo cobiçado por clubes do Brasil é o reserva de luxo Da Silva, decisivo nas partidas dos playoffs.

 Prazer, Funvic/Taubaté

   O Funvic/Taubaté deve fazer o anúncio oficial dos patrocinadores e também de grande parte do elenco para a próxima temporada 2013/2014 até o fim de abril.

   A diretoria da nova equipe não informou nomes certos, mas alguns jogadores já estariam apalavrados com o clube. É o caso dos ponteiros André Lukianetz (Paris Volley, da França), Ezinho (Volta Redonda) e Jurquin (Campinas). Em negociações adiantadas, o central Alberto (Volta Redonda), o levantador Jotinha (Canoas) e o oposto Rafael Araújo (Florianópolis) devem defender a equipe, que chega para ser competitiva no cenário nacional.

  Como planejamento principal, o Funvic/Taubaté procura a contratação de Lorena (Sesi-SP) e Ricardinho (Vôlei Futuro). A dupla que atuou junta no vice campeonato do Vôlei Futuro na temporada 2011/2012 agrada aos diretores. Mas a contratação não é fácil, pois Lorena tem propostas de clubes do exterior e Ricardinho ainda espera um posicionamento dos diretores de Araçatuba.

  Renovação à vista na Vila Leopoldina

  O Sesi-SP está trabalhando forte nos bastidores para montar uma equipe ainda mais forte para a próxima edição da Superliga nacional. Após o anúncio da saída do treinador Giovane Gávio, a diretoria trouxe o experiente e consagrado Marcos Pacheco para comandar o grupo.

  Dos jogadores, o primeiro a confirmar a renovação para a próxima temporada foi o central Sidão, que recebeu sondagens, mas não deixará a Vila Leopoldina. Serginho e Murilo são outras prioridades da diretoria, além dos jovens Ary, Aracaju, Thiaguinho e Mão, que estão nos planos de Pacheco, caso não sejam sondados para defender outras equipes.

  Além da manutenção dos grandes nomes, o Sesi-SP deve contar com grandes contratações. O nome mais falado foi do ponteiro Lucarelli, destaque da Superliga 2012/2013. O clube pode perder nomes importantes, como Lorena e Thiago Barth.

  Argentino renovado para a disputa do Sul-Americano

  O treinador argentino Horacio Dileo vai permanecer no Vivo/Minas por mais uma temporada. Apesar de propostas do voleibol turco, Horacio firmou novo contrato e já trabalha para o Sul-Americano, que será sediado em Belo Horizonte, em maio.

  A equipe mineira, que usará força máxima na competição continental, só estudará renovações e contratações após o término do torneio, mas as especulações de que Lucarelli e Maurício podem deixar o clube já são grandes.

  Ainda vivo

  Quando nenhum representante da equipe de Florianópolis apareceu em uma reunião na CBV a respeito de mudanças no ranking para a temporada 2013/2014, dava-se como certa a extinção da equipe. Porém, a diretoria do clube catarinense continua se movimentando e prepara surpresas para a torcida.

  No primeiro ano da parceria entre a equipe e a rede Super Imperatriz, houve a definição de um investimento menor, com expectativa de aumento para o ano seguinte, quando os jogadores são dispensados de muitas equipes e ficam livres para acertar com qualquer clube. O próprio Florianópolis já liberou todos os seus atletas.

  Outro que também não permanecerá no projeto é o treinador Douglas Chiarotti, que pode dar lugar ao campeão olímpico Giovane Gávio, dispensado do Sesi-SP.

 Estudo e cautela 

  A 11ª posição na Superliga Masculina não estava nos planos da comissão técnica da UFJF. Após temporada oscilante, o treinador Maurício Bara já passa por um momento de análises de estudo de mercado, para reforçar o grupo e conseguir uma campanha ainda melhor na próxima temporada.

  Em conversa com o Toque de Bola, Maurício afirmou estar em conversas com alguns nomes, mas nada oficial. Quanto a renovação de peças chave da equipe, o treinador ainda se mantém cauteloso, sabendo da valorização dos jogadores que se destacaram, como o oposto Luan e o – convocado – levantador Danilo Gelinski.

  Campeão da Série B, pela permanência na Série A

  O Monte Cristo, campeão da Superliga B, representante de Goiás, busca reforçar o grupo para disputar a elite do voleibol nacional. De antemão, a diretoria já anuncio a volta do ponteiro Pablo, que estava no voleibol português.

  O central Vini, ex-Vôlei Futuro, é outro nome que já começa a circular nos bastidores e agrada ao treinador Paulo Martins. O clube ainda projeta a disputa de uma competição estadual para servir como preparação para a liga nacional.

Texto: Igor Rodrigues

Foto: Arquivo Toque de Bola


Voltar

2 Respostas to “Fim de Superliga, início da luta pela sobrevivência”

Deixe uma resposta

Notícias


21 abr 2018
Gol de Adê, 43 anos, aos 43 minutos! Baeta vence e sobe

19 abr 2018
Baeta confiante para buscar o “combo”: vitória, acesso e vaga na final

19 abr 2018
Futsal: Léo Aleixo vibra com títulos e adaptação da família na Bélgica

19 abr 2018
Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados do Boletim 6

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.