11 jan 2013

Como está sendo a cobertura da Copa do Mundo e das Olimpíadas?



O Brasil é o país em que o esporte está mais presente nos jornais, não só nos cadernos específicos do tema. Além disso, o futebol é o tema mais abordado em matérias (ocupando quase 75% das publicações esportivas). Essas são algumas das particularidades das publicações em veículos impressos brasileiros, analisadas pela especialista em Gestão do Esporte pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e assessora de comunicação da Coordenação de Acessibilidade Educacional, Física e Informacional (Caefi), Tatiane Hilgemberg.

Ela foi a única representante brasileira a participar da International Sports Press Survey (ISPS), uma pesquisa mundial que contou com a participação de representantes de 23 países, que tem como objetivo iniciar o esboço de um perfil das coberturas jornalísticas do esporte ao redor do mundo.

Os estudos, realizados em 2011, foram promovidos por acadêmicos da German Sport University e Macromedia University for Media and Communication, em parceria com o Danish Institute For Sports Studies – instituto de pesquisas esportivas independentes, financiado pelo Ministério do Esporte da Dinamarca. Estudiosos da Austrália, Brasil, Canadá, Dinamarca, Inglaterra, França, Alemanha, Grécia, África do Sul, Índia, Malásia, Nepal, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Romênia, Escócia, Cingapura, República Eslovaca, Eslovenia, Suíça Francesa, Suíça Alemã e Estados Unidos foram responsáveis por analisar quase 19 mil matérias de 81 jornais para apontar, entre outras variáveis, quais esportes eram mais abordados nas publicações e como esse assunto era tratado em seus respectivos países.

Tatiane analisou durante o período de abril a julho de 2011, todas as publicações de três jornais impressos: Um de tiragem nacional (O Globo), um regional (Tribuna de Minas) e também um tablóide (Meia Hora). Confira, no quadro ao lado, alguns resultados obtidos por Tatiane. A especialista explica que foi convidada a participar da ISPS devido à sua participação nos últimos dois congressos bienais promovidos pela organização internacional Play the Game, da qual participa.

“Eu mantive contato com os outros participantes, dirigentes e organizadores do congresso que aconteceu em 2009 na Inglaterra e recebi um e-mail convidando a participar dessa pesquisa que tinha a intenção de realizar o levantamento dos dados, da mesma forma, no maior número de países possível. Tive muito interesse em participar e implementei a pesquisa aqui no Brasil”.

Apesar disto, a pesquisadora afirma que nos jornais brasileiros analisados existe muito pouca fiscalização em relação aos grandes eventos esportivos que serão sediados no nosso país nos próximos anos “As coberturas focavam muito mais nos resultados de competições como o campeonato brasileiro e, na época, a Libertadores”.

Tatiane diz que através da coleta foi possível tecer críticas em relação à falta de ação da imprensa brasileira, que está deixando de exercer sua função de fiscal do patrimônio econômico e político, tão importantes quanto o esporte. “Embora eu tenha encontrado matérias sobre as Olimpíadas e sobre a Copa, a maioria delas ignora a parte econômica e política desses megaeventos, tratando-os mais pelo ponto de vista do entretenimento”.

Na próxima fase da pesquisa Tatiane Hilgemberg vai avaliar de forma mais aprofundada os dados que reuniu no ano passado e escrever um artigo sobre este estudo, que vai fazer parte do livro publicado nos próximos anos pela ISPS.

Texto e arte: Secretaria de Comunicação da UFJF


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

18 set 2017
Emoção marca abertura da Semana Paralímpica em Juiz de Fora

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.