18 out 2012

Voltaço, rival da UFJF no fim de semana, quer os playoffs da Superliga



O Volta Redonda, que recentemente perdeu a decisão do Campeonato Carioca para o RJX, chega para disputar a sua quarta Superliga Masculina consecutiva. No primeiro ano, terminou na décima terceira colocação. Na temporada seguinte, foi o décimo primeiro. Na Superliga 2011/2012, acabou em nono. Para a próxima competição, o objetivo do Voltaço é continuar a evolução e terminar entre os oito primeiros, o que garantiria a classificação para os playoffs. Para isso, o técnico Alessandro Fadul, em entrevista exclusiva ao Toque de Bola, afirmou que sua equipe não conta com nenhum grande destaque individual. A aposta é no equilíbrio e no jogo coletivo. Jogando dessa maneira, ele acredita que o time do sul-fluminense tem condições de jogar de igual para igual com qualquer equipe do Brasil.

Neste final de semana, a equipe do Volta redonda estará em Juiz de Fora para dois amistosos contra a UFJF: sexta-feira, 19, às 19h, e sábado, 20, às 10h. Segundo Fadul, os dois jogos são importantes para seu time manter o ritmo. “Não temos equipes para enfrentar no nosso estado que possam nos ajudar a manter o nível até a estreia na Superliga. Nada melhor que enfrentar UFJF, que além de ser uma forte equipe que também vai disputar a Superliga, Juiz de Fora é próximo. Mas é claro que a gente vai entrar com o objetivo de vencer, independentemente de ser um amistoso. É entrar em quadra e fazer o nosso melhor para sair com a vitória”, destaca Fadul.

Equilíbrio em todas as posições: grupo possui tanto jogadores jovens, quanto experientes (Foto: Divulgação)

Sem rivalidade

Na temporada passada, confusão envolvendo o jogador Jardel, então na UFJF, e membros da diretoria do Volta Redonda, na véspera da partida do primeiro turno, no estado vizinho, acabou criando uma rivalidade entre as duas equipes. O incidente levou à suspensão do atleta, que desfalcou a UFJF em importantes partidas. Para piorar, no jogo de volta, vitória do Volta Redonda em Juiz de Fora. Mesmo assim, o treinador Fadul, que no ano passado era auxiliar técnico, descarta qualquer tipo de rivalidade entre as duas equipes.

“De forma alguma existe esse clima. O que aconteceu entre o Jardel e membros da diretoria foi algo particular, que não envolveu as duas equipes. Não existe nenhum clima de rivalidade, até porque as equipes estão reformuladas, tanto a nossa quanto a de Juiz de Fora. São, praticamente, dois times diferentes da temporada passada. Lógico que, dentro de quadra, cada um entra para fazer o melhor e defender a sua equipe. Mas não ficou nada guardado da última temporada. O que aconteceu acabou no mesmo dia. Não ficou mágoa, não tem nada”, garante Fadul.

Superliga 2012/2013: aposta no equilíbrio

Segundo o treinador, o Volta Redonda chega para a Superliga com um grupo mais equilibrado em relação à temporada passada. “Hoje, temos um grupo muito equilibrado em todas as posições. Temos jogadores novos, jogadores experientes…”, explica, para depois comentar a expectativa em relação à competição: “O nosso objetivo, sem dúvida nenhuma, é buscar a classificação para os playoffs. O grupo está trabalhando forte. Todos muito focados neste objetivo”.

Por fim, ao ser questionado sobre qual seria o maior destaque do Volta Redonda na Superliga, Fadul disse que não acredita ter em sua equipe jogadores que possam fazer 25, 30 pontos em um jogo. Para ele, a aposta está no conjunto. “Como um grupo, todos se ajudando, temos condições de brigar de igual para igual com as grandes equipes. A força do grupo pode nos levar muito longe”.

Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 maio 2018
Jogadores, técnico e diretor repercutem invasão ao gramado

23 maio 2018
Deu BO! Torcedores invadem treino do Tupi

22 maio 2018
Tupi tem barca, saída de preparador físico e contusão em dois dias

22 maio 2018
Panathlon Club JF comemora sucesso da 6ª Feijoada do Esporte

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse