04 out 2012

Investimento na base para revelar novos talentos no Atletismo



O fim das Olimpíadas de Londres trouxe mais uma vez à tona uma antiga questão: como fazer com que o Brasil revele mais talentos nos esportes olímpicos? Uma possível resposta seria estimular a prática na escola, onde se encontra o maior número de crianças e, por isso, seria mais fácil garimpar os talentos olímpicos. Mas os incentivos em esportes na educação básica são baixos e impossibilitam que esse caminho natural seja alcançado. Por esse motivo, a Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) criou o projeto “O atletismo em apoio à criança e à adolescência”.

“Juiz de Fora, como todo o estado de Minas, sempre foi carente no sentido de formar atletas”, afirma o coordenador e idealizador do projeto, José Augusto Pereira. Criada em 2001, a ação, além de revelar talentos, tem o objetivo de oferecer às crianças e aos adolescentes dos bairros do entorno do campus uma prática esportiva orientada, regular e saudável no período de contraturno escolar. “Gosto do que é feito aqui, pois o projeto tira as crianças da rua. Em casa, nós ficaríamos sem fazer nada. Viemos aqui e ainda nos exercitamos, o que é uma coisa boa para nossa saúde”, diz Thainá Mitterhofer, 13 anos.

Outra atribuição da iniciativa é formar futuros professores com conhecimento mais aprofundado na área. “Podemos aplicar na prática o que aprendemos na teoria. E o fato de sempre termos a orientação e a coordenação de alguém mais experiente não nos deixa ficar totalmente perdidos”, explica o bolsista Jefferson Verbena.

No final de 2011, o projeto passou a integrar o programa estadual Minas Olímpica, que, aliado à nova estrutura da Faefid, possibilitou uma expansão que está em curso. Atualmente, a iniciativa atende aproximadamente cem crianças e adolescentes. Embora englobe diferentes modalidades esportivas, o foco do projeto é o atletismo. “Também trabalhamos com futsal, handebol, natação e basquete, porém, 85% de nossa base é o atletismo”, informa o coordenador técnico junto ao Estado, Phelipe de Castro.

Frutos

Nos últimos anos, o projeto tem levado alunos para importantes competições como a primeira etapa do Campeonato Mineiro pré-mirim e mirim e a etapa regional dos Jogos Escolares. Nessas competições, os participantes alcançaram resultados expressivos. “Já conseguimos conquistar boas colocações nos torneios em que competimos, o que significa que o trabalho está sendo bem conduzido”, ressalta Castro. Um exemplo disso é a estudante Ingrid Euclides, 13 anos. Há seis meses no projeto, ela venceu a etapa mineira das Olimpíadas Escolares na categoria lançamento de dardo e espera alcançar bons resultados para disputar campeonatos internacionais. “Foi muito bom vencer o Mineiro e espero ganhar novamente para ir para o Sul-Americano.”

A ação também busca cumprir seu papel social ao proporcionar à comunidade instalações e materiais adequados. Segundo o professor da Faefid e um dos coordenadores do programa Minas Olímpica, professor Jorge Perrout, “a prática orientada do atletismo é um dos compromissos que o projeto tem com a comunidade”. Atividades de esporte e lazer fazem com que os jovens ocupem seu tempo e evitam que fiquem na rua. É o caso de Robson Nunes, 15 anos. “O projeto foi uma das melhores atividades que a UFJF criou para a comunidade. Ainda mais para nós que não tínhamos nada para fazer em casa.”

Texto: Secretaria de Comunicação da UFJF


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

18 jan 2018
Próximo adversário do Tupi, Uberlândia perde em casa. Veja como começou o Estadual

18 jan 2018
Tem de 12 a 16 anos e quer jogar basquete? Sexta é dia de cesta! Olha esse convite da Faefid-UFJF

17 jan 2018
“Barraco” no Poço Rico! Eleições do Tupynambás viram caso de polícia

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse