24 ago 2012

Arbitragem: Van Gasse aprova Aristeu Tavares



O árbitro Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP), formado em Educação Física pela Universidade de Juiz de Fora (UFJF) e morador da cidade, respaldou a mudança na Comissão de Arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) promovida pelo presidente da entidade, José Maria Marin. Na quarta-feira, 22, ele anunciou Aristeu Tavares como novo presidente da comissão no lugar de Sérgio Corrêa, que vai comandar o recém-criado Departamento de Arbitragem. Na primeira entrevista no novo cargo, Tavares prometeu minimizar os erros e promover novos árbitros.

Para Van Gasse, o que ocorreu foi apenas um “remanejamento”, que não implica em nenhuma grande mudança. Ao comentar as propostas de Aristeu, o árbitro deu um voto de confiança ao novo responsável pela arbitragem no Brasileirão. “O Aristeu é uma pessoa super correta. Ele parou de apitar há cinco anos. Cheguei a trabalhar com ele. Posso garantir que vai entrar para fazer o melhor. Mas não tem como acertar as coisas de uma hora para outra. É preciso tempo, até porque estamos no meio de um campeonato”.

O estopim

Marcelo Van Gasse trabalhou como assistente na partida da décima-oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, na Vila Belmiro, entre Santos e Corinthians, vencida pelo Peixe por 3 a 2 e marcada por polêmica. O segundo gol santista, de André, ocorreu num lance em que o bandeira Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) deixou de assinalar três situações de impedimento, sendo respaldado pelo árbitro Flávio Rodrigues Guerra, o que gerou protesto durante e depois do jogo por parte dos corintianos e muita repercussão na imprensa. 

O assistente de Juiz de Fora estava em posição oposta a Emerson no momento do lance. Ele revela que o colega de profissão manteve o controle até o final do jogo. Disse também não ter sofrido nenhum tipo de pressão no decorrer da partida ou mesmo após o apito final. “Ele [Emerson], até o final do jogo achava que tinha acertado. Infelizmente, houve esse equívoco. Mas não teve pressão. Assim como os jogadores e técnicos, os árbitros também erram. Temos frações de segundo para tomar decisões e quem está trabalhando é um ser humano. O que a gente marca é o que a gente vê”, afirma Van Gasse, ressaltando que o trio de arbitragem não conta com recursos de vídeo.

Ele lembrou que também deixou de marcar um impedimento em um jogo da Copa do Brasil entre Corinthians e Paraná, que acabou resultando em gol dos paranaenses. “Foi um equívoco que qualquer um poderia ter”. Para sorte de Van Gasse, o erro ficou minimizado, uma vez que o Corinthians conseguiu virar e chegar ao placar que precisava para avançar na competição nacional.

No próximo domingo, 26, ele está escalado como assistente no clássico entre Corinthians e São Paulo. O outro assistente no jogo será Herman Brumel Vani (SP), também formado em Educação Física pela UFJF. Wilson Luiz Seneme foi escalado como árbitro principal.

Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse