21 ago 2012

Áureo tem reunião com o elenco e cobra reação na Série C



Uma conversa entre o presidente do Tupi, Áureo Fortuna, e o elenco carijó marcou a terça-feira, 21, em Santa Terezinha.  O dirigente do Alvinegro cobrou dos atletas a reação na Série C do Campeonato Brasileiro, destacando que eles são os responsáveis tanto pelas vitórias como pela situação vivida atualmente no clube. O “bate-papo” durou cerca de 50 minutos e ocorreu no gramado do Estádio Salles de Oliveira. Fortuna prometeu ter uma conversa também com a comissão técnica carijó para saber os motivos de uma campanha tão ruim.

O dirigente mostrou-se decepcionado não apenas com o desempenho dentro das quatro linhas. Fortuna lamenta a falta de apoio por parte do empresariado e também da população juiz-forana, uma vez que a média de público no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio é, aproximadamente, de 1.400 torcedores. O atacante Ademílson, capitão da equipe e um dos líderes dos jogadores, classificou a conversa  como um incentivo do dirigente.

“Foi um apoio moral. Sabemos da dificuldade que estamos enfrentando. Eu e os outros jogadores não queríamos estar nesta situação. Foi uma conversa para a gente se unir, se fechar mais ainda para sair desta situação, na qual não podemos ficar. Infelizmente, estou fora e não vou poder ajudar da maneira que eu queria, mas vou estar torcendo e, no próximo jogo, voltar. Espero que ganhemos este jogo para darmos sequência no nosso trabalho. Estamos fazendo um trabalho bonito nos últimos anos e agora não pode ser diferente.  A gente tem que sair desta situação. E a conversa com o Áureo foi isso. Deu esse apoio, falou que o nosso time é bom, e é bom mesmo. Ele está fechado conosco para o que for preciso. Agora, só depende de nós mesmos para sairmos dessa situação”, expôs Ademílson.

O meia-atacante Allan é um dos mais experientes do grupo. Ele cumpriu suspensão automática na derrota para o Oeste e está à disposição de Felipe Surian. Allan não acredita que, com ausência de Ademílson, aumenta a sua responsabilidade. “É de todos”. Sobre a conversa com Áureo, destacou que o dirigente pediu união ao grupo. “Ele mostrou para a gente que temos que ficar cada vez mais unidos, já que o momento é difícil. Não adianta desesperar em um momento desse. É preciso ter calma, paciência, mas lembrar que estamos em uma situação incômoda, próximos do rebaixamento, não podemos perder esse foco. Precisamos ter os pés nos chão e temos que buscar a vitória de qualquer jeito. Caso contrário, a situação vai ficando cada vez mais feia”, disse o Xodó da Galera.

Após a conversa, o elenco carijó mostrou muita vontade no treino técnico-tático em Santa Terezinha. A atividade durou cerca de duas horas, e foi realizada em alta velocidade. Nesta quarta-feira, o elenco treina em tempo integral. Pela manhã, em Santa Terezinha e, à tarde, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio – local da partida de sábado, às 16h, contra a Chapecoense (SC).

A tarde desta terça-feira marcou também uma despedida. O volante Caetano entrou em acordo com a diretoria Carijó e rescindiu seu contrato com o clube.


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.