30 maio 2012

Michel reconhece: “joga-não-joga” deixa elenco ansioso



Elogiado pelo treinador Moacir Júnior no teste de terça-feira, 29, diante do América de Três Rios, o lateral-esquerdo Michel conversou com o Toque de Bola e admitiu a ansiedade entre os jogadores do Tupi, provocada pelo adiamento do início da Série C, em função da “geurra das liminares”.

Como os jogadores vivem esse joga-não-joga da Série C?

A gente fica ansioso. Todo jogador quer treinar durante a semana e no final da semana jogar. Isso não acontece, ficamos um pouquinho frustrados mas estamos trabalhando, lapidando, para quando estrear o time estrear bem, vencer os jogos.

  Qual a expectativa depois desse jogo-treino?

Expectativa é boa. O time está se entrosando, crescendo, se soltando mais. Mas nada como os jogos do campeonato mesmo para a equipe crescer de produção, melhorar. Foi um bom treino contra o América porque treinamos contra jogadores diferentes daqueles que estamos acostumados no dia-a-dia, aquele titular contra reserva em que todos já se conhecem. É bom pegar jogadores diferentes, sentimos um pouco mais de um jogo, é bom para começar bem o campeonato e buscar essa Série B tão esperada por todos num ano importante para o clube.

Clique no ícone abaixo para acompanhar a íntegra do áudio da entrevista com o lateral Michel:

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

18 jan 2018
Próximo adversário do Tupi, Uberlândia perde em casa. Veja como começou o Estadual

18 jan 2018
Tem de 12 a 16 anos e quer jogar basquete? Sexta é dia de cesta! Olha esse convite da Faefid-UFJF

17 jan 2018
“Barraco” no Poço Rico! Eleições do Tupynambás viram caso de polícia

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse