30 mar 2012

Juiz de Fora recebe campeonato de bocha adaptada



Juiz de Fora (MG), 30 de março de 2012

Entre esta sexta-feira, 29, e o domingo, 1º de abril, Juiz de Fora será a sede da Região Leste no Campeonato de Bocha Adaptada 2012, que acontecerá no ginásio do Sesc Pousada (Rua do Contorno, s/nº, no Bairro Nova Califórnia) entre 8h e 18h. A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), através da Secretaria de Esporte e Lazer (SEL) e em parceria com as associações Beneficente Roberto de Oliveira (ABRO) e Somar Brasil, apoia cinco atletas que estarão representando o município.

Professora e técnica da equipe de Juiz de Fora há pouco mais de dois anos, Yvone Berg explica que a bocha adaptada é um jogo de estratégia que promove a integração de pessoas com diferentes tipos de paralisia cerebral. “O esporte, além de integrar o deficiente na sociedade, proporciona visíveis mudanças tanto na saúde física, quanto mental, independente do grau de deficiência que ele tenha”, disse.

Ainda segundo a técnica, a expectativa para o torneio é grande. “Temos desde atletas jovens até adultos. Em 2010, um deles ficou com o terceiro lugar no Brasileiro”, conta. Atualmente, a equipe juiz-forana de bocha adaptada conta com oito atletas, com idades entre 21 e 55 anos. Os treinos acontecem as segundas e quartas-feiras, das 13h30 às 16h, na sede social do Tupi, na Rua José Calil Ahouagi 332, no Centro.

Podem participar pessoas portadoras de paralisia cerebral, de ambos os sexos, independente de idade. As inscrições podem ser feitas na sede da SEL, na Avenida Rui Barbosa 530, em Santa Terezinha, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Na quinta-feira, 29, um Congresso Técnico no Sesc Pousada definiu as regras e as chaves da competição.

Como se joga bocha adaptada?

Participam dessa modalidade portadores de paralisia cerebral severa, de deficiências degenerativas com comprometimento nos membros e tetraplégicos. Sobre uma cadeira de rodas, o atleta de bocha adaptada lança bolas coloridas (azuis e vermelhas) com a intenção de aproximar ao máximo da bola-alvo de cor branca. A quadra utilizada para a prática precisa ser lisa e plana, como a do futsal, medindo 6 metros de largura por 12,5 metros de comprimento. É permitido o uso das mãos, dos pés ou de instrumentos que auxiliam atletas quando há grande comprometimento nos membros superiores e inferiores. Ganha-se pontuação quando se chega à esfera do alvo.

Texto: Secretaria de Comunicação da PJF


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.