29 mar 2012

Carijó vence o duelo contra o Coelho: 2 a 1



Juiz de Fora (MG), 29 de março de 2012

Jogando na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, na noite desta quarta-feira (28/março), o Tupi Futebol Clube venceu o América-BH por 2 a 1, aumentou a invencibilidade (agora seis jogos – cinco vitórias e um empate), sacramentou a posição no G4 (o grupo dos que vão se classificar às semifinais) e se aproximou das equipes da capital. “É o nosso pensamento. Vamos continuar nessa pegada para chegar ao topo”, resumiu o ídolo Ademilson, autor do segundo gol. Wesley Ladeira abriu o placar e Alessandro descontou para os americanos. O próximo jogo do Galo será no dia 8 de abril, em Governador Valadares, contra o Democrata-GV.

Sem Michel Cury (contundido) e sem o substituto natural, Ulisses (fora por força contratual, já que o atleta pertence ao América), o técnico do Tupi Moacir Júnior lançou mão do polivalente Henrique no meio de campo. E foi com Henrique, caindo pela direita, que o Galo criou as melhores chances no primeiro tempo, principalmente em cruzamentos. Dois deles acharam companheiros dentro da pequena área: aos 29 minutos Ademilson cabeceou por cima, para fora; e aos 37, Wesley Ladeira cabeceou para baixo, na rede – Tupi 1 x 0. E poderia ser dois, se Neneca, o goleiro americano, não tivesse feito uma excelente defesa em chute portentoso de Flávio, aos 20 minutos.

O segundo tempo começou da melhor forma possível. Aos 3 minutos, Ademilson perdeu um gol feito, cara a cara com Neneca. Mas não teve tempo para lamentar, já que dois minutos depois converteu um pênalti, marcado depois que o zagueiro cortou com a mão um cruzamento de Henrique.

Lá atrás, quando precisou Rodrigo fez todas as intervenções possíveis (uma delas espetacular, com apenas uma das mãos) à exceção da indefensável bola de Alessandro, aos 11 minutos. Na frente, duas oportunidades de matar o jogo: aos 34, quando Allan e Leo Salino, no mesmo lance, perderam; e dois minutos depois, quando Henrique perdeu o tempo da bola e permitiu que Neneca se antecipasse.

Não matou o jogo, mas ai, como é comum nessas ocasiões, entrou em campo a tradição dos guerreiros Carijós, que com muita raça seguraram o resultado.

O Tupi jogou e venceu com Rodrigo, Flávio, Sílvio, Wesley Ladeira e Michel Loures; Jailton (Paulinho), George, Leo Salino e Henrique (Magno); Ademilson e Allan (Fabrício Soares). Técnico: Moacir Júnior.

O América-BH atuou com Neneca, Rodrigo Heffner (Kaká), Gabriel, Everton Luís e Bryan (Pará); China, Moisés, Luciano (Sebastian) e Rodriguinho; Fábio Júnior e Alessandro. Técnico: Givanildo Oliveira

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Breno Rodrigues
Cartões amarelos: Jailton, Michel Loures, George, Flávio, Rodrigo (Tupi), Gabriel, Pará (América-BH)

Renda e público: R$ 1.640,00 – 103 pagantes

Texto: Assessoria de Imprensa do Tupi


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse