26 fev 2012

Flu tira futebol do papel e é campeão da Taça GB



Rio de Janeiro (RJ), 26 de fevereiro de 2012

Quase 19 anos sem vencer uma Taça Guanabara e 12 clássicos sem vitória. O Fluminense ignorou dois longos jejuns, bateu o Vasco por 3 a 1 e conquistou o título do primeiro turno do Campeonato Carioca. Fred, duas vezes e Deco marcaram para o Flu, e Eduardo Costa diminuiu no Engenhão.

O Fluminense teve momentos preocupantes na fase de classificação da Taça Guanabara, com derrotas para Boavista e Vasco, além de um empate contra o Duque de Caxias. Conseguiu a vaga na semifinal no sufoco. Mas cresceu na hora da decisão e, após eliminar o Botafogo nos pênaltis, faturou o título do primeiro turno do Campeonato Carioca com a revanche diante dos vascaínos.

Enquanto isso, o Vasco soma a 12ª derrota em finais da Taça Guanabara. Aliás, a equipe de São Januário agora amarga o maior jejum entre os grandes na competição – não vence desde 2003.

Com o título, o Fluminense já garante pelo menos um lugar na grande decisão do Estadual, aonde não é campeão desde 2005. Caso vença também a Taça Rio, o Tricolor sagra-se campeão por antecipação.

A vitória do Flu começou a ser construída aos 35 minutos do primeiro tempo, em pênalti cometido por Fagner em cima de Wellington Nem. Fred converteu com perfeição. Seis minutos depois, Deco tentou cruzar, Fernando Pass foi surpreendido e a bola morreu na rede.

O time do técnico Abel Braga praticamente definiu a decisão depois que Fred recebeu bom passe de Thiago Neves dentro da área e bateu de primeira, fazendo 3 a 0 aos 11 do segundo tempo. O Vasco diminuiu em cabeçada de Eduardo Costa e até deu sufoco no rival nos últimos instantes, mas o Flu levou a taça.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 3 FLUMINENSE

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 26 de fevereiro de 2012 (Domingo)

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes: Rodrigo Joia (RJ) e Rodrigo Correa (RJ)

Cartões amarelos: Eduardo Costa e Juninho Pernambucano (Vasco); Diguinho, Deco e Wellington Nem (Fluminense)

Gols:

VASCO: Eduardo Costa, aos 37 minutos do segundo tempo.

FLUMINENSE: Fred (pênalti), aos 36, Deco, aos 42 minutos do primeiro tempo; Fred, aos 11 minutos do segundo tempo.

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Rodolfo e Thiago Feltri (Felipe); Nilton, Fellipe Bastos (Eduardo Costa), Diego Souza e Juninho Pernambucano; Wiliam Barbio (Kim) e Alecsandro

Técnico: Cristóvão Borges

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos (Carleto); Edinho, Diguinho, Deco e Thiago Neves (Rafael Moura); Wellington Nem (Jean) e Fred

Técnico: Abel Braga.

Deco brilha

O título deste domingo do Fluminense na Taça Guanabara também contou com um momento incomum. Considerado uma das estrelas do Vasco, o goleiro Fernando Prass falhou justamente na decisão disputada no Estádio Engenhão, no segundo gol da derrota por 3 a 1.

No lance, Deco dominou a bola e tinha a opção do cruzamento para o segundo pau. Era justamente o que Fernando Prass esperava. Mas o meia do Fluminense mandou uma bomba para o gol, enquanto o arqueiro do Vasco dava um passo para o lado oposto da direção da bola. Aí, não houve mais chance de voltar.

“Eu dei sorte, ele (Fernando Prass) estava saindo para o cruzamento, e acabei chutando direto”, comentou o camisa 20.

Ainda no intervalo da decisão, Fernando Prass mostrava-se extremamente irritado com o lance. Ele reconheceu o equívoco que proporcionou uma vantagem importante para o adversário da final da Taça Guanabara.

“Sim, eu falhei. Foi uma jogada parecida com o gol do Fluminense contra o Botafogo, eu vi que havia jogadores posicionados no segundo pau para o cruzamento. Não sei se o Deco quis chutar de propósito”, lastimou.

 Atuação “de gala”

Quem viu o Fluminense jogando no início da Taça Guanabara não imaginava que o time conquistaria o título com uma vitória tão contundente: 3 a 1 sobre o Vasco, sem grandes dificuldades. Até o técnico Abel Braga se surpreendeu com o que chamou de ‘atuação de gala’ da sua equipe.

“Foi um grande jogo, até um pouco surpreendente. As equipes se empenharam bastante. Esse gigante Dedé – zagueiro do Vasco – é inacreditável. Esse rapaz terminou o jogo como atacante”, elogiou o treinador.

“Mas estou feliz porque superamos muita coisa e terminamos a competição já garantidos na final, com uma exibição de gala. Encarar o Vasco da maneira como encaramos, com quatro pecas muito ofensivas, Nem, Neves, Deco e Fred…valeu a pena.”

O meia Deco acrescentou sua palavras às de Abel. “Pouco a pouco foi encaixando, o Abel encontrou a melhor formação. Talvez hoje tenha sido o melhor jogo desde que todos os jogadores chegaram. Eu venho falando, a gente vai ganhar quando jogar bem. Hoje o time se posicionou bem, foi melhor que o Vasco nesse sentido e acabou ganhando.”

“Nós tivemos muitas mudanças, jogadores que chegaram. Até o Neves, que voltou, mas não estava adaptado com nosso tipo de jogo. Nós sofremos muitas críticas, mas sempre acreditamos no nosso trabalho. Principalmente no trabalho do Abel, que nos passou muita confiança. Soubemos crescer na hora certa”, concluiu Fred.

Texto: www.espn.com.br

Foto: site do Fluminense


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


22 nov 2017

Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores


22 nov 2017

JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação


20 nov 2017

Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude


17 nov 2017

Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.