18 jan 2012

UFJF teve o jogo na mão, mas permitiu virada do Montes Claros: 3 sets a 2



Montes Claros (MG), 18 de janeiro de 2012

A UFJF esteve com a quarta vitória na Superliga nas mãos no duelo diante do BMG/Montes Claros, no Norte de Minas, na noite de ontem. Chegou a abrir 2 sets a 0, apresentando excelente volume de jogo. Entretanto, as coisas começaram a mudar a partir do do terceiro período, quando o Pequi Atômico iniciou a reação que levaria à vitória por 3 a 2, parciais de 15/25, 23/25, 25/20, 25/23 e 15/12. A equipe juiz-forana reclamou muito da arbitragem, que foi decisiva em alguns momentos, sobretudo no tie break.

Outros resultados da nona rodada do primeiro turno da Superliga: Londrina/Sercomtel 1×3 RJX, Medley Campinas 2×3 BMG/São Bernardo, Cimed/SKY 0x3 Volta Redonda, Vivo-Minas 3×2 Sesi-SP e Vôlei Futuro 2×3 Sada Cruzeiro.

O técnico Maurício Bara mandou a quadra o seguinte time: Brasília, Clinty, Jardel, Digão, Folle, Pedrinho e Juliano como líbero. O primeiro set da partida teve atuação destacada de toda equipe juiz-forana, com Clinty fechando em 25 a 15, em 23 minutos. O BMG/Montes Claros conseguiu equilibrar o duelo na segunda etapa. Mesmo assim, a Federal conseguiu fechar, dessa vez por 25 a 23, após condução da equipe adversária.

A situação começou a se complicar a partir do terceiro set. Rapidamente o BMG/Montes Claros conseguiu abrir ampla vantagem. Na segunda parte do set, a UFJF voltou para o jogo, mas já era tarde. Após erro de saque de Léo, o Pequi Atômico fechou em 25 a 20. O equilíbrio foi a tônica do quarto set. Vitória apertada dos donos da casa por 25 a 23.

No tie brek, o Pequi Atômico se manteve à frente do placar, com a UFJF buscando a igualdade a todo momento. Quando o jogo estava em 11/10 para o Montes Claros, o árbitro aplicou cartão amarelo no capitão Daniel Brasília por reclamação. Até o técnico Maurício Bara foi advertido. Com isso, foi somado mais um ponto para a equipe adversária, que conseguiu fechar o set em 15 a 12.

A UFJF volta a quadra no próximo sábado, às 20h. A partida será a primeira da Federal em sua nova casa: o ginásio do Tupynambás. O adversário será o Cimed Sky.

Bara: “Prefiro não falar sobre arbitragem porque serei punido”

A UFJF foi derrotada nesta quarta-feira pelo BMG/Montes Claros por 3×2 (parciais de 15×25/ 23×25/25×20/25×23/15×12). Depois de estar vencendo por dois sets a zero, a equipe viu os anfitriões se recuperarem e, apesar de equilibrar o jogo no 4º e no 5º sets, não resistiu em lances capitais após marcações polêmicas da arbitragem. Com o resultado, o time ainda assim marcou um ponto, chegando a 10 na tabela e mantendo a 9ª colocação.

O time volta a jogar no próximo sábado, às 20h, estreando no ginásio do Tupynambás, contra a Cimed/Sky – dos medalhistas olímpicos Giba, Bruninho e Gustavo – que ontem perdeu para o Volta Redonda, em Florianópolis, por 3×0. Os ingressos estão sendo vendidos nas lojas Vanille (Centro de Vivência da UFJF, Independência Shopping, Shopping Alameda e Rua Braz Bernardino) e na ETC Comunicação (Avenida Rio Branco, 3925/sala 10 – segundo piso – Alto dos Passos). O preço é R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

O jogo

A Federal começou o jogo arrasadora, com atuações consistentes de todo o time. O placar seguiu equilibrado até o primeiro tempo técnico, com vantagem para a UFJF de 8×6. A partir daí, Jardel se destacou nas bolas de meio e em boa passagem pelo saque, fazendo com que o time abrisse no segundo tempo técnico em 16×10. Depois foi só administrar e abrir, até fechar em 25×15.

O panorama se repetiu no 2º set, com a equipe concentrada e errando pouco. A diferença foi o melhor jogo do Montes Claros, que perseguiu de perto o placar durante todo o set. A etapa chegou a ficar empatada em 23×23. No final, em um erro de condução do BMG, a UFJF fechou em 25×23.

No terceiro set, o time da casa soube explorar seu jogo e trazer a torcida para dentro de quadra. A vantagem foi conseguida na primeira metade do set, quando o placar chegou a 16×8. A UFJF ensaiou uma recuperação, mas era tarde: 25×20, num erro de saque de Léo. No set seguinte, foi a Federal que reencontrou seus melhores momentos, com participação de praticamente todo o banco. Na reta final do set, porém, uma marcação duvidosa da arbitragem quando o jogo estava 23×23, deu vantagem para o Montes Claros, que fechou em 25×23 após uma bola para fora de Diego.

No tie break, o time local sempre comandou o placar. A UFJF, contudo, nunca se entregou e chegou a empatar em 10×10. Um cartão amarelo contra a comissão técnica, porém, deu vantagem para Montes Claros em 12×10. Em seguida, a Federal desperdiçou dois contra-ataques, deixando o MOC com a bola do jogo. Mesmo com toda pressão do ginásio, mais uma vez a equipe de Juiz de Fora encontrou forças para marcar ainda dois pontos. Mas não deu: 15×12.

Após a partida, o técnico Maurício Bara tentou não comentar a atuação da arbitragem e se concentrar no jogo: “Voleibol é assim mesmo. Começamos muito bem e tivemos a chance de vencer. Mas eles acertaram uma seqüência de bloqueios no quarto set e voltaram para o jogo. Sobre a arbitragem, prefiro não falar porque serei punido”.

Veja, abaixo, as estatísticas da partida (fonte: CBV)

Montes Claros x UFJF

Foto: ETC Comunicação


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

13 fev 2018
Brilho de Léo Santana na seleção emociona JF. Veja depoimentos exclusivos

11 fev 2018
Tupi termina a rodada em nono. Leão e jogadores destacam entrega

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse