18 jan 2012

UFJF tem hoje confronto direto por vaga nos playoffs



Juiz de Fora (MG), 18 de janeiro de 2011

A UFJF tem um adversário direto na disputa por um lugar no grupo dos oito melhores da Superliga nesta quarta-feira, 18, às 19h30m. O time já está em Montes Claros, onde enfrenta o time da casa pela 9ª rodada da competição.

A Universidade, 9ª colocada com nove pontos, vem de derrota em seus domínios e busca reação. “Em um campeonato de tantas partidas em um curto espaço de tempo não podemos nem ficar tão alegres com uma vitória e nem tão tristes com uma derrota. Podemos e vamos buscar melhorar nosso rendimento nesta partida e mais uma importante vitória”, comenta o técnico Maurício Bara.

Montes Claros, 10º lugar com sete pontos, vem de vitória fora de casa contra o Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Os destaques da equipe ficam com o oposto e capitão Tuba e o argentino Pereyra, oitavo maior pontuador da Superliga.

A torcida também é um diferencial do Pequi Atômico. O ginásio Tancredo Neves tem capacidade para 7.300 pessoas e costuma ficar cheio, jogando ainda mais pressão para cima dos adversários. O técnico da Federal aponta a saída: “A pressão é natural em todos os jogos. Se entrarmos concentrados na partida, conseguiremos minimizar os efeitos da arquibancada”.

A Universidade continua marcando presença nas estatísticas da Superliga. O bloqueio do time juiz-forano é o quarto melhor do torneio e o saque é o sexto. Na lista de maiores pontuadores temos quatro representantes: Clinty, 26º, com 74 pontos; Digão, 30º, 69 pontos; Jardel, 34º, com 66 pontos; e Pedrinho, 47º, com 59 pontos. Jardel ainda aparece em segundo lugar no Top 10 do fundamento bloqueio, acompanhado por Folle, em terceiro lugar. Clinty e Juliano marcam presença na recepção em 8º e 9º lugar, respectivamente.

Sobre o grupo que viajou nesta terça-feira para o norte de Minas, todos estão nas melhores condições físicas. “Temos todos os atletas disponíveis para jogo e vamos analisar quem entra jogando”, comenta Bara, que prefere deixar para a preleção a decisão dos titulares.

O jogo contra Montes Claros acontece às 19h30 e terá transmissão em tempo real pelo Twitter (@voleiufjf) e Facebook (Vôlei UFJF) oficiais da equipe. O próximo jogo em casa acontece contra o Cimed, de Bruninho, Giba e Gustavo, sábado, 21, às 20h, no ginásio do Tupynambás. Os ingressos começam a ser vendidos nesta quarta-feira, 18, a partir das 13h, nas lojas Vanille (Independência Shopping, Shopping Alameda, Rua Braz Bernardino e Centro de Vivência da UFJF) e na ETC Comunicação (Shopping Bom Pastor – Avenida Rio Branco, 3925/sala 10 – 2º piso). O preço é R$ 10 (com meia entrada a R$ 5).

Rodada revive semifinais da última edição

A nona rodada da Superliga masculina de vôlei 11/12 reviverá os confrontos que decidiram os finalistas da última edição da competição. Nesta quarta-feira, 18, o Vivo/Minas (MG) receberá o Sesi-SP, na Arena Vivo, em Belo Horizonte, a partir das 19h30. Às 20h, em Araçatuba (SP), o Vôlei Futuro (SP) medirá forças com o Sada Cruzeiro (MG), no ginásio Plácido Rocha.

Na última temporada, nas semifinais, o Sesi-SP passou pelo Vivo/Minas, vencendo a série por 2 jogos a 1, e chegou à primeira decisão de sua história. Já o Sada Cruzeiro também precisou de três jogos para passar pelo Vôlei Futuro e chegar à final. Na decisão do título, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, o time paulista, comandado por Giovane Gávio, venceu e subiu pela primeira vez no lugar mais alto do pódio da Superliga.

E, na edição 11/12, os times mantiveram o bom rendimento e ocupam as primeiras colocações na classificação geral. A liderança é do Sesi-SP, com 20 pontos, em oito jogos, sete vitórias e uma derrota. O Vôlei Futuro é o segundo colocado, com 18 pontos, seis resultados positivos e dois negativos. Mesma campanha do Vivo/Minas, quarto colocado, com 16 pontos. O Sada Cruzeiro, com 15 pontos, cinco vitórias e três derrotas, está na quinta colocação. Classificação Superliga até a 8ª rodada.

Embalado, Vivo/Minas enfrenta o líder Sesi-SP

Tetracampeão da Superliga, o Vivo/Minas vive um bom momento na competição. A equipe mineira vem de três vitórias consecutivas diante de RJX (RJ), Vôlei Futuro e Sada Cruzeiro, e ainda não perdeu em 2012.
Já o Sesi-SP assumiu a liderança da competição há duas rodadas. A única derrota do time paulista foi para o BMG/São Bernardo (SP), na quarta rodada.

Segundo colocado entre os atacantes, com 45,03% de eficiência, o ponteiro do Vivo/Minas Ricardo Lucarelli é um dos destaques da equipe mineira na competição. Na última temporada, Lucarelli ainda era juvenil e não entrava em todos os jogos. Nesta Superliga, virou titular e um dos pontos fortes do grupo. “Quero aproveitar este momento da melhor maneira possível. Está sendo muito bacana poder jogar mais”, avalia o jogador.

Para a partida, Lucarelli quer ver o Vivo/Minas mantendo a qualidade de jogo. “Queremos continuar ganhando para aumentar ainda mais a nossa moral. Nosso segredo está sendo a união do grupo. Estamos todos muito bem”, afirma o ponteiro, o oitavo maior pontuador da Superliga até o momento, com 114 pontos. O destaque do Vivo/Minas entre os pontuadores é o tcheco Filip. O oposto ocupa a quarta colocação, com 128 acertos.

Sobre o adversário, Lucarelli destaca os pontos fortes. “É um excelente time, com uma linha de recepção muito boa e um oposto muito forte também. Para vencer, temos que jogar bem. Primeiro, temos que sacar bem e jogar de forma concentrada no ataque para não levarmos bloqueio em ataques fáceis. Precisamos jogar bem o tempo inteiro. Não dá para relaxar”, afirma Lucarelli.

E a análise do atacante do Vivo/Minas se comprova com as estatísticas. Wallace, oposto do Sesi-SP, é o segundo maior pontuador da Superliga, com 141 acertos, e sexto entre os atacantes (36,77%). A liderança da recepção é do ponteiro Léo Mineiro, também do time paulista, com 61,46% de aproveitamento. Por equipes, o Sesi-SP lidera os números na defesa (17,10%) e na recepção (57,37%)

Técnico do Sesi-SP, o bicampeão olímpico Giovane Gavio destaca o bom momento do adversário. “Eles jogam em casa, estão vindo de vitórias importantes e estão crescendo na competição. Vai ser um jogo muito duro. Além da tradição, o Vivo/Mnas tem um grupo forte, com jogadores experientes e é uma equipe que erra pouco”, avalia Giovane.

Para o treinador, o Sesi-SP terá que ter atenção para conseguir manter a liderança da Superliga. “Precisamos manter a concentração no nível mais alto e jogar com o volume que temos conseguido as últimas partidas. Não podemos cometer erros porque temos um objetivo, que é a vitória para manter a liderança”, diz.

Na última rodada, o Sesi-SP superou outro time tetracampeão da Superliga, a Cimed/SKY. A equipe paulista venceu, de virada, por 3 sets a 1.

Duelo no ataque e no bloqueio

Se depender da eficiência do ataque e do bloqueio, a partida entre Vôlei Futuro e Sada Cruzeiro será ainda mais emocionante. As duas equipes lideram estes rankings nas estatísticas da Superliga masculina. O Vôlei Futuro tem o melhor ataque, com 36,69% de aproveitamento, seguido pelo Sada Cruzeiro (36,55%). No bloqueio, o time paulista também lidera (24,16%), enquanto a equipe mineira está na segunda colocação (23,19%).

O Vôlei Futuro chegará embalado pelo vitória diante do RJX. Na última rodada, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, a equipe paulista ganhou por 3 sets a 2 e assumiu a vice-liderança da competição. Já o Sada Cruzeiro, também numa partida de cinco sets, foi derrotado pelo vivo/Minas, em casa, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG).

A força do ataque do Vôlei Futuro impressiona. A equipe conta com o maior pontuador da competição: o oposto Lorena, com 145 acertos. Já entre os atacantes, o cubano Camejo, também da equipe paulista, é o primeiro colocado, com 46,41% de aproveitamento.

“O Vôle Futuro tem uma grande equipe. Ofensivamente, é um time que ataca muito bem, com o Lorena e o Camejo, além do Ricardinho, que dificulta a vida de todo mundo no levantamento”, diz o central Acácio.
O meio de rede avalia que o Sada Cruzeiro ainda está buscando o seu melhor nível de jogo. “Estamos buscando encontrar o nosso melhor volume de jogo. Será um jogo forte, sem favoritos. A Superliga está muito equilibrada nesta temporada, muito igual. Isso aumenta ainda mais a necessidade de uma vitória”, afirma Acácio.

Nos números, o Sada Cruzeiro lidera o levantamento, com 36,22% de eficiência. Individualmente, o levantador William Arjona é o primeiro colocado (43,22%). Outro destaque do time mineiro é o oposto Wallace, quarto entre os maiores pontuadores (128 pontos) e terceiro entre os atacantes (43,01%).

Outros jogos

Mais três partidas movimentarão a nona rodada do turno da Superliga masculina 11/12. Em Londrina (PR), o time da casa, o Londrina/Sercomtel (PR), terá pela frente o RJX (RJ), às 20h, no ginásio Moringão. A Medley/Campinas (SP) jogará contra o BMG/São Bernardo (SP), às 19h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP).

Texto da UFJF: ETC Comunicação

Texto dos demais jogos: CBV


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


25 abr 2018
Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados do Boletim 7

24 abr 2018
Série C: Tupi perde seis posições e recebe Operário-PR sábado

24 abr 2018
Mais uma do Toque de Bola: baixe o seu wallpaper do acesso do Baeta!

23 abr 2018
Simão revela que Ademilson não disputaria Módulo 2 e garante artilheiro na Primeira

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.