26 jan 2012

Prefeitura e UFJF assinam termo de compromisso para Olimpíadas 2016



Juiz de Fora (MG), 26 de janeiro de 2012

O prefeito Custódio Mattos recebeu na tarde desta quinta-feira, 26, em seu gabinete, a visita do reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), professor Henrique Duque de Miranda Chaves Filho. Juntos, eles assinaram um termo de compromisso que será entregue ao Comitê Olímpico Internacional (COI). O documento confirma a intenção da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e da UFJF de disponibilizarem para os Comitês Olímpicos e Paraolímpicos Nacionais a infraestrutura local e serviços a serem utilizados durante o período de aclimatação dos atletas que forem competir nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016.

Leia também: Juiz de Fora entra no guia oficial das sedes de treinos da Olimpíada 2016

“Estamos aqui hoje sacramentando formalmente uma exigência do COI a partir da aprovação dos nossos equipamentos esportivos, que passaram por inspeções detalhadas. Agora, temos uma obrigação futura de melhoramento dessas estruturas”, afirmou o prefeito que também salientou a importância da parceria com a UFJF no alcance dessa conquista. “Prefeitura e Universidade estão juntas nesse projeto desde o início. Aliás, não só no esporte, mas também na saúde e na educação. Temos um entendimento muito harmonioso e convergente, o que é muito bom para Juiz de Fora.”

Na última terça-feira, 24, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) anunciou que Juiz de Fora está entre as 73 cidades brasileiras selecionadas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) no Processo para Cadastramento e Seleção de Locais de Treinamento Pré-Jogos, nas Olimpíadas e Paraolimpíadas do Rio 2016. De acordo com a avaliação do Comitê Organizador, Juiz de Fora possui duas instalações esportivas de padrão internacional: o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio e o Ginásio Poliesportivo Antônio Marcos Nazaré Campos, que está em construção (ambos considerados uma única instalação), e o Complexo Esportivo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Ao todo, foram habilitadas 172 instalações esportivas, de 73 cidades de 18 estados das cinco regiões do país.

“Estamos trabalhando em conjunto focando nas Olimpíadas e na Copa do Mundo. Até agora, a metodologia que estamos seguindo está obtendo êxitos. As melhorias e investimentos vão continuar e, podem ter certeza, no que depender de nós, nosso dever de casa será feito”, disse Henrique Duque, reiterando a parceria entre as duas instituições.

Durante a solenidade, o secretário de Esporte e Lazer, Renato Miranda, destacou que entre as oito cidades mineiras aptas a receber delegações estrangeiras nos Jogos Olímpicos de 2016, apenas Juiz de Fora, Belo Horizonte e Uberlândia têm mais de um equipamento esportivo habilitado. “Isso certamente é um ponto positivo para a cidade”, afirmou Miranda. Segundo ele, embora aprovados, tanto o Estádio Municipal quanto o Complexo Esportivo da UFJF irão passar por um processo de modernização para pequenos ajustes

Uma vez assinado o termo de compromisso, Juiz de Fora será incluída no Guia de Cidades, que será apresentado pelo Comitê Rio 2016 durante as Olimpíadas de Londres, no meio do ano. A partir daí, começam os contatos. A cidade poderá negociar diretamente com qualquer Comitê Olímpico ou federação do país interessado.

Além de Juiz de Fora, outras sete cidades mineiras foram selecionadas pelo Comitê para centro de treinamento dos Jogos Olímpicos de 2016: Belo Horizonte, Governador Valadares, Poços de Caldas, São Sebastião do Paraíso, Uberlândia, Varginha e Viçosa.

Dever de casa       

Devem ser feitas modificações indicadas em um plano de adequações, proposto pelo comitê organizador e, se houver, as que forem solicitadas pelas delegações. Conforme o reitor, as exigências da coordenação dos Jogos para o complexo esportivo são pequenas, comparadas ao que já está pronto na Universidade. “Nosso dever de casa nós vamos fazer”, enfatizou.

Henrique Duque anunciou ainda novidades para o centro olímpico da faculdade, com recursos garantidos no Orçamento deste ano da UFJF. Estão em estudo a ampliação da quantidade de espectadores que o ginásio poliesportivo pode abrigar. O número passaria dos atuais 500 para 2.000 ou mais. Já está prevista a segunda chamada de licitação para erguer um ginásio de vôlei e de futebol de areia, com arquibancada para mil lugares. Além disso, serão lançados projetos para a construção de um ginásio de artes marciais, como judô, e a transformação da piscina semiolímpica em olímpica, ou seja, com 50 metros, em vez de 25.

Com a inclusão de novos equipamentos, aumenta a probabilidade de atrair delegações e de diversificar as modalidades esportivas. “Somos ainda uma das poucas cidades de Minas Gerais com mais de um local de treinamento”, ressaltou Custódio.

Cada representante das instituições locais assinou um termo de compromisso separadamente, mas o ato em conjunto, na sede da Prefeitura, simboliza que o projeto de atração das equipes é de toda a cidade, como também reforça a continuidade da parceria entre Universidade e Prefeitura, de acordo com o prefeito e o reitor. “É sinal que estamos seguindo uma metodologia [de trabalho] de êxito”, disse Henrique Duque, acrescentando ainda que a inclusão da UFJF trará benefícios para alunos, técnicos e professores.

A proximidade com o Rio de Janeiro – Juiz de Fora está a 180 quilômetros de distância -, a presença de hospitais próximos aos locais de treinamento, a temperatura média de 19ºC nos últimos cinco anos foram também fatores que contribuíram para a habilitação dos equipamentos locais, segundo o secretário de Esporte e Lazer e professor da UFJF, Renato Miranda.

O foco da atração concentra-se também na Copa de 2014. “Torcemos para sermos contemplados para esse evento”, disse o reitor. Na mesma direção, o secretário de Esporte acredita que a habilitação para as Olimpíadas pode aumentar a chance de Juiz de Fora ser base de treinamento no Mundial, acrescentando que Juiz de Fora tem recebido visitas sigilosas de inspetores da Copa. “Respondemos questionários com 150 perguntas. E as respostas estão sendo conferidas in loco”, disse.

 Complexo esportivo

Inaugurado em 2010, o complexo da faculdade conta com pista de atletismo em padrão internacional, campo de futebol, piscinas semiolímpica e infantil, ginásio poliesportivo, uma quadra de futebol society, uma poliesportiva para futsal, vôlei, basquete, handebol e outras práticas, duas de tênis, uma de peteca e outra de badminton, estúdio de musculação, pilates e ginásio de ginástica.

Informações: Secretaria de Comunicação Social da PJF e Secom UFJF

 

 

 

Secretaria de Comunicação da UFJF

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 fev 2018
Copa do Brasil tem jogo com nove gols no segundo tempo. Veja resultados

22 fev 2018
Veja como é a promoção carijó envolvendo ingresso de Tupi x Atlético

22 fev 2018
JF Vôlei abre 2 a 0 sobre vice-líder Sesc, mas sofre virada e perde uma posição

21 fev 2018
Tupi x Atlético em JF: ingressos, transporte, acesso, estacionamento

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.