04 jan 2012

Allan: “Todos vão querer tirar uma casquinha do Tupi”



Juiz de Fora (MG), 4 de janeiro de 2012

“Todos vão querer tirar uma casquinha do Tupi”. O aviso, em tom de alerta, foi feito pelo atacante Allan, em entrevista exclusiva ao Portal Toque de Bola. O xodó da torcida teve a contratação anunciada depois da primeira fase da Série D – estava no Águia, de Marabá (PA) – e contribuiu decisivamente para a conquista do título nacional. Marcou dois gols decisivos – na histórica virada de 4 a 2  sobre o Volta Redonda e nos 2 a 0 da finalíssima contra o Santa Cruz, em pleno Mundão do Arruda.

Veja matérias especiais sobre o Tupi em nosso canal de TV.

 

Leia também: Tupi reforçado: George chega e Michel Cury se apresenta

No papo com o Portal, Allan fala da satisfação de ter escrito definitivamente seu nome na história do clube de sua cidade, conta detalhes de sua transferência e bastidores inéditos da final em Recife. E deixa claro que não espera moleza no Campeonato Mineiro.

 Toque de Bola: Como é encerrar a temporada com todo este reconhecimento do torcedor de Juiz de Fora?

Allan: Bacana. A gente sabe que o trabalho foi feito com êxito, e nada melhor que fechar o ano com uma pelada entre os amigos (Jogo do 30), pessoas que torcem por nós o ano inteiro, para o nosso sucesso, e esperar que 2012 entre com muitas vitórias, muita felicidade para nós.

Toque de Bola: Como foi a sua contratação?  Dizem que o árbitro auxiliar já estava levantando a plaquinha do tempo de acréscimo quando o Tupi anunciou a sua chegada?

Allan: Eu tinha um vínculo com o Águia de Marabá, contrato com eles até o fim do ano, e o pessoal lá, fiquei até muito feliz, são pessoas muito honestas, e foram muito boas. Como eu tinha contrato, eles poderiam brecar minha vinda para cá, mas não foi o que aconteceu. Eles se mostraram prestativos, correram atrás da documentação, e eu pude estrear já contra o Volta Redonda, em Volta Redonda. Feliz, pelo Tupi ter nos procurado e por mais uma vez ter tido uma passagem vitoriosa por aqui.

Toque de Bola:   Você já vem de outras passagens vitoriosas. E agora novamente deixa seu nome na história do clube, principalmente por gols importantes, como na virada histórica por 4 a 2 sobre o Volta Redonda, em Juiz de Fora, e no primeiro gol sobre o Santa Cruz nos 2 a 0, em Recife?

Allan: Todo profissional do futebol quer marcar história no clube que passa, e para mim fazer história no clube da minha cidade é importantíssimo, ser lembrado. No jogo contra o Santa Cruz eu fui muito feliz. Meu irmão até me disse que eu seria iluminado, porque sempre em jogos decisivos ele sempre fala que eu tenho muito êxito. Fico feliz, pela torcida, e por poder estar de volta à minha cidade e fazendo história pelo Tupi.

Toque de Bola: Chegamos a comentar informalmente com você a dificuldade do lance em que fez o gol no Arruda. O lançamento do Henrique veio com muita força… E você conseguiu escorar com precisão para marcar. Como foi o lance?

Allan: O Drubscky (treinador Ricardo Drubscky) é um treinador muito experiente, mostrou isso aqui. Ele me colocou para jogar do lado esquerdo, para marcar o Arroz (Rodrigo Arroz), e até para aproveitar os contra-ataques, nas costas dele, porque ele estava apoiando demais. E no momento, sabia que o Henrique tinha entrado, e ele é um jogador de extrema qualidade, e quando o Henrique recebeu no fundo, eu sabia que a bola poderia chegar até a mim ou ao Ademilson. Fui feliz, esperei um pouco a jogada, o Henrique foi feliz no cruzamento e esperei o tempo da bola para poder concluir.

 Toque de Bola: Qual a expectativa para 2012, com o Campeonato Mineiro? E, pela primeira vez, o clube já sabe que vai disputar a Série C no segundo semestre –- antes, a seqüência da temporada dependia da classificação no Estadual?

Allan: Primeiro vem o Campeonato Mineiro, e temos que focar totalmente no Mineiro. É uma competição difícil, de tiro curto, e as equipes estão se reforçando muito, então hoje o Tupi vai ter o time a ser batido porque é o atual campeão brasileiro da Série D. Os clubes do interior vão todos querer tirar uma casquinha do Tupi, então temos que estar sempre muito atentos a isso. É pensar no Mineiro agora, fazer um bom Mineiro para a gente entrar com mais moral na Série C.

 (entrevista realizada no dia 30, quando Allan participou do Jogo do 30, na UFJF)

Foto: Wilson de Carvalho

  Clique no ícone abaixo para ouvir a íntegra da entrevista com o xodó da torcida alvinegra:


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 fev 2018
Tupi x Atlético em JF: ingressos, transporte, acesso, estacionamento

20 fev 2018
Módulo 2: Jajá brilha, NAC lidera, juiz-forano apita e Baeta divulga preços

19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.