16 nov 2011

Paulo Marcos conquista o bi brasileiro individual de Futebol de Mesa



Juiz de Fora (MG), 16 de novembro de 2011

O botonista juiz-forano Paulo Marcos de França (Tupi) conquistou, no último final de semana, o título do 24º Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa – Modalidade 3 Toques. A competição foi realizada na AABB, de Brasília, e reuniu 35 botonistas, sendo cinco de JF. Com a conquista, Paulo Marcos chega ao bicampeonato brasileiro, já que também foi campeão em 1995, também jogando pelo Tupi. O resultado na Capital Federal confirma a boa fase do botonista, que no final de agosto sagrou-se campeão da 6ª Copa do Brasil, disputada no Mineirinho, em Belo Horizonte.

Para chegar ao título do Brasileiro, Paulo Marcos fez 13 partidas: oito vitórias, quatro empates e uma derrota. Marcou 20 gols e sofreu sete. Ao passar para a semifinal, percebeu que estava sozinho nas mesas: os outros três semifinalistas eram todos locais. Entretanto, recebeu o apoio da delegação juiz-forana. Na semifinal, tendo a vantagem de jogar pelo empate para avançar, ficou no 1 a 1 contra Antônio Carlos (AABB/DF). Apesar de garantir a vaga na final, o resultado deixou o juiz-forano com a obrigação de vencer a decisão se quisesse ficar com o título.

O adversário da final seria um velho conhecido. Paulo César Faria, botonista com quem Paulo Marcos havia decidido o título da Copa do Brasil três meses atrás e vencido por 1 a 0. Jogando em casa e com apoio da maioria dos participantes, PC, como é conhecido, saiu na frente e fez 1 a 0. Mas, no segundo tempo, a frieza do juiz-forano o ajudou mais uma vez a conseguir uma importante virada: 2 a 1. No final, o goleiro assegurou mais um título para o Futebol de Mesa local.

Confira uma breve entrevista com o campeão:

Toque de Bola: Qual foi a maior dificuldade encontrada no caminho até o bicampeonato brasileiro?

Paulo Marcos: A maior dificuldade, sem dúvida, foi jogar em Brasília com total expectativa de título para os donos da casa, que estavam em maior número. Com grande qualidade técnica, estavam prontos para vencer.

TB: Você ficou muito tempo sem jogar. Voltou e, neste segundo semestre, conquistou os dois maiores campeonatos da categoria? Como você explica esse bom rendimento mesmo após tanto tempo sem jogar?

PM: Quando eu voltei a jogar defini que só continuaria se ainda estivesse competitivo. Caso contrário, não participaria mais… Percebi então que para vencer teria que resgatar o meu estilo de jogo de 15 anos atrás, ou seja, só jogar no erro do adversário, utilizar passes curtos e ser eficiente nos chutes a gol. No futebol, seria como jogar apenas nos contra-ataques. Felizmente tem dado certo…

TB: E para o ano que vem, qual a sua projeção?

PM: Em primeiro lugar, espero que estas recentes conquistas individuais fortaleçam o departamento do Tupi, para que no ano que vem, em Brasília, possamos ganhar o Campeonato Brasileiro de Clubes, marcado para maio de 2012. Buscar o bi da Copa do Brasil e o terceiro título no Brasileiro Individual são objetivos também, mas em 2012 será muito mais difícil… Mas eu vou tentar!!! Que esta conquista resgate os botonistas que estão afastados. Mas que, principalmente, possa abrir as portas para novos praticantes em Juiz de Fora. Queremos novos praticantes agora para manter a hegemonia no futuro.


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.