11 out 2011

JF sedia evento para cidades candidatas a base camp da Copa de 2014



Juiz de Fora (MG), 11 de outubro de 2011

Juiz de Fora sedia, na próxima sexta-feira, 14, o II Seminário das Cidades Candidatas a Centro de Treinamento de Seleções (CTS) para a Copa do Mundo de 2014. O evento, promovido pela Secretaria de Estado Extraordinária da Copa (Secopa) em parceria com o Sebrae e a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), será realizado no Victory Hotel, das 9h às 17h. O prefeito Custódio Mattos e o secretário de Esporte e Lazer, Renato Miranda, participam da abertura do seminário. Também estará presente o secretário da Secopa, Sérgio Barroso.

O objetivo do evento é esclarecer sobre qualidades e requisitos para um município acolher uma seleção internacional de futebol durante a Copa do Mundo. O seminário conta com dois importantes palestrantes: o ex-jogador da Seleção Brasileira e campeão mundial em 1994, Ricardo Rocha, e Laly Warnecke, responsável pela acomodação das seleções internacionais desde 2000. “As palestras são um relato de experiência de quem já participou de Copa do Mundo. Serão discutidos pré-requisitos importantes para que as cidades interessadas possam nivelar suas ações. É um momento para fazer perguntas, interagir”, afirmou Renato Miranda.

O primeiro seminário foi realizado em agosto, em Araxá. Nesta segunda edição, estarão presentes representantes das 19 cidades mineiras pré-candidatas a serem CTS no maior evento esportivo do mundo. Além de Juiz de Fora, os outros municípios interessados são: Araxá, Caeté, Caxambu, Divinópolis, Extrema, Formiga, Governador Valadares, Ipatinga, Matias Barbosa, Lagoa Santa, Montes Claros, Patos de Minas, Poços de Caldas, Sacramento, Sete Lagoas, Uberaba, Uberlândia e Varginha.

 Pré-requisitos

No primeiro semestre de 2013, a Fifa pretende lançar um catálogo, com pelo menos 64 opções de cidades candidatas a serem CTS nos últimos 20 dias que precedem a Copa do Mundo de 2014. A definição dos locais de treinamento das 32 cidades é de responsabilidade exclusiva das comissões técnicas das seleções.

Para fazer parte da lista, o Comitê Olímpico Local da Fifa analisa vários detalhes técnicos nas cidades candidatas. Com relação à infraestrutura esportiva dos campos são avaliados itens como sistema de abastecimento de água e energia, acessos para as equipes e imprensa, local para realização de entrevistas, vestiários, tipo de solo e drenagem. Os hotéis devem ter disponibilidade de, no mínimo, 55 quartos com ar-condicionado ou aquecedor. O serviço de restaurante deve ser capaz de atender a, no mínimo, 55 pessoas, em estilo buffet, e ficar reservado 24 horas para uso exclusivo da seleção. A sala para conferência de imprensa deve ter estilo cinema e capacidade mínima para 100 pessoas. Por último, o aeroporto da região deve permitir aeronaves de aproximadamente 120 passageiros e voos noturnos. E o percurso entre hotel e aeroporto, de ônibus, deve levar, no máximo, uma hora.

“Temos grandes condições de ser uma das bases de treinamento, devido à localização privilegiada, próxima a três sedes – Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo -, o clima durante a Copa, infraestrutura geral, com boas acomodações, receptividade para atletas e imprensa, além dos equipamentos esportivos, que até lá estarão ainda melhores” avalia o secretário de Esporte de Juiz de Fora.

Credenciamento: para acompanhar a realização do 2º Seminário de Centros de Treinamento de Seleção, em Juiz de Fora, os jornalistas devem fazer credenciamento pelo e-mail bruno.azevedo@copa.mg.gov.br até quinta-feira, 13.

Breve currículo dos palestrantes:

Ricardo Rocha

  Nasceu em Recife, em 11 de setembro de 1962. Iniciou a carreira de jogador de futebol aos 20 anos, no Santo Amaro, de Pernambuco. Jogador de excelente técnica e grande liderança, recebeu o apelido de “Xerife”. Jogou por vários clubes do Brasil, além de Sporting (Portugal), Newell´s Old Boys (Argentina) e Real Madrid (Espanha). Pela Seleção Brasileira disputou o Panamericano de 1987 (medalha de ouro), as Copas América de 1987 e 1991 (vice-campeão) e as Copas do Mundo de 1990 e 1994 (campeão). Em 1989, recebeu a Bola de Ouro, pela Revista Placar, um dos prêmios individuais mais importantes concedidos a atletas profissionais. Encerrou a carreira de jogador em 1998.

 Laly Warnecke

Responsável pela acomodação das seleções internacionais desde 2000, participando das Copas da Coreia/Japão, em 2002, Copa da Alemanha, em 2006, e Copa da África do Sul, em 2010. Atuou tanto na seleção dos hotéis para centros de Treinamento de Seleções, como na reserva dos hotéis nas cidades-sedes. Cuidou diretamente de toda a logística e segurança dos times.

Veja, clicando abaixo, toda a programação do evento:

secopa

Texto e informações: Secretaria de Comunicação Social

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.