23 set 2011

Polêmico Fortaleza x CRB vai parar no Tapetão



Rio de Janeiro (RJ), 23 de setembro de 2011

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) não esperou até a próxima segunda-feira, como era o previsto, e acatou pedido do Campinense de julgamento da partida entre Fortaleza e CRB. A audiência foi marca a próxima terça-feira (27), a partir das 17 horas. A Procuradoria já elaborou as denúncias referentes à partida, realizada pela última rodada da fase de grupos da Série C do Campeonato Brasileiro. Os dois clubes estão denunciados, e a partida pode ser anulada, tendo que ser remarcada e disputada mais uma vez.

O árbitro Gutemberg de Paula Fonseca, além de dois jogadores expulsos e todos os envolvidos na polêmica suposta combinação de resultados serão julgados no mesmo dia. O caso está na pauta da Segunda Comissão Disciplinar.

Confira todos os denunciados no processo:

Fortaleza Esporte Clube: denunciado nos artigos 206, 243-A § único e 213 III, todos do CBJD.

Art. 206 – Dar causa ao atraso do início da realização de partida ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida. Pena: multa de R$ 100 a R$ 1 mil por cada minuto de atraso.

Art. 243-A – Atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida. Pena: multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

Parágrafo único do Art. 243-A – Se do procedimento atingir-se o resultado pretendido, o órgão judicante poderá anular a partida.

Art. 213 III – Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo. Pena: multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

CRB: denunciado no artigo 206 do CBJD.

Art. 206 – Dar causa ao atraso do início da realização de partida ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida. Pena: multa de R$ 100 a R$ 1 mil por cada minuto de atraso.

Árbitro Gutemberg de Paula Fonseca: denunciado no artigo 266 do CBJD.

Art. 266 – Deixar de relatar as ocorrências disciplinares da partida ou fazê-lo de modo a impossibilitar ou dificultar a punição de infratores, deturpar os fatos ocorridos ou fazer constar fatos que não tenha presenciado. Pena: suspensão de 30 a 360 dias, cumulada ou não com multa de R$ 100 a R$ 1 mil.

Jogador Paulo Rodrigues, do CRB: denunciado no artigo 250 do CBJD.

Art. 250 – Praticar ato desleal ou hostil durante a partida. Pena: suspensão de uma a três partidas.

Goleiro Cristiano, do CRB: denunciado no artigo 258 do CBJD.

Art. 258 – Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código. Pena: suspensão de uma a seis partidas.

Luiz Anderson de Abreu, o Maisena, do CRB: denunciado no artigo 243-A do CBJD.

Art. 243-A – Atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida. Pena: multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de seis a 12 partidas; no caso de reincidência, a pena será de eliminação.

Carlinhos Bala, atacante do Fortaleza: denunciado no artigo 243-A, parágrafo único, do CBJD.

Art. 243-A – Atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida. Pena: multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de 12 a 24 partidas.

 Texto e informações: www.globoesporte.com


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse