28 set 2011

Campeonato Mineiro, decisão, patrocinadores, contratações, ginásios…



Juiz de Fora, 28 de setembro de 2011

Nesta quarta-feira, quando escalar o time de vôlei da UFJF para enfrentar a equipe de Montes Claros, às 20h, pelo Campeonato Mineiro, no Ginásio da Faculdade de Educação Física e Desportos, o técnico Maurício Bara terá outras preocupações na cabeça além da forte equipe do Norte de Minas.

Termina no dia 3 de outubro, próxima segunda-feira, o prazo para confirmar a presença na Superliga, direito que seus jogadores conquistaram em quadra com o vice-campeonato na Liga Nacional. Bara não esconde que devolver a derrota do último final de semana – 3 x 1 (17 x 25/ 25 x 21/ 25 x 17/ 34 x 32) – seria uma motivação extra. Mas, nesse momento, as principais metas do treinador são a captação de recursos junto a patrocinadores e contração de jogadores. Quatro atletas jogarão pela primeira vez diante da torcida juiz-forana diante do Montes Claros: o levantador Marcos, o central Sílvio, o ponta Marcelo e o oposto Pedro. Mesmo assim, Bara precisa de mais…

Para disputar a Superliga, a Confederação Brasileira de Vôlei ((CBV) exige que as equipes participantes tenham jogadores ranqueados pela instituição. Essa é a maneira que a CBF escolheu para nivelar as equipes para a principal competição nacional. Atualmente, a equipe da UFJF conta apenas com um jogador ranqueado: Pedro Azenha, recentemente contratado e que na última Superliga defendeu o Londrina. Na conta da CBF, Azenha vale dois pontos, sendo sete o mínimo para entrar na competição. Por isso, até a próxima segunda-feira, as negociações estarão abertas. Entretanto, Bara garante que a inscrição da UFJF na Superliga será feita.

“Tivemos algumas evoluções [em relação aos patrocinadores], mas nada de definitivo. Vamos correr riscos naturais. Ainda precisamos fechar com patrocinadores, mas vamos pagar a inscrição na Superliga. A luta agora é para conseguir até o dia 3 de outubro os jogadores ranqueados. O Pedro Azenha é ranqueado. Estamos conversando com outros jogadores. Mas, essas negociações não acontecem da noite para o dia. Além disso, a CBV precisa aprovar a participação de todas as equipes inscritas”, explicou Bara.

Investimentos definirão qualidade da equipe

De acordo com Maurício Bara, serão necessários de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões em recursos para que a equipe da UFJF possa participar da Superliga. Essa variação está diretamente ligada ao nível de equipe que entrará em quadra. Em relação ao local de jogo para as partidas da Superliga, ainda não foi definido. Nada que preocupe o treinador. “O ginásio da UFJF é aprovado. Temos essa tranquilidade. Se não conseguirmos outro ginásio – ainda não fizemos nenhum contato – temos a possibilidade de fazer todos os jogos da primeira faseem nosso ginásio. Quantoà capacidade para transmissão dos jogos [outra exigência da CBV], acredito que existam limitações, sendo necessária a realização de ajustes. Não vi isso ainda”, relatou o treinador.

Como será a Superliga?

A Superliga 2011/2012 tem início pré-marcado para 10 de dezembro. A fórmula de disputa é simples: as equipes se enfrentam no sistema de todos contra todos em turno e returno. Os oito primeiros avançam aos play-offs. O número de participantes ainda não foi definido, já que as inscrições terminam na segunda-feira.

Hora de apoiar o vôlei da JF

Os ingressos para a partida diante da equipe de Montes Claros – vice-campeã na Superliga 2009/2010 – custam R$ 5. Estudantes, idosos e crianças de até 12 anos pagam R$ 2,50.

O time da UFJF já fez três partidas pelo Campeonato Mineiro: derrotas para Sada /Cruzeiro, Vivo Minas e BMG Montes Claros. Entretanto, o time de Juiz de Fora vendeu caro as derrotas, fazendo boas partidas. “Estamos um pouco abaixo, já que os investimentos das outras equipes são muito maiores. Hoje, os outros quatro times que disputam o Mineiro estão degraus acima de nós, mas os três jogos foram muito disputados”, comentou Bara, relatando que a outra equipe que joga o Estadual é o Olímpico / Blumenau (BH), time que derrotou a UFJF na final da Liga Nacional.

 Já ia me esquecendo…

Na cabeça de Maurício Bara ainda existe outra preocupação. Na quinta-feira, 29, a UFJF decide o título do Campeonato Intermunicipal Rio Sul contra o Volta Redonda, às 20h,em Rio das Flores, cidade representada, nesta competição, pela equipe juiz-forana.

Texto: Thiago Stephan

Foto: Alexandre Arruda/CBV – Arquivo

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 maio 2018
Tupi tem barca, saída de preparador físico e contusão em dois dias

22 maio 2018
Panathlon Club JF comemora sucesso da 6ª Feijoada do Esporte

22 maio 2018
Perrout exalta “time” CRIA-UFJF em Recife: “Todos melhoraram marcas”

21 maio 2018
Após assinar com ArcelorMittal, JF Vôlei estuda parceria diferente com Sada

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.