16 jul 2011

Corredores locais disputam Maratona no Rio e Meia Maratona em BH



Juiz de Fora (MG), 16 de julho de 2011

Confira, com alguns depoimentos importantes, quem, entre os corredores de rua de Juiz de Fora, vai participar, neste domingo, 17,  movimentado, de provas “de peso” como a Maratona do Rio de Janeiro e a Meia Maratona de Belo Horizonte.

A Maratona do Rio, que será disputada no domingo, 17,  faz a alegria dos corredores que participarão das três provas previstas — além dos 42,2 km, há a Meia Maratona 21,1km, e a Family Run, de 6 km. Neste ano, a quantidade de atletas praticamente dobrou, de 10.200 para 20 mil.   Os Jogos Mundiais Militares terâo a Maratona do Rio em sua programação, com largada no Recreio dos Bandeirantes e chegada no Aterro do Flamengo

Alguns juiz-foranos que estarão na maratona: Jeová Gomes, categoria 75-79anos, vai para sua 52º maratona e ainda se lembra da primeira, da qual não guarda boas lembranças. Na altura dos 38km, quando já avistava o local da chegada as câimbras não o permitiram concluir. Retirado da competição pela equipe médica, foi a um hospital, na cidade de Vitória,Espírito Santo.  Espera completar a maratona em 5h. Para ele, o que mais poderá atrapalhar é o sol castigar os que por força da idade completarão a maratona no limite do tempo permitido. “Terminar mais uma maratona é muito prazeroso, é uma honra para mim e um exemplo que deixo para os filhos e netos”, conclui Jeová.

O associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, Roberto Marcos Costa, categoria 70-74 anos, é outro veterano em maratonas. Sua primeira foi no ano de 1981 na Cidade do Rio de Janeiro, e ele conta que naquele tempo não havia planilha de treino como ocorre hoje. Deixa uma dica aos iniciantes:correr dentro do padrão de treinamentos, na primeira se ganha experiência para uma segunda, e o atleta não deve se empolgar e no meio da maratona, pensar que “vai ser mole” pois na empolgação ele poderá ir além do que foi treinado e se quebrar de vez.

Gedair Reis, categoria 55-59 anos, vai para sua sexta maratona e espera vencer os 42,2km em até 3h30min. “Realizei os treinos longos acompanhado pela nossa campeã Andriléia Souza e Hellen, me sinto bem condicionado, mas vou para correr leve, pois meu objetivo é terminar inteiro. Ganhei muito mais estímulo realizando os treinos em grupo, e treinar ao lado de nossa campeã Andriléia e com as orientações de um preparador físico, Marcos Vinicius, foi um grande aprendizado. Para aqueles que estarão na maratona como iniciantes, penso que o melhor é correr ao lado dos mais experientes mesmo que seja em ritmo mais lento, também é preciso ter uma boa noite de sono e uma alimentação dentro daquilo que está acostumado”.

Gedair faz outra ibservação:  “Um ponto muito discutido pelos atletas maratonistas é o tal dos 35km, onde se criou um fantasma, para os iniciantes a maior barreira se encontra ao desrespeitar seus limites. Se correr dentro do previsto e treinado, o atleta não deve se encontrar com o tal fantasma”.

Marlene Alves, categoria 40-44 anos, faz a sua estreia em maratona. Sua expectativa é a melhor possível. Realizou 4 treinos longos  (acima dos 30km) e espera completar em até 4h30min. Deseja vencer este desafio para encarar outros.

Hellen Rose Noel, categoria 30-34 anos, é outra estreante em maratonas. Acostumada aos circuitos cariocas, vai com muita determinação e propensa a vencer o percurso abaixo de 4h.” Estou a 1000p/h, ansiosa com essa maratona que se aproxima. Mas muito feliz, alías vou realizar meu grande sonho.Dormir ja está difícil, imagina na véspera”. E ela ainda este ano projeta participar de uma maratona internacional.

Ivani Gomes, categoria 50-55 anos, é maratonista de de Três Rios e que disputa aqui na Cidade o Ranking de Corridas Rústicas. Tem diversas participações em maratonas e até ultra maratona. Sua boa performance indica que supera o percurso em menos de 4h e espera até beliscar uma boa colocação na categoria.

Alexandre Magno Gaia no ano passado participou da maratona de Buenos Aires, espera completar com um tempo abaixo de 4h. Corre visando qualidade de vida, sem preocupação com o tempo gasto.

Wander Garbero, categoria 40-44 anos. Outro maratonista experiente,  tendo participado de maratonas na Argentina e no Chile, além de outras nacionais, em São Paulo e Rio de Janeiro. É outro que corre sem compromisso de tempo, mas tem previsão e treinos para terminar bem abaixo das 4h.

Rogério de Souza Sergio Ferreira, categoria 50-54 anos, também tem experiência em provas longas. Já participou até de um prova de 50km, portanto ele é mais um ultra-maratonista da Cidade. Pretende baixar o seu tempo em maratonas, fez a do Rio no ano passado em 3h47min. Em termos de treinamentos longos se encontra muito bem preparado, pois realizou longos de até 40km. Aos iniciantes, ele aconselha a não se deixar empolgar, dosar energia e pensamento positivo em caso de dificuldades.

Neio Lucio “Aglio” Avila, categoria 50-54 anos, é outro que faz sua estréia em maratona. “Tive meus treinos interrompidos por contusão, vou apenas para completar, sem nenhuma preocupação com tempo gasto”. Corro apenas por prazer e qualidade de vida, sem nenhuma responsabilidade.

José do Nascimento é outro que vai lá para fazer o meu melhor. Está é a sua nona maratona (foram oito nacionais e uma internacional). “Minha meta é concluir bem a maratona. Meus tempos sempre estiveram entre 3h05min e 3h28min. Mas hoje em dia não corro mais com muita preocupação com o relógio. O ideal é sair tranquilo; fazer o meu melhor; chegar feliz com um sorriso no rosto e voltar para casa com aquela sensação dever cumprido e bem realizado”.

Luiz Otávio vai para a sua segunda maratona. Ano passado correu na de Porto Alegre e completou o percurso com 4h, para este ano ele inclui a natação em seus treinos e vai confiante em abaixar o seu tempo.

Geraldo Romão, categoria 55-59 anos, pretende concluir todo o percurso em 4h.

Wilson Cardozo, categoria 56-59 anos, estará fazendo a sua segunda maratona. Participou da edição do ano passado tendo completado o percurso com 4h45min. Para este ano se preparou mais quando inclui treinos mais longos para suportar sem muito sofrimento os 42,2km e torce para que o sol não nos castigue.

Jorge Emídio, categoria 60-64 anos, espera correr muito bem, tem treinado para realizar a competição em torno de 3h10min. É sua terceira participação em maratonas.

Mateus dos Santos, categoria 55-59. Também é veterano em maratonas. Sua meta é terminar com menos de 4h.

Marcos Hallack, tri-atleta. Fará sua estréia em maratonas. É um dos nossos importantes representantes, sendo sua primeira maratona e um grande homem-atleta, focamos nossa torcida por ele.

Doutor Francisco Curzio 50-54anos, Valtencir da Silva, Joaquim Maximiano Henriques da Silveira, 40-44anos, também anunciam presença no Rio de Janeiro.

   Meia maratona de BH

Na Meia-Maratona de Belo Horizonte, a Golden Four Asics, com largada e chegada na Barragem da Pampulha, algumas participações juiz-foranas anunciadas são:  Helder Affonso, faixa 40-44 anos. Hugo Saporetti Neto, faixa de 70- 74, Luciana Medina Ronzani, categoria 40-44. Silvia Fonseca de Lima, faixa 65-69 anos, maratonista experiente, realizou poucos treinos longos por isso aptou pela meia maratona.  Tânia Vilaça, categoria 50-54, como ela mesmo diz, “estou adorando correr 21,1km”. Pretende completar o percurso em 105minutos, o que é um bom tempo.  Luciana Piazzi, Raquel Pinheiro, categoria 35-39 anos, e Professora Lilian Cristiane Moreira, categoria 30-34 anos.

Todas as informações do texto são do atleta da UFJF, Gedair Reis

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.