12 jun 2011

Liga Mundial: Estados Unidos “devolvem” os 3 a 1



Belo Horizonte (MG), 12 de junho de 2011

Em partida disputada na manhã deste domingo, 12, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte, a seleção dos Estados Unidos, atual campeã olímpica, bateu a seleção do Brasil, atual campeã mundial, por 3 sets a 1, parciais de 25/21, 25/22, 16/25 e 26/24 , devolvendo o placar conquistado sábado, 11, no mesmo local.

Mesmo perdendo a invencibilidade na competição, o time de Bernardinho segue liderando a Chave A.

Segue matéria publicada no site da Confederação Brasileira de Vôlei:

BELO HORIZONTE, 12.06.11 – Nos dois primeiros duelos entre os atuais campeões olímpicos e os atuais campeões mundiais pela Liga Mundial de Vôlei 2011, uma vitória para cada lado. Depois de o Brasil levar a melhor no sábado, os Estados Unidos deram o troco neste DOMINGO (12.06) e venceram a equipe eneacampeã da competição por 3 sets a 1 (25/21, 25/22, 16/25 e 26/24) no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte.

O ponteiro norte-americano Anderson foi o maior pontuador do confronto, com 21 acertos. Pelo lado brasileiro, o capitão Murilo marcou 20 vezes.

Mesmo com a primeira derrota na Liga Mundial 2011, o Brasil permanece como líder do Grupo A, com 15 pontos. A seleção norte-americana reduziu a diferença e é a vice-líder, com 12, seguida pela Polônia, que acumula nove pontos. A seleção de Porto Rico ainda não pontuou.

Na próxima semana, o Brasil realizará suas duas últimas partidas em casa na Liga Mundial 2011. No SÁBADO (18.06) e no DOMINGO (19.06), às 10h, equipe enfrentará Porto Rico, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Os Estados Unidos, por outro lado, atuarão pela primeira vez diante de seus torcedores. Na SEXTA-FEIRA (17.06) e no sábado, os norte-americanos jogarão contra a Polônia, em Hoffman States.

O JOGO

O início da partida foi equilibrado até o primeiro tempo técnico, quando os Estados Unidos fizeram 8/6 com um ataque de Anderson. Aproveitando o bom momento os norte-americanos chegaram a abrir 12/7. O Brasil esboçou uma reação e, com dois pontos de Wallace, que havia entrado, reduziu para 16/13. No entanto, na reta final os Estados Unidos voltaram a abrir e fecharam em 25/21, com Priddy atacando pelo fundo.

Os norte-americanos mantiveram o domínio no começo do segundo set e abriram 10/5 com um bloqueio sobre Murilo. O bloqueio, aliás, era o fundamento no qual o Brasil tinha maior dificuldade na partida. Quando conseguiu seus dois primeiros pontos no bloqueio, o Brasil reduziu para 11/9, antes de empatar no 14º ponto com um ataque de Lucas. No entanto, após uma série de erros brasileiros, os norte-americanos voltaram a se distanciar (19/16) e garantiram a vitória com mais um ataque de Priddy: 25/22.

No terceiro set, o Brasil entrou em quadra com um novo espírito. Liderada por Murilo, a seleção logo abriu 5/2. Os Estados Unidos alcançaram o empate no sétimo ponto, com um bloqueio, mas a reação parou por aí. Depois que Lee atacou para fora e deu ao Brasil vantagem de dois pontos (10/8), o domínio foi 100% verde e amarelo. Aproveitando-se de erros de Stanley a seleção abriu 19/12 e, após uma série de substituições no time norte-americano, fechou em 25/16, com um bloqueio de Sidão.

Empolgado, o Brasil manteve o ritmo e marcou os três primeiros pontos da quarta parcial. Com Murilo inspirado, a seleção seguiu ditando o ritmo da partida e abriu 11/7, fazendo o técnico Alan Knipe pedir tempo. A parada surtiu efeito e os norte-americanos empataram em 11/11 e conseguiram passar a frente com 16/15, em um bloqueio de Millar. Usando a mesma moeda, com Rodrigão, o Brasil chegou à igualdade em 18/18. No fim, Anderson atacou na diagonal, fazendo 26/24 e fechou a partida.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Leandro Vissotto, Murilo, João Paulo Bravo, Lucas e Rodrigão. Líbero – Serginho

Entraram – Wallace, Marlon, Sidão e Theo

Técnico – Bernardinho

ESTADOS UNIDOS – Thornton, Stanley, Priddy, Anderson, Lee e Millar. Líbero – Lambourne

Entraram – Hansen, Holmes, Patak e Lotman

Técnico – Alan Knipe

Outros resultados
Completando a terceira rodada da Liga Mundial 2011, pelo Grupo A, a Polônia derrotou Porto Rico por 3 sets a 0 (25/22, 25/15 e 25/21), em San Juan, na noite de sábado, com 13 pontos de Kurek.

Na chave B, a Alemanha enfrenta o Japão, neste domingo, às 15h, em Friedrichshafe. No Grupo C, a Argentina fez 3 a 0 (25/21, 26/24 e 25/19), em Lathi, com 16 pontos de Conte. Em Novi Sad, a Sérvia se recuperou e derrotou Portugal em três sets (26/24, 25/18 e 29/27), com 13 pontos de Starovic.

Na chave D, dois jogos disputados. Em Toulouse, Cuba superou a França por 3 a 2 (23/25, 25/21, 22/25, 25/22 e 15/9). O francês Rouzier assinalou 30 pontos. Completando o grupo, a Itália também venceu fora de casa. O europeus fizeram 3 a 2 (25/15, 25/22, 21/25, 22/25 e 15/10), com 21 pontos de Lasko.

Texto: Assessoria de Comunicação – CBV | Idigo – Núcleo de Inteligência Digital

Foto: site da CBV

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 set 2017
Aílton se emociona e não define permanência: “Estou disposto a ouvir proposta”

21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.