20 maio 2011

Tupi na Série D: “Vou não, posso não” ou “Vou sim, quero sim?”



Juiz de Fora (MG), 20 de maio de 2011

Em entrevista concedida à Rádio Globo Juiz de Fora, no final da tarde desta quinta-feira, 19, o Secretário Geral da Federação Mineira, Rodrigo Diniz, garantiu que a entidade está se esforçando para atender ao interesse do Tupi, que gostaria de um grupo mais regionalizado na Série D do Campeonato Brasileiro.

“Sempre vamos defender nossos filiados, mas trata-se uma competição nacional e nem sempre a CBF consegue estabelecer a regionalização. Mas já levamos a reivindicação do Tupi ao conhecimento da entidade e vamos aguardar”, declarou Rodrigo.

Quem esperava uma definição nesta quinta-feira se arrependeu. O América de Teófilo Otoni ainda não confirmou oficialmente junto à Federação a desistência da Série D que divulgara, no último dia 10, em nota no site do clube. No site do Uberaba, não há referências novas sobre a situação.

Sem assinatura

Segundo a edição desta sexta-feira da Tribuna de Minas, o América chegou a enviar um documento à Federação comunicando a desistência, mas, segundo o próprio Diniz, em entrevista à Tribuna, o documento não estava assinado pelo presidente do clube e, por isso, foi indeferido. Na mesma matéria, informa-se que o prazo do América para enviar ofício com assinatura do presidente termina neste fim de semana. E no caso da desistência se confirmar, o Tupi, como candidato natural à vaga pela colocação no Estadual,  teria dois dias úteis a partir da oficialização da saída do concorrente.

No blog

Aqui no blog, os leitores seguem se manifestando, e a maioria demonstra estranheza pela formação da chave que seria a do Tupi. A troca pura e simples do Tupi com o Formosa, do Distrito Federal, pelo menos aos olhos do torcedor, atenderia as duas partes, deixando os clubes em chaves com equipes mais próximas. Questionado sobre a possibilidade pela Rádio Globo, o dirigente da Federação não se estendeu nos comentários, reforçando que a CBF é a responsável pela distribuição das equipes nos grupos.

Muitos leitores do blog seguem acreditando que a formação da chave divulgada pela CBF só atenderia ao interesse do clube do Triângulo Mineiro.

Festa estranha, com gente esquisita

A Confederação Brasileira de Futebol divulgou no início da noite de terça-feira, 17, a tabela do Campeonato Brasileiro Série D. Dois clubes mineiros brigarão pelo título do torneio e acesso à “Terceirona” do futebol nacional. O Villa Nova, 5º colocado no Campeonato Mineiro está no Grupo 06, juntamente com o Boavista (RJ), Sendas (RJ), Formosa Esporte (DF) e um representante do Espírito Santo ainda não definido.

O outro clube de Minas Gerais na Série D (América, de Teófilo Otoni, quarto colocado, ou Tupi, sexto) será definido em 48 horas, prazo determinado pela CBF. O representante mineiro a ser confirmado fará parte do Grupo 05, ao lado do Gurupi (TO), Anapolina (GO), CRAC (GO) e Gama (DF).

O vice-presidente do Tupi, José Roberto Maranhas, não acreditou quando o blog lhe informou a formação da chave. Achou até que fosse uma brincadeira. Depois, vendo que era sério, seguiu incrédulo e declarou que, embora ainda fosse conversar com o presidente do clube, Áureo Fortuna, as longas distâncias praticamente afastam a possibilidade de o clube arcar com as despesas. “Imaginem quatro viagens de avião, cada um em torno de R$ 20 mil ou mais, sem qualquer apoio da CBF, seriam mais de R 80 mil de despesas só na primeira fase da Série D!”. Maranhas comparou com a chave do Villa Nova, bem mais regionalizada, com duas equipes fluminenses, uma do Espírito Santo, estado próximo, e só uma equipe do Distrito Federal. “O grupo do Villa está bem mais razoável”.

A presença juiz-forana na competição, porém, não foi descartada. “O cenário não é favorável, mas quem sabe podemos encontrar uma saída”?, deixou no ar o dirigente.   Adiante, disse que na parte técnica o Tupi talvez não encontre muita dificuldade para se classificar, embora as equipes sejam desconhecidas do público. Mas a questão financeira teria que ser solucionada num curtíssimo espaço de tempo. Em nenhuma outra participação na primeria fase da Série D, o time juiz-forano precisou se deslocar tanto. Ainda sobre a formação da equipe para uma eventual participação na Série D, o Tupi estava costurando uma parceria com o Atlético Mineiro, que estaria disposto a emprestar até 10 jogadores, arcando com o total ou parte dos salários destes atletas. O treinador poderia ser Moacir Júnior, que, no entanto, negocia com o CRB, que disputará Série C. A vinda de Moacir, porém, só foi tratada extra-oficialmente. Assim, a permanência de Leonardo Condé seria uma opção.

Uma hipótese levantada nos bastidores é que a formação da chave para o segundo representante mineiro na competição promovida pela CBF seria uma maneira de atender aos interesses do Uberaba, que não estaria distante dos destinos de seus companheiros de chave. “”Uma chave como essa é para fazer Tupi, América de Teófilo Otoni e outros clubes  desistirem. Aí, o Uberaba ficaria com a vaga. Pode ser uma explicação, mas não temos como afirmar se houve, de fato, essa situação”, preservou-se Maranhas. Há rumores que o clube do Triângulo se movimentou nos bastidores, com visitas à CBF, em busca de uma chave como a que foi divulgada no início da noite desta terça-feira.

O Uberaba terminou a fase de classificação do Campeonato Mineiro em nono lugar. Portanto, caso América de Teófilo Otoni e Tupi desistam, para que o clube do Triângulo entre na Série D, mais duas equipes, pela posição no Estadual, teriam que abrir mão da vaga: Caldense, de Poços de Caldas, sétimo lugar, e Guarani, de Divinópolis, oitavo lugar. Como estes dois clubes nem cogitavam a possibilidade, dificilmente, em 48 horas, teriam condições de manifestar interesse em disputar a Série D.

A historinha

O clube de Teófilo Otoni divulgou nota oficial em seu site, no último dia 10, informando a desistência da participação na Série D. No entanto, o clube oficialmente não comunicou à Federação Mineira que não irá mais participar. O Tupi, num primeiro momento, disse que aguardaria este comunicado oficial do América para se pronunciar. A diretoria carijó também se mostrava preocupada com a questão financeira e o pouco tempo que teria para se decidir, em função do vai-não-vai da equipe de Teófilo Otoni.

No final de semana, porém, o presidente do clube juiz-forano, Áureo Fortuna, passou a adotar um discurso mais otimista. Pouco antes do início de Botafogo 1×1 América Mineiro, sábado, 14, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, o cartola praticamente garantiu que se o América oficializasse a desistência a vaga seria do Tupi. Novamente, alertou para o prazo apertado. Agora, diante da divulgação da tabela da Série D, a informação da Federação Mineira é que a CBF estipulou o prazo de 48 horas, a contar desta terça-feira, 17,  para o estado de Minas confirmar seu representante.

Veja também: A repercussão do “vou não”: acompanhe comentário dos leitores do blog

Texto: Ivan Elias


Voltar

4 Respostas to “Tupi na Série D: “Vou não, posso não” ou “Vou sim, quero sim?””

  1. Renato Berg/JFora-Mg
    19/05/2011 às 18:45

    O America /TO terá prazo oficial até segunda feira, dia 23/05/11, para pronunciar oficialmente se vai disputar a série D, parece brincadeira, mandaram um oficio para a FMF desistindo, mas o mesmo não foi aceito .,porque á assinatura não é do presidente do Clube., estão querendo ganhar tempo para achar um forte patrocinador., pois além das despesas , ainda tem o fato do estádio não oferecer condições para outras fases. acho que está muito difícil!!!!!.
    No caso de desistência, a vaga é do próximo colocado no campeonato mineiro/2011, no caso o TUPY 6º lugar ., que terá 48 horas para pronunciar oficialmente se aceita., no caso de tabela somente a CBF, poderá reformulá-la com o pedido da FMF e do clube que estiver competindo, é uma questão de coerência da CBF com os clubes envolvidos, tudo pode acontecer!!!.
    No caso o Tupy já disputou 2 edições da série D, pois, jogar longe ou perto tem que estar preparando para tudo,às vezes o lado técnico é mais importante., pois os clubes do RJ/ES/ MG, teoricamente são de melhor nível técnico, tendo a chance é fazer um bom time e partir para à luta!!!!!
    Vamos lá tupi vc é forte!!!!
    Sds.
    Renato

  2. Jorge Pedro Couri Filho
    19/05/2011 às 17:44

    Tudo bem, Guilherme, então o presidente do Uberaba foi passear na sede da CBF?

  3. guilherme alfeu
    19/05/2011 às 14:02

    Não tem nada haver isso de o Uberaba ser beneficiado pela CBF.

    Nas duas últimas série D o USC caiu no grupo de times do DF e GO, é tudo uma questão geográfica de Uberaba ser mais perto dessas cidades que Juiz de Fora, até pq MG é muito grande.

    O interesse na serie D vinha antes mesmo do mineiro, mas ninguém contava com a péssima campanha.

  4. Eduardo Kaehler
    17/05/2011 às 23:16

    Seja o que Deus quiser. Eu praticamente não acredito em uma participação do Tupi, isso tudo devido ao grupo que pegamos.

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse