12 mar 2011

‘O homem que não erra é aquele que não arrisca acertar’



 

Juiz de Fora (MG), 12 de março de 2011

Após a partida contra o Cruzeiro, Juiz de Fora amanheceu falando no goleiro Rodrigo, que teve atuação destacada diante da Raposa. Seja nas rodas de conversa no Calçadão da Rua Halfeld ou nos balcões das padarias da cidade, o assunto era as defesas do arqueiro carijó. Com jeito tímido, o jogador conversou com a equipe do Toque de Bola após o treinamento realizado em Santa Terezinha na última sexta-feira, 11. Conheça um pouco mais o goleiro que tem arrancado elogios da crônica esportiva de toda Minas Gerais e que já caiu no gosto dos juiz-foranos.

Rodrigo tem recebido elogios de toda a imprensa esportiva de Minas Gerais

Nome: Rodrigo Viana da Conceição
Idade: 21 anos
Local de nascimento: Rio de Janeiro
Cidade onde foi criado: Niterói
Altura: 1,83m

Toque de Bola: Qual o seu ídolo no esporte:
Rodrigo: Taffarel.

T.B.: Por que?
Pela evolução da carreira dele. Um cara que começou jogar futebol com 19 anos e tinha 1,81m, o que é muito difícil. E mesmo assim conseguiu ser campeão do mundo. Para mim, ele é o maior ídolo.

T.B.: E o que você acha da sua altura?
Para um homem brasileiro, sou bem alto. Para o gol, tem essa barreira que alguns botam, mas os maiores goleiros do mundo têm a minha altura. O Casillas [Real Madri] tem 1,83m, o Valdés [Barcelona] tem 1,83m, o Julio Cesar, da Seleção Brasileira, tem 1,86… Então, para mim, a altura é só número.

T.B.: Como foi a sua trajetória do futebol?
Comecei no Botafogo (RJ) e cheguei até os juniores. Mas, com a chegada do Renan, acabei perdendo espaço. Saí e fui em busca do meu sonho. Fui para o América (RJ), joguei pelo Duque de Caxias (RJ), onde subi para o profissional. Como eu queria jogar, mostrar o meu trabalho, fui para o Bonsucesso (RJ), onde joguei dois campeonatos da Segunda Divisão, sendo que no segundo fui eleito o melhor goleiro da Segunda Divisão com 20 anos, o goleiro mais novo a ganhar esse prêmio. E aí eu vim para o Tupi a convite do Ademir [Fonseca]. Vim com a maior alegria e disputei o Campeonato Brasileiro da Série D e estou jogando agora o Campeonato Mineiro.

T.B.: O que gosta de fazer nas horas vagas?

Sou um cara muito de família e gosto muito de estar com a minha família. Gosto de ver filmes, de internet, de ler, aprender, estudar… Passei para o curso de Educação Física da Universidade Federal do Rio de Janeiro, fiz dois anos, mas tive que trancar por causa do futebol… Gosto de acompanhar o que tem saído de mais novo em relação ao esporte de alto rendimento, ao treinamento. O treinador também acompanha bastante e, por isso, temos um diálogo muito bom em relação a isso.

T.B.: Que tipo de música você ouve?

Gosto de tudo um pouco. Tenho acompanhado bastante MPB. Toco violão, estou aprendendo um pouco, pegando algumas músicas, mais de MPB mesmo, para tocar, já que é mais para cantar, porque meu inglês não é tão apurado, é um inglês básico, então prefiro cantar músicas brasileiras mesmo.

T.B.: Qual o filme que você gostou?
Gosto muito das trilogias Matrix, Piratas do Caribe e Senhor dos Anéis. Desses filmes gostei bastante, gosto bastante de ficção. De emocionar, Sete Vidas, com o Will Smith, foi o filme que mais me tocou pela coragem do personagem. Duelo de Titãs foi outro filmaço que gostei muito.

T.B.: Comida predileta?
Gosto bastante de massas. Pizza, lasanha, comidas assim me pegam legal.

T.B.: Juiz de Fora?

Gostei bastante da cidade. Me lembra um pouco Niterói. Tem tudo, mas é pequena. É aconchegante e não tem aquela coisa de grande cidade. Me adaptei bem e rápido a Juiz de Fora.

T.B.: Tupi?
Foi o clube que me acolheu de forma extraordinária. A torcida já no primeiro jogo me deu muita moral, o que me ajudou bastante a dar continuidade no trabalho. Um clube que é simples, mas bem certo no que faz. Dentro das suas possibilidades, faz o melhor. Estou gostando muito de passar por aqui”.

T.B.: Mineiro de 2011: O que a torcida pode esperar do Tupi nessa competição?
Pode esperar um time aguerrido como foi contra o Cruzeiro. Um time brigador que vai chegar nas cabeças.

T.B.: Uma frase?
‘O homem que não erra é aquele que não arrisca acertar’.


Voltar

Uma Resposta to “‘O homem que não erra é aquele que não arrisca acertar’”

  1. Otávio Botti
    13/03/2011 às 11:59

    Rodrigo tem tudo pra se tornar o melhor goleiro do Brasil pois hoje ele já é o melhor de minas

Deixe uma resposta

Notícias


22 fev 2018
Copa do Brasil tem jogo com nove gols no segundo tempo. Veja resultados

22 fev 2018
Veja como é a promoção carijó envolvendo ingresso de Tupi x Atlético

22 fev 2018
JF Vôlei abre 2 a 0 sobre vice-líder Sesc, mas sofre virada e perde uma posição

21 fev 2018
Tupi x Atlético em JF: ingressos, transporte, acesso, estacionamento

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.