19 fev 2011

Muitas novidades no Panathlon de Juiz de Fora



Adilson Mattos, reeleito presidente da Liga de Futsal, abordou as novas regras da modalidade

Sérgio Schmidt levou à reunião informações sobre o Distrito Brasil

Juiz de Fora (MG), 19 de fevereiro de 2011 

Foi bastante movimentada a reunião mensal do Panathlon Clube de Juiz de Fora, realizada na segunda, 14, no Cesporte, com comando do presidente, o Professor Juarez Carvalho Venâncio. 

Estava prevista a entrega do Mérito Esportivo Panathlon ao craque juizforano Thomas Bedinelli, campeão da Taça São Paulo de Futebol Júnior pelo Flamengo, em janeiro. A informação do panathleta Nelson Júnior é que o clube carioca decidiu, no entanto, realizar, também na noite de segunda, a premiação aos campeões. Assim, Thomas ficou de agendar uma nova data para receber a homenagem. 

Sem a já tradicional mini-palestra que seria feita pelo jogador, o clube aproveitou a reunião com tempo maior para tratar de questões importantes, relativas ao ano de 2011. 

O Professor Cláudio Esteves abordou o papel e a representatividade do Panathlon no Conselho Municipal de Esportes. Em função de suas atribuições na Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura, ele deixou a função de representar o clube nas reuniões do Conselho para a panathleta Iozita Costa. 

Já o Professor Sérgio Schmidt destacou as novidades do Distrito Brasil, confirmando que o próximo Congresso Nacional está marcado para Santos, nos dias 29 e 30 de março e primeiro de abril. “A princípio seria Gramado, houve a possibilidade de Taubaté, e agora está marcado e confirmado para Santos”, revelou. 

O pass-presidente destacou que o clube de Juiz de Fora é forte candidato a sediar o Congresso Nacional de 2012. E lembrou que a cidade foi muito elogiada quando sediou, na década de 90, então com a presidente Glória Kalil, o encontro nacional. “O nosso clube foi muito elogiado pelo carinho e atenção com que recebeu os companheiros de todo o Brasil, e outro ponto importante naquele evento foi a intensa participação dos associados em cada item da programação”. 

O vice-presidente e também pass-presidente, Professor Gilmar Quaresma, também abordou assuntos internos, com uma atualização dos nomes que fazem parte do Panathlon de Juiz de Fora para a temporada 2011. 

Após o jantar, no chamado pinga-fogo, quando cada panathleta tem a palavra para falar da modalidade que representa, vários assuntos de interesse foram tratados. 

Murilo Pernisa citou a realização, no domingo, 20, da Corrida da Paz, na UFJF, já como forma de divulgação dos Jogos Mundiais Militares, que estão marcados para este ano, no Rio de Janeiro. 

Rolf Benda destacou o trabalho do também panathleta Hamlet Pernisa no tratamento dedicado e humano aos seus familiares e a todos que atende. 

O associado Luiz Antonio Cavalieri, presidente do Jeep Club Juiz de Fora, revelou a intenção da Federação Mineira de Automobilismo em realizar, em Juiz de Fora, em comemoração aos 50 anos da entidade, um grande evento. “Eles procuraram o Jeep Club e já fizemos a primeira reunião. Importante destacar que já temos provas de peso em outros estados do Brasil, como o Piocerá, do Piauí e Ceará, o Transparaná, este ano será promovido o primeiro TransBahia, e Minas decidiu também promover um grande evento”. 

Cavalieri destacou o excelente desempenho dos juizforanos no Piocerá, ocupando as primeiras colocações entre os carros e quadriciclos, além de ser numericamente a maior delegação presente ao evento, com quatro dias de duração, largada de Teresina (PI) e chegada em Jericoacoara (CE). 

Mônica Bellini destacou a grande participação no 2º Passeio Bike Light, realizado domingo, 13, em Juiz de Fora. “Vamos promover mais eventos, sempre com toda a estrutura necessária, em contato e seguindo orientações das autoridades de trânsito e demais entidades envolvidas na organização”. 

O médico e vice-presidente do Tupi, José Roberto Maranhas, destacou trecho do depoimento de Ronaldo Fenômeno na entrevista coletiva em que anunciou, na tarde de segunda, 14, sua aposentadoria. O craque citou que o hipotiroidismo o atrapalhou e, diante do problema, ele não poderia tomar medicamentos, que o comprometeriam em exame anti- doping. 

Maranhas assegurou que o craque não expressou a realidade. “Qualquer jogador que tenha uma situação como de hipotiroidismo pode tomar medicamentos, sim, desde que o clube envie às federações ou confederações com antecedência a informação. Jogador tal, que convive com tal problema, está sendo medicado com esse, esse e esse remédio. E aí a comissão destas entidades vai avaliar e, em muitos casos, autorizar o uso daquele medicamento.” 

O associado Adilson Mattos, recém-eleito presidente da Liga Juizforana de Futsal, destacou as “mais de 90” alterações nas regras da modalidade, informadas no Congresso Nacional de Arbitragem realizado recentemente, em Florianópolis. Ele informou também de que forma os árbitros locais serão informados (no dia 25, 18h30, no Cesporte, haverá reunião com presença obrigatória dos árbitros). 

Para Adilson, as mudanças têm como principal objetivo, pelo que foi informado no Congresso, a unificação das regras do futsal, visando a uma eventual inclusão da modalidade em Jogos Olímpicos, o que até hoje ainda não ocorreu. 

Texto: Ivan Elias


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.