06 fev 2011

Atlético goleia na Arena do Jacaré: 4 a 1



O goleiro Rodrigo bem que tentou, mas não conseguiu evitar a derrota do Tupi (Foto: Bruno Cantini/www.atletico.com.br)


Juiz de Fora (MG), 6 de fevereiro de 2011

Mesmo saindo na frente no placar, o Tupi não conseguiu segurar o Atlético e foi derrotado na 2ª rodada do Campeonato Mineiro por 4 a 1. Assim como na partida contra o Villa Nova, o time de Juiz de Fora sofreu com uma expulsão infantil. Michel Cury deixou o Tupi com um a menos aos 44 minutos da primeira etapa, quando o Carijó vencia o jogo, após fazer falta no ataque e receber o segundo cartão amarelo. A primeira advertência foi em função de reclamação pela marcação de um lateral, também no ataque. Se não fosse a boa atuação do goleiro Rodrigo, o Galo Carijó, que jogou com uniforme amarelo, teria deixado a Arena do Jacaré com resultado ainda mais dilatado. Destaque para o técnico Dorival Júnior, que no intervalo mudou a formação ao colocar Mancini e Beto Berola, jogador que foi fundamental na virada atleticana.

Pressão inicial e gol no contra-ataque

A partida, como era de se esperar, começou com o Atlético no ataque. Incentivado pela torcida que compareceu à Arena do Jacaré, o Galo da capital foi com tudo para cima do Carijó. Antes mesmo dos dez minutos, o goleiro Rodrigo já havia salvado o Tupi três vezes. Aos seis minutos, após cobrança de escanteio, a bola sobrou na área para Magno Alves. Ele tocou para Réver, que quase abriu o placar para o Atlético. Rodrigo faz grande defesa. A pressão atleticana continuou e, um minuto depois, o goleiro do time de Juiz de Fora fez uma defesa magistral. Após cruzamento para a área, novamente Réver concluiu de dentro da área. A bola já estava entrando quando Rodrigo deu um toque salvador. Aos 8, ele trabalhou de novo. Depois de escanteio, a bola sobrou para Renan Oliveira dentro da área, que chutou para o gol sem força. Mais uma intervenção de Rodrigo.

Aos poucos, a pressão foi diminuindo. Mesmo assim o Galo da capital continuava perigoso. Já o Tupi encontrava dificuldades para sair jogando. Mas, aos 29 minutos, em uma das primeiras subidas do ala Fabiano pela esquerda, ele cruzou para a área, Yan tentou dominar a bola, que sobrou para Michel Cury na risca da pequena área. De perna esquerda, o camisa 10 abriu o placar para o Tupi: 1 a 0.
Após o gol, o Atlético partiu com tudo, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa do Alvinegro de Juiz de Fora.

Atlético empata e vira

O time da capital precisou de 50 segundos para empatar a partida no segundo tempo. Neto Berola, que entrou no intervalo, entrou na área e chutou. A bola, que ia para fora, bateu em João Júnior e matou o goleiro Rodrigo: 1 a 1. Aos seis minutos, Wesley Ladeira tentou tirar, a bola sobrou para Magno Alves, que entrou na área e tocou na saída de Rodrigo: Atlético 2 a 1.

O Tupi tentou buscar o empate e, aos 12, Felipe Cordeiro foi ao ataque e sofreu falta de Richarlyson, que acabou expulso. Esperança carijó. Mas, aos 21, Neto Berola foi até a linha de fundo e cruzou na cabeça de Magno Alves, que marcou o terceiro do Atlético: 3 a 1.

O gol foi um balde de água fria no Tupi, que somente após os 30 minutos se reencontrou na partida. Aos 31, Claudinho Baiano forçou o Renan Ribeiro a fazer grande defesa. Dois minutos depois, foi a vez de Evandro exigir do goleiro atleticano.

Mas a tarde era mesmo de Neto Berola. Aos 36 minutos, ele recebeu na área, de costas para o gol, girou sobre a zaga Carijó e marcou o quarto do Atlético, dando números finais para a partida.

No outro jogo do domingo, o América, de Teófilo Otoni, foi até Uberaba e não tomou conhecimento da equipe da casa ao vencer por 5 a 3.

Na próxima rodada, o Atlético terá o clássico contra o Cruzeiro, no sábado, 12, às 17h, na Arena do Jacaré, enquanto que o Tupi receberá o Democrata, de Governador Valadares, no mesmo dia e horário, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Atlético: Renan Ribeiro; Patric (Neto Berola), Rever, Werley (Mancini) e Leandro; Richarlyson, Serginho, Ricardinho, Renan Oliveira, Diego Tardelli (Zé Luís) e Magno Alves. Técnico: Dorival Júnior.
Tupi: Rodrigo; Wesley Ladeira (Edílson), João Júnior e Leonardo Devanir; Felipe Cordeiro, Claudinho Baiano, Assis, Michel, Michel Cury e Fabiano (Rafael Paty); Yan (Evandro). Leonardo Condé.
Árbitro: Átila Carneiro Magalhães
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida Costa
Público: 7.271 pagantes
Renda: R$ 68.920,00
Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 set 2017
Aílton se emociona e não define permanência: “Estou disposto a ouvir proposta”

21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.