06 fev 2011

Exclusivo: Leonardo Devanir abre o jogo



Juiz de Fora (MG), 6 de fevereiro de 2011

Um zagueiro que joga sério e sai com a bola dominada para o ataque com estilo, também na entrevista. Não foge da dividida. Tem auto-crítica, aceita as críticas mas também critica.

"Varal": mais de dez anos fora de casa, em que Leonardo vestiu a camisa de seis clubes

Assim é Leonardo Devanir de Paula, ou Leo Devanir, o zagueiro de 33 anos que voltou ao Tupi depois de mais de dez anos construindo sua carreira com títulos em praticamente em todos os clubes que passou – Coritiba (campeão estadual em 1999), Palmeiras (Brasileiro Série B 2003), Goiás (Estadual 2006) e Flamengo (Estadual 2008). Do Vila Nova-GO, mais aprendizado, e do Ipatinga, amargas lembranças.

Com que cabeça ele voltou a Juiz de Fora? O que traz na bagagem pode ajudar a impulsionar o futebol da cidade? Nesta entrevista exclusiva ao blog, o marido de Patrícia (completaram 11 anos de casado neste sábado, 5) e pai de Lucas, 6 anos, e Pedro, 2, faz um balanço da carreira.

Momentos alegres e de afirmação ele coloca na conta, principalmente, do Palmeiras, quando disputou Paulistão, Brasileiro, Libertadores, Copa do Brasil, Mercosul, e o título da Série B rendeu o carimbo da superação.

Das tristezas, também não faz rodeios. Lembra, com amargura, da eliminação do Flamengo na Libertadores – “revi a partida diversas vezes e não tive culpa direta em nenhum dos gols”. E não poupa críticas aos dirigentes de futebol com quem lidou no Ipatinga.

Campeão por onde passa: títulos estaduais e nacionais marcaram a carreira do zagueiro

Campeão por onde passa: títulos estaduais e nacionais marcaram a carreira do zagueiro

Leo começou a carreira no núcleo do Flamengo em Juiz de Fora. Vila Branca, Amambaí, sempre com a coordenação de Waltinho. Quando o núcleo terminou, foi para o Tupynambás, que mantinha divisões de base. Chegou ao Tupi pela primeira vez em 1993, com 16 anos. Pelo clube, foi quarto lugar no Brasileiro Juvenil e disputou o Estadual Júnior.

Embora tenha ficado mais de 10 anos fora da cidade, defendeu apenas seis clubes, Coritiba (2 anos), Palmeiras (5), Goiás (2), Flamengo (1 ano), Villa Nova e Ipatinga. “Sempre respeitei todos os meus contratos. Só quando o Palmeiras me contratou junto ao Coritiba, aí o clube pagou a rescisão – eu tinha acertado a renovação por mais três anos”.

Cita quatro treinadores que marcaram – Abel Braga, no Coxa, Celso Roth, no Palmeiras, Geninho, no Goiás, e Leonardo Condé, com quem havia trabalhado no Ipatinga. “O Leo foi um dos motivos pelos quais voltei ao Tupi. Muito correto e de grande futuro”.

Detalhe: o Leo jogador é um ano mais velho que o Leo treinador. “Ele é que é muito jovem”, defende-se o zagueiro. Planos? Colocar o carijó na semifinal do Campeonato Mineiro e jogar por mais três ou quatro anos. “Não vim a Juiz de Fora para encostar no Tupi.Vim porque acho que ainda tenho um bom caminho pela frente”.

Acompanhe o depoimento exclusivo de Leonardo Devanir ao blog.

Texto e edição entrevista: Ivan Elias


Voltar

3 Respostas to “Exclusivo: Leonardo Devanir abre o jogo”

  1. 06/02/2011 às 11:25

    Parabéns pela entrevista com esse belissímo jogador!

    Abraços e parabéns pelo Blog. Estou sempre ligado!

  2. Otávio Botti
    06/02/2011 às 10:48

    dá orgulho de saber que ainda existem jogadores assim de opinião e personalidade … sucesso ao Léo e ao nosso galo nesse mineiro! vamos Tupi!!!!

Deixe uma resposta

Notícias


21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

18 jan 2018
Próximo adversário do Tupi, Uberlândia perde em casa. Veja como começou o Estadual

18 jan 2018
Tem de 12 a 16 anos e quer jogar basquete? Sexta é dia de cesta! Olha esse convite da Faefid-UFJF

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse