12 jan 2011

Handebol local sonha alto e faz planos



Juiz de Fora (MG), 12 de janeiro de 2011

Os dirigentes do Vianna/ADJF (Associação Desportiva de Juiz de Fora) não estão medindo esforços na busca por recursos para serem investidos no handebol masculino. Assim como um atacante tem que sair da marcação adversária para marcar um gol, é preciso suar a camisa para conseguir o apoio de empresas.

Mesmo com a possibilidade de pessoas jurídicas deduzirem até 1% do imposto devido ao apoiar o projeto, não é fácil conseguir apoio. Nada que tire a confiança quem aprendeu desde cedo as lições do esporte. Afinal, o jogo só acaba quando o árbitro apita. “Já fomos a algumas empresas, tanto o Vianna Júnior quanto a ADJF. Estamos esperançosos porque temos até o final do ano para fazer a captação de recursos. Caso não consigamos captar tudo o que está previsto, o prazo poderá ser renovado”, disse o presidente da ADJF, Cláudio Humberto Dias (ele também é Presidente do Conselho Municipal de Desporto em Juiz de Fora).

A concessão prevê a captação de até R$ 1,2 milhão através da Lei de Incentivo ao Esporte e foi publicada no Diário Oficial da União no último dia 30 de dezembro. Pessoas físicas também podem contribuir. Para elas o limite é maior: 6% do imposto devido.

Ainda segundo Cláudio, quem conhece o projeto tem gostado do que vê, principalmente em função de sua preocupação social. Isso porque, caso os recursos sejam captados, além da manutenção de uma equipe de handebol de alto nível, será montada uma escolinha que vai ensinar o esporte a 300 crianças.

Além disso, o dinheiro será investido na profissionalização de uma estrutura que ofereça condições aos atletas de bem representarem Juiz de Fora. Eles contarão com um local para morar, apoio para alimentação, transporte, ajuda de custo – bolsa atleta escolar e bolsa atleta nacional -, recursos para cobrir as despesas de viagem, além de equipe médica e clínicas de fisioterapia e psicologia.

“Nossa ideia é montar um equipe jovem para que ela possa representar Juiz de Fora por muito tempo. Pretendemos ter um time para ficar entre os quatro primeiros do país”, afirmou Dias.

Projeto semelhante, mas para apoiar o handebol feminino do Vianna/ADJF será apresentado em fevereiro. Caso seja aprovado, outras 300 crianças serão beneficiadas.

Breve histórico

A ADJF completará 15 anos em agosto, e mesmo neste curto período se tornou a maior campeã dos JIMI – Jogos do Interior de Minas, com nove títulos gerais no masculino e cinco no feminino, sendo ainda tetra Estadual no feminino e no masculino. Os coordenadores consideram as principais conquistas: bicampeonato da Copa Brasil de Handebol de areia, terceiro lugar no Alcochette CUP em Portugal, quarta colocação no torneio de Virgem Grande na Espanha e, em 2010, o terceiro lugar na Copa Brasil.

Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

07 dez 2017
JF Vôlei encara Canoas fora de casa em busca de mais pontos na Superliga

04 dez 2017
Tupi 2018: Nicanor vê “no papel, um time competitivo” e aposta na qualidade do setor de meio-campo

02 dez 2017
Festival de basquete com jovens emociona e motiva professores da cidade e região na Faefid-UFJF

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.