17 jan 2011

Bara: ‘Os resultados vão surgir naturalmente´



Juiz de Fora (MG), 17 de janeiro de 2011
“O objetivo para 2011 é dar continuidade ao projeto. Quanto aos resultados, eles vão surgir naturalmente”. Foi assim que o coordenador do projeto de Vôlei da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e técnico do time, professor Maurício Bara, definiu a principal meta para a temporada que se inicia.

Contemplado pelo segundo ano consecutivo com a Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte, a iniciativa poderá captar até R$ 535 mil em patrocínio junto a empresas e pessoas físicas, que terão a possibilidade de dedução no imposto de renda. Empresas podem deduzir até 1% do imposto devido. Para pessoas físicas, o limite é maior: 6%.

A ideia é conseguir ultrapassar o valor arrecadado em 2010 – cerca de R$ 300 mil. Mas, de acordo com o planejamento de Bara, se esse montante for alcançado já estará de bom tamanho. “Se conseguirmos arrecadar o mesmo valor do ano passado, eu estaria satisfeito. Se isso acontecer, tenho certeza que 2011 será um ano ainda melhor em função da experiência que adquirimos e do respeito que o projeto alcançou. Mas queremos superar esse valor”, comentou o coordenador.

Até o momento, não houve nenhuma empresa que acenasse positivamente para a proposta de patrocinar o Vôlei da UFJF em 2011. Nada que desanime Bara, que sabe que o melhor momento de virar esse jogo ainda não chegou. “É preciso ter paciência para iniciar esse processo de captação. Esse não é o melhor momento, já que as empresas estão começando o ano fiscal”, disse.

Dentro de quadra

A primeira competição que o Vôlei da UFJF terá neste ano será somente em maio, quando provavelmente acontecerá a primeira fase dos Jogos do Interior de Minas Gerais. “Em função da luta fora de quadra, o início dos treinamentos vai atrasar. Vamos tentar fechar com os atletas no mês de fevereiro para iniciar os treinamentos em março. Mas isso depende de recursos”, comentou o coordenador.

Se os recursos aparecerem, o time de Vôlei da UFJF deve disputar, no mínimo, as mesmas competições de 2010. Dentro dessa perspectiva, o técnico espera buscar melhores resultados. “Se a gente tiver o mesmo panorama, teríamos duas metas. O Plano A seria a classificação para a fase final da Liga Nacional e, quem sabe, conseguir a vaga para a Superliga. O segundo objetivo seria ficar entre os quatro primeiros no Campeonato Mineiro Adulto. Em 2010, terminamos na quinta colocação”, projetou Bara, esperançoso.

Além dos bons resultados em quadra, o projeto de Vôlei da UFJF tem outro ponto positivo. Monitores dão aulas da modalidade para mais de 70 jovens em dois núcleos de iniciação esportiva: na UFJF e no Bairro Jardim Esperança. A ideia, segundo Bara, é ampliar o investimento nas categorias de base no ano que se inicia. Mas isso vai depender da captação de recursos.

A empresa que patrocinar o projeto poderá ter seu nome divulgado em todas as competições que a equipe disputar, além de aparecer nos veículos de comunicação da cidade que fazem a cobertura esportiva em Juiz de Fora.
Texto: Thiago Stephan


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse