09 abr 2018

‘Pra mim, ele toca na bola, mas a decisão é sua’”. Veja explicação de lance polêmico na final paulista



 

Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, o pivô da discórdia na decisão do Campeonato Paulista (Newton Menezes/Futura Press/Folhapress)

Veja, abaixo, íntegra da matéria publicada pela Veja – Estadão Conteúdo – Placar sobre o lance polêmico envolvendo a partida final do Campeonato Paulista, entre Palmeiras e Corinthians na tarde de domingo, dia 8, na Arena Allianz Parque.

O árbitro Marcelo Aparecido de Souza não quis dar entrevistas ao final do jogo deste domingo, em que o Corinthians conquistou o Campeonato Paulista no estádio do Palmeiras, mas explicou na súmula do confronto a sua polêmica decisão de anular um pênalti, em lance envolvendo Ralf e Dudu. O juiz negou interferência externa e disse ter seguido orientações do quarto árbitro, Adriano Miranda. A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou uma nota na qual aprovou a atuação da arbitragem.

Segundo o árbitro, a demora na marcação do lance aconteceu porque ele não conseguiu ouvir os avisos do quarto árbitro. “Informo que aos 33 minutos do 2º tempo da partida, marquei uma penalidade à favor da equipe da S.E.Palmeiras. No momento da marcação os jogadores da equipe adversária, questionam a marcação e pressionam para que a mesma seja modificada. Durante esse questionamento o quarto arbitro sr. Adriano de Assis Miranda me informa dizendo: ‘Canto’. Devido os jogadores falarem comigo, os atletas reservas de ambas as equipes falarem simultaneamente com o 4º arbitro e também com o assistente 1, sr. Anderson José de Moraes Coelho, bem como o barulho da torcida, eu não pude ouvir com clareza a informação do 4º arbitro. Após conseguir me aproximar do 4º árbitro, o mesmo me disse as seguintes palavras: ‘Marcelo pra mim, ele toca na bola, mas a decisão é sua’”, disse Marcelo Aparecido de Souza.

  Ainda de acordo com as informações escritas pela arbitragem na súmula, Marcelo Aparecido seguiu a recomendação do quarto árbitro por não ter uma visão privilegiada do lance. “Devido o ângulo de visão do 4º arbitro ser lateral à jogada, e portanto melhor que o meu, acatei a sua informação e marquei o tiro de canto. Informo ainda que reiniciei a partida após 7 minutos de paralisação, por consequência da reclamação dos atletas de ambas as equipes”.

O lance polêmico aconteceu aos 25 minutos do segundo tempo. Na jogada, Ralf disputou uma bola com Dudu e o atacante caiu dentro da área. O árbitro marcou pênalti para o Palmeiras, mas, oito minuto depois, anulou a jogada e deu apenas escanteio.

FPF aprova decisão

A assessoria de imprensa da federação paulista divulgou uma nota em que aprovou a atuação da arbitragem. “O departamento de arbitragem da FPF trabalha diariamente pela excelência. O intuito sempre foi de que a arbitragem não interfira nos resultados das competições. E esse objetivo foi alcançado. A decisão da arbitragem, de anular o pênalti que havia sido marcado equivocadamente, foi correta”, disse o comunicado.

A FFP ainda divulgou o que aconteceu, passo a passo, no lance. “O árbitro Marcelo Aparecido de Souza marcou a penalidade pela visão que tinha no momento do lance. Neste momento, o quarto árbitro Adriano Miranda o chama pelo rádio”, inicia a FPF, para depois destacar os seguintes tópicos: 1) Por conta do tumulto criado após a marcação, há uma demora na correção da decisão; 2) Assim que os árbitros se reúnem, Miranda reafirma que o jogador Ralf tocou a bola antes; 3) A decisão é corrigida e marca-se escanteio.

“Por fim, a diretriz da arbitragem prevê que o árbitro, em todo lance com alta dificuldade, consulte toda sua equipe para, em conjunto, tomar as decisões corretas”, finalizou a entidade no comunicado.

 

Texto, informações e fotos divulgados por Veja- Placar – Estadão Conteúdo

Foto: Newton Menezes/Futura Press/Folhapress


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



17 abr 2018

CBF divulga entrada de 68 milhões de euros em transferências internacionais este ano


09 abr 2018

‘Pra mim, ele toca na bola, mas a decisão é sua’”. Veja explicação de lance polêmico na final paulista


17 mar 2018

Divulgados datas e horários das 12 primeiras rodadas da Série A

Notícias


21 abr 2018

Gol de Adê, 43 anos, aos 43 minutos! Baeta vence e sobe


19 abr 2018

Baeta confiante para buscar o “combo”: vitória, acesso e vaga na final


19 abr 2018

Futsal: Léo Aleixo vibra com títulos e adaptação da família na Bélgica


18 abr 2018

Pelo sonho do futebol, Luiz Gustavo finca pé (e mãos) em Portugal


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.