Cruzeiro, Ituano e Flamengo a um empate do título estadual

Publicado por: Ivan Elias 06/04/2014 | 21:57
FacebookTwitterGoogle+EmailBookmark/Favorites

Após as primeiras partidas das finais dos Estaduais de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, Cruzeiro, Flamengo e Ituano dependem de novo empate no próximo domingo, 13, diante de Atlético, Vasco e Santos, para colocarem a faixa de campeões.

Diego Tardelli teve a principal oportunidade de marcar, mas o clássico ficou mesmo no zero

Diego Tardelli teve a principal oportunidade de marcar, mas o clássico ficou mesmo no zero

    Zero no Independência

Sem Ronaldinho Gaúcho, o Atlético Mineiro teve as oportunidades mais claras do Cruzeiro, principalmente uma com Diego Tardelli, no Estádio Independência, mas o resultado se manteve inalterado até o final. Com o empate em 0 a 0, o treinador Marcelo Oliveira mostrou confiança para a segunda partida, no Mineirão. Se há alguns anos o Mineirão era estádio neutro para os dois clubes de maior torcida do estado, a entrevista do treinador cruzeirense após a partida deste domingo não deixa dúvidas sobre a mudança: “Agora vamos jogar no nosso campo, com torcida maior”, disse, referindo-se ao fato de que o primeiro jogo da final ocorreu no Estádio Independência, com mando de campo atleticano.

Já Paulo Autuori lembrou, na entrevista coletiva, que as duas chances mais claras de gol pertenceram ao Atlético. O técnico também ressaltou que sua equipe esteve desfalcada de algumas peças importantes.

Atlético 0 x 0 Cruzeiro

Ficha Técnica (Fonte: Federação Mineira de Futebol)

06/04 – Independência – 16h
A: Francisco Carlos do Nascimento (FIFA/AL)
A1: Kleber Lucio Gil (FIFA/SC)
A2: Cleriston Cley Barreto Rios (FIFA/SE)
4ºA: Wagner dos Santos Rosa (CBF/RJ)

Atlético: 1-Victor, 2-Marcos Rocha, 3-Leonardo Silva, 4-Otamendi, 5-Pierre, 6-Alex Silva, 7-Jô, 8-Leandro Donizete, 9-Diego Tardelli, 17-Guilherme e 11-Marion (19-Carlos, aos 21’2T). Técnico: Paulo Autuori

Cruzeiro: 1-Fábio, 2-Ceará (22-Mayke, aos 39’2T), 26-Dedé, 4-Bruno Rodrigo, 21-Samúdio, 16-Lucas Silva, 8-Henrique, 17-Everton Ribeiro, 28-Ricardo Goulart (19-Nilton, aos 20’2T), 25-Willian e 10-Julio Baptista (18-Marcelo Moreno, aos 20’2T). Técnico: Marcelo Oliveira

Cartões Amarelos:
Atlético: 1-Victor, 2-Marcos Rocha e 3-Leonardo Silva
Cruzeiro: 17-Everton Ribeiro e 18-Marcelo Moreno

Flamengo e Vasco fizeram jogo muito truncado, que terminou empatado em 1 a 1

Flamengo e Vasco fizeram jogo muito truncado, que terminou empatado em 1 a 1

   Um para  cada lado no Maracanã

Com um público inferior a 27 mil presentes, inacreditável para uma primeira partida final de Estadual no Rio, Vasco e Flamengo empataram em 1 a 1. Com isso, a equipe rubro-negra está a um novo empate de comemorar o título, por ter feito melhor campanha na fase de classificação.

O juiz-forano Maurício Machado Coelho Jr. atuou como árbitro assistente adicional número 2. O árbitro principal foi Rodrigo Nunes de Sá.

O Vasco foi melhor no primeiro tempo e marcou em cabeçada de Rodrigo, após escanteio cobrado da direita. Na etapa final, o time treinado por Jayme de Almeida subiu de rendimento e chegou ao empate pouco depois da expulsão de Everton Costa – o cruz-maltino recebeu o segundo cartão amarelo. O tento da igualdade veio num arremate preciso e forte de Paulinho, pela direita de ataque, de fora da área.

Nos bastidores, Adilson Batista reconheceu que estava pensando em substituir Costa antes da expulsão, por já ter recebido o primeiro cartão. O treinador, no entanto, disse que a arbitragem não foi coerente ao não expulsar jogadores da equipe adversária. Já o comandante rubro-negro disse que a expulsão do atacante vascaíno até demorou a acontecer. Jayme admitiu que fez a opção de uma equipe mesclada ao pensar nos dois próximos – e decisivos – jogos: na quarta-feira, 9, 19h45, precisa vencer o Leon, do México, para prosseguir na Taça Libertadores, e domingo, 13, às 16h, joga por dois resultados diante novamente do Vasco.

   VASCO 1 x 1 FLAMENGO

Ficha Técnica (fonte: ESPN Brasil)

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 6 de abril de 2014 (domingo)

Horário: 16 horas

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Assistentes: Wagner de Almeida Santos (RJ) e Jackson Loureiro dos Santos (RJ)

Público e renda: 20.844 pagantes / 26.242 presentes 2.578 cativas / 2.820 gratuidades / R$ 1.324.300,00

Cartões amarelos: Felipe e Léo (FLA) e Everton Costa, Douglas, Fellipe Bastos e André Rocha (VAS)

Gols: Rodrigo (VAS), aos 11 minutos do primeiro tempo

  VASCO: Martín Silva; André Rocha, Luan, Rodrigo e Marlon; Guiñazú, Pedro Ken e Douglas (Bernardo); Everton Costa, Edmilson (Thalles) e Reginaldo (Fellipe Bastos)

Técnico: Adilson Batista

  FLAMENGO: Felipe; Léo (Negueba), Wallace, Samir e Frauches (Everton); Amaral, Márcio Araújo, Luiz Antônio e Lucas Mugni (Gabriel); Paulinho e Alecsandro.

Técnico: Jayme de Almeida

Autor do gol do Ituano: Cristian, 34 anos, 1,69m de altura e passagens por Guarani, Juventus, Palmeiras, Coritiba, Náutico, Fortaleza, Bragantino e pelo menos mais dez clubes

Autor do gol do Ituano: Cristian, 34 anos, 1,69m de altura e passagens por Guarani, Juventus, Palmeiras, Coritiba, Náutico, Fortaleza, Bragantino e pelo menos mais dez clubes

  Derrota e pênalti perdido

O Ituano surpreendeu o Santos na primeira partida das finais do Campeonato Paulista neste domingo, 6, no Pacaembu. Os lances capitais ocorreram ainda no primeiro tempo. O veterano atacante Cristian marcou para a equipe de Itu, depois de uma bela jogada com envolvente troca de passes. Um toque de mão dentro da área resultou no pênalti que poderia decretar a igualdade a favor do Peixe. Cícero foi o encarregado da cobrança e a bola subiu muito mais do que o jogador pretendia, tomando destino ignorado.

Na etapa final, apesar da pressão do Santos em busca do empate e da virada, o Ituano também criou chances para ampliar, nos contra-ataques. Depois do jogo, o treinador Oswaldo de Oliveira apegou-se ao discurso que dificilmente sua equipe voltará a jogar mal na segunda partida, domingo, 13, de novo no Pacaembu. Já o treinador do Ituano, Doriva, fez questão de manter a seriedade ao longo de toda a entrevista, sem permitir qualquer indício de que o título esteja próximo.

  ITUANO 1 x 0 SANTOS

FICHA TÉCNICA (fonte: ESPN Brasil)

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 6 de abril de 2014 (domingo)

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo

Público: 27.114 pagantes

Renda: R$ 1.459.355,00

Cartões amarelos: Dick, Jackson Caucaia (Ituano); Neto (Santos)

Gol: ITUANO: Cristian, aos 20 minutos do primeiro tempo

  ITUANO: Vágner; Dick, Alemão, Anderson Salles e Dener; Josa, Paulinho (Marcelinho), Jackson Caucaia e Cristian (Claudinho); Rafael Silva (Gercimar) e Esquerdinha

Técnico: Doriva

  SANTOS: Aranha; Bruno Peres, Neto, David Braz e Emerson; Arouca, Cícero e Gabriel (Rildo); Geuvânio (Stéfano Yuri), Leandro Damião e Thiago Ribeiro (Alan Santos)

Técnico: Oswaldo de Oliveira

 

Texto com informações do Toque de Bola, SporTV, do site da ESPN Brasil, da Uol.esporte e das agências

Fotos: Bruno Cantini (Atlético x Cruzeiro), sites da Federação de Futebol do Rio de Janeiro e de São Paulo



Nenhum jogador em campo

0 0 0 0 0

O seu e-mail não será repassado a terceiros e nem publicado!

TAGS HTML permitidas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>