09 abr 2014

Com Neymar e Messi, Barça perde para Atlético, sem Diego Costa, e está fora da Champions. Semifinal sorteada



Ganhar. Sensação da temporada, o Atlético de Madri não contava com o seu principal nome, Diego Costa, lesionado. O atacante seguiu como dúvida até o último minuto, mas deixou a concentração durante o dia e não desembarcou com o time no estádio Vicente Calderón.

Ganhar. Os colchoneros venceram todos os seus jogos em casa na Uefa Champions League. Diante do Barcelona, era a hora do tira-teima: em quatro partidas até aqui, as equipes haviam ficado no empate em todas elas.

E voltar a ganhar. Os comandados de Simeone tinham a chance de chegar pela primeira vez a uma semifinal da Uefa Champions League desde 1974. Na ocasião, o clube passou pelo Estrela Vermelha, da extinta Iugoslávia, nas quartas de final, atropelou o Celtic em seguida e parou apenas na decisão contra o Bayern de Munique.

Ganhar, ganhar e voltar a ganhar. A célebre frase do lendário Luis Aragonés foi estampada pelos torcedores do Atlético em um mosaico composto por mais de 50 mil peças em vermelho e branco e embalou a vitória de 1 a 0 do time da capital espanhola nesta quarta-feira, contra o Barcelona, na briga por uma vaga nas semifinais da Liga dos Campeões. O gol da classificação veio aos cinco minutos com o meia Koke aproveitando confusão na área. O confronto de ida havia terminado em 1 a 1 no Camp Nou.

Sufocante. Incansável. Onipresente. A equipe de Madri promoveu uma verdadeira blitz nos 20 primeiros minutos, acertou a trave três vezes e poderia ter construído o placar ainda na etapa inicial. Nem parecia contar com os desfalques de Arda Turan e Diego Costa. O Barcelona e a sua defesa reserva até recuperaram espaço na sequência, mas somente no segundo tempo conseguiram pressionar e se aproximar do empate.

Em vão.

   Quem fica

Além do Atlético, estão classificados Chelsea, Real Madrid e Bayern de Munique. Os resultados dos jogos de volta foram: nesta quarta, Bayern de Munique 3×1 Manchester United (jogo de ida: 1 a 1), nesta terça, Borussia Dortmund 2×0 Real Madrid (ida: Real 3 a 0) e Chelsea 2×0 Paris Saint Germain (ida: PSG 3 a 1).

Nas duas partidas de terça, os minutos finais foram dramáticos. O Borussia abriu 2 a 0 no primeiro tempo e mais um gol levaria a definição para a cobrança dos pênaltis.  Já o time inglês, dirigido por Mourinho, só alcançou o gol da vaga, o 2 a 0, naos 42 minutos do segundo tempo.

O confronto que terminou de forma menos dramática foi Bayern x Manchester. Na etapa final, aos 11, Evra fez o gol que acendeu uma ponta de esperança entre os ingleses na Allianz Arena. Minutos depois, Mandzukic, Muller e Robben viraram o jogo.

Sorteio

Nesta sexta-feira, a Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) sorteou os confrontos das semifinais da Uefa Champions League 2013/14. Os duelos serão Real Madrid x Bayern de Munique e Atlético de Madri x Chelsea. A Europa League também foi definida.

Pelo sorteio, Real Madrid e Atlético jogarão a primeira partida em casa, enquanto Bayern e Chelsea terão a oportunidade de definir as séries na Alemanha e Inglaterra, respectivamente.

O vencedor da semifinal 1 (Real x Bayern) jogará como mandante na decisão da Champions, ou seja, poderá usar seu uniforme número um no Estádio da Luz, em 24 de maio.

Os dias dos confrontos serão os seguintes:

22 de abril – Atlético x Chelsea

23 de abril – Real x Bayern

29 de abril – Bayern x Real

30 de abril – Chelsea x Atlético

Koke comemora com Villa ao abrir o placar para o Atlético

Koke comemora com Villa ao abrir o placar para o Atlético

                         O jogo

Com Adrián López e David Villa entre os titulares, o Atlético de Madri largou com tudo. Aos cinco minutos, Adrián foi acionado em velocidade e chutou com força na trave. No rebote, David Villa cruzou de volta para a direita e o mesmo Adrián ajeitou de cabeça para Koke, sozinho, completar para o fundo das redes abrindo o placar.

Os donos da casa poderiam ter ficado nisso. Não ficaram.

Aos seis, a defesa do Barcelona falhou na saída de bola, Gabi recupera e Villa chuta prensado por cima do gol. No minuto seguinte, Pinto se atrapalha em recuada e sobra para Mascherano desfazer toda a confusão. Ele não pôde fazer nada aos 10, em passe em profundidade para Villa, que recebe com liberdade e acerta o trave. O atacante ex-Barcelona passou perto também aos 20, após soltar a pancada dentro da área e explodir o travessão.

Para não dizer que os catalães ‘dormiam’ em campo, o time teve um raro momento de suspiro em meio ao sufoco em cruzamento perfeito de Daniel Alves e cabeçada de Lionel Messi que passou ao lado da meta defendida por Courtois.

Com Cesc Fàbregas atuando como falso 9, o brasileiro Neymar, enfim, deu o ar da graça aos 23 minutos, em rolinho maravilhoso no meio das pernas de Tiago e cruzamento para Messi mais uma vez chutar rente à trave. A partida ficou truncada nos minutos finais do primeiro tempo e as equipes não conseguiram chegar mais com perigo.

Neymar lamenta chance de gol perdida para o Barcelona

Neymar lamenta chance de gol perdida para o Barcelona

No retorno dos vestiários, Neymar recebeu excelente passe de Xavi, tentou driblar Courtois, mas o goleiro deu tapa preciso.A pressão da vez era toda do Barcelona. Os visitantes controlavam o confronto, mas fugiam de seu tradicional jogo coletivo, ameaçando, sobretudo, por cima. Em um dos cruzamentos, Neymar tirou tinta da trave e restou a ele e seus companheiros lamentarem a eliminação.

O Barça ficou pelo caminho, mas ainda terá a chance de se vingar: na briga pelo título espanhol, os dois times se enfrentam na última rodada do campeonato.

  FICHA TÉCNICA

 ATLÉTICO DE MADRI 1 x 0 BARCELONA

Local: Estádio Vicente Calderón, em Madri (Espanha)

Data: 9 de abril de 2014, quarta-feira

Horário: 15h45 (de Brasília)

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)

Assistentes: Michael Mullarkey e Darren Cann (ambos da Inglaterra)

Cartões amarelos: Busquets e Daniel Alves (Barcelona); Koke (Atlético de Madri)

Gols: ATLÉTICO DE MADRI: Koke, aos cinco minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO DE MADRI: Courtois; Juanfran, Miranda, Godín e Filipe Luiz; Tiago, Suárez, Raul García, Adrián (Diego) e Koke: David Villa (Cristian Rodríguez)

Técnico: Diego Simeone

BARCELONA: Pinto; Daniel Alves, Mascherano, Bartra e Jordi Alba; Xavi, Busquets, Fabregas (Alexis Sánchez) e Iniesta (Pedro); Messi e Neymar

Técnico: Gerardo Martino

 

Texto e informações: site ESPN Brasil

Fotos: Getty – site ESPN Brasil


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



08 jan 2018

Philippe Coutinho é apresentado no Barcelona e agradece “esforço e paciência”


08 jan 2018

São Paulo tem saídas confirmadas de Lucas Pratto e Hernanes


08 jan 2018

Oficial: Rueda deixa o Flamengo e vai treinar seleção do Chile. Carpegiani assume

Notícias


22 jan 2018

Próximo desafio do Tupi, América vem de empate contra URT. Veja como está o Campeonato Mineiro


21 jan 2018

Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa


21 jan 2018

Tupi dá vexame em casa e sofre 5 a 2 do Uberlândia: “Tiraram nossa equipe da tomada”


19 jan 2018

Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse