04 mar 2013

Vasco, de Dedé, e Fogo, de Seedorf, na final da Taça GB



Vasco e Botafogo fazem, no próximo domingo, 10, às 16h, no Engenhão, a final da Taça Guanabara 2013. As duas equipes venceram Fluminense e Flamengo, respectivamente, no último final de semana e asseguraram presença na decisão. Além de vencer os rivais, vistos como favoritos para chegar à final, Bacalhau e Glorioso também precisaram superar a desconfiança de suas torcidas, respaldada nas campanhas irregulares que as duas equipes tiveram até então no Carioca. Depois das classificações, tudo mudou. Não faltam em Juiz de Fora camisas alvinegras desfilando nas ruas da cidade. E na saudável provocação entre torcedores rivais, sobra confiança no título do primeiro turno.

No lado vascaíno, o zagueiro Dedé, capitão e autor do gol que deu a vitória por 3 a 2 sobre o Fluminense na semifinal, não fica pensando em como será levantar a taça de campeão. Para ele, o mais importante é manter a concentração total para a partida decisiva.

“A responsabilidade é grande. Mas não tenho inspiração para levantar a taça não (risos). Quero levantá-la, mas agora meu pensamento é só no jogo. O time tem outros capitães, como Carlos Alberto, Wendel… Sei do valor que este título teria, vamos buscar com muita força. Tomara que dê tudo certo”, afirmou o “Mito” vascaíno.

Para ele, o título da Taça Guanabara, que pode vir até com um empate, serviria para valorizar o elenco cruz-maltino, que ainda sofre com a desconfiança de parte da torcida. O zagueiro também comentou sobre seu desejo pessoal de conquistar o Carioca pela primeira vez em sua carreira.

“Além da passagem para final, acho que aumentaria o valor dos jogadores dentro do clube, isso sem falar no tempo que o Vasco não conquista o Carioca. Eu dou um valor muito grande a este campeonato e vou fazer de tudo para conquistá-lo pela primeira vez”.

Fogão de Seedorf

Do outro lado, o Botafogo aposta na experiência do craque Seedorf. Com a atuação na vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo no último domingo, 3, além de dar a vaga ao Botafogo na final da Taça Guanabara, o holandês voltou a ter a melhor média do Campeonato Carioca até o momento. Com o 7,5 recebido no clássico, ele ultrapassou Rafinha, que recebeu um 6,5.

A seleção do estadual teve mudanças no gol e no ataque. Jefferson se destacou diante do Flamengo e recebeu nota 8,0, ultrapassando o adversário Felipe na média entre os arqueiros. E, com um gol diante do Vasco, apesar da derrota do Fluminense, Wellington Nem voltou a ter lugar na seleção, já que atingiu novamente a cota de 40% das partidas realizadas pelo Tricolor (mesmo regulamento do Troféu Armando Nogueira).

Uma curiosidade está no ranking dos zagueiros. Renato Santos, que é reserva no Flamengo e não atua desde a sexta rodada da Taça Guanabara, aparece na quarta colocação ao aproveitar-se da atuação ruim do titular González.

A seleção do campeonato – que leva em consideração apenas os quatro grandes – tem Jefferson, Léo Moura, Dedé, Bolívar e João Paulo; Jean, Ibson, Seedorf e Carlos Alberto; Rafinha e Wellington Nem. O técnico é Dorival Júnior. Confira abaixo as maiores médias, por posição.

GOLEIROS:
1º Jefferson (Botafogo) – 6,56
2º Felipe (Flamengo) – 6,39
3º Cavalieri (Fluminense) – 6,20
4º Ricardo Berna (Fluminense) – 6,13

LATERAIS-DIREITOS:
1º Léo Moura (Flamengo) – 6,00
2º Lucas (Botafogo) – 5,80
Nei (Vasco) – 5,80
4º Wellington Silva (Fluminense) – 5,71

LATERAIS-ESQUERDOS:
1º João Paulo (Flamengo) – 6,07
2º Julio Cesar (Botafogo) – 6,00
3º Carlinhos (Fluminense) – 5,75
4º Márcio Azevedo (Botafogo) – 5,71

ZAGUEIROS:
1º Dedé (Vasco) – 6,56
2º Bolívar (Botafogo) – 6,17
3º Antônio Carlos (Botafogo) – 5,93
4º Renato Santos (Flamengo) – 5,70

VOLANTES:
1º Jean (Fluminense) – 6,70
2º Ibson (Flamengo) – 6,67
3º Elias (Flamengo) – 6,25
4º Edinho (Fluminense) – 6,08

MEIAS:
1º Seedorf (Botafogo) – 7,07
2º Carlos Alberto (Vasco) – 6,79
3º Bernardo (Vasco) – 6,56
4º Rodolfo (Flamengo) – 6,40

ATACANTES:
1º Rafinha (Flamengo) – 7,00
2º Wellington Nem (Fluminense) – 6,75
3º Hernane (Flamengo) – 6,44
4º Fred (Fluminense) – 6,38

TÉCNICOS:
1º Dorival Júnior (Flamengo) – 6,61
2º Gaúcho (Vasco) – 6,22
3º Oswaldo de Oliveira (Botafogo) – 6,06
4º Abel Braga (Fluminense) – 6,00

Texto com informações do site Globo.com


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


22 nov 2017

Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores


22 nov 2017

JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação


20 nov 2017

Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude


17 nov 2017

Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.