29 abr 2012

Invicto, Botafogo atropela o Vasco, comemora a Taça Rio e decide com o Flu



Único time brasileiro invicto na temporada, o Botafogo teve bom desempenho, venceu o Vasco, por 3 a 1, no Engenhão, neste domingo, e foi campeão da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Com o resultado, o time alvinegro vai decidir o Estadual contra o Fluminense, vencedor da Taça Guanabara.

Os dois jogos decisivos no Rio de Janeiro serão nos dias 6 e 13 de maio.

O Botafogo, que completou 22 jogos sem perder em 2012, soube aproveitar bem as oportunidades criadas no clássico e abriu 2 a 0 com dois gols de Loco Abreu, ainda no primeiro tempo. Após o intervalo, Maicossuel fez o terceiro e dificultou qualquer chance de reação dos vascaínos. Carlos Alberto ainda descontou, mas foram os botafoguenses que comemoraram no final.

Este foi o primeiro título que o Botafogo conquistou dentro do Engenhão, estádio que o clube administra desde 2007.

O resultado fez justiça ao melhor desempenho do Botafogo, principalmente no primeiro tempo, quando conseguiu bloquear as investidas do Vasco e construiu uma boa vantagem. Na etapa final, o Vasco voltou melhor mas o time alvinegro se defendeu com grande bravura e conseguiu manter a vitória que lhe garantiu o troféu da Taça Rio pela sexta vez na história da competição.

O jogo – O Vasco tomou a iniciativa do ataque assim que a partida foi iniciada mas foi o Botafogo que criou a primeira jogada de perigo com Elkeson que entrou na área pela direita e caiu ao se chocar com Felipe Bastos na área mas o árbitro considerou o lance como normal.

Aos três minutos, o Botafogo marcou o primeiro gol. Numa reposição rápida de lateral. Maicosuel lançou Márcio Azevedo que invadiu a área pela esquerda e tocou para Loco Abreu que entrou livre e apenas empurrou para as redes sem qualquer possibilidade de defesa para Fernando Prass que havia deixado o gol para tentar fechar o ângulo.

O Vasco tentou dar a resposta e aos sete minutos, Felipe fez ótimo lançamento para Eder Luís que penetrou pela direita mas cruzou forte demais, frustrando os atacantes que entravam pelo meio.

O time de São Januário tinha maior tempo de posse de bola enquanto o Botafogo tentava sair no contra-ataque, com Andrezinho e Elkeson que caiam pelas laterais. Aos 11 minutos foi a vez de Thiago Feltri se livrar da marcação mas o cruzamento acabou bloqueado pela zaga botafoguense.

O time dirigido por Cristovão Borges seguia pressionando em busca do gol do empate e aos 16 minutos, o goleiro Jéfferson hesitou em um cruzamento de Fagner mas Antonio Carlos aliviou o perigo.

Felyppe Gabriel tentava repetir a função habitualmente efetuada por Renato.atuando ao lado de Marcelo Mattos na proteção da zaga, mas se aventurando ao ataque sempre que tinha a posse de bola. No lado do Vasco, Felipe tinha uma performance absolutamente discreta. E o Botafogo criou outra chance de marcar aos 21 minutos quando após cruzamento na área a bola acabou sobrando para Loco Abreu que tentou encobrir Fernando Prass mas o goleiro cruzmaltino foi mais rápido e conseguiu fazer a defesa.

Aos 25 minutos, Felipe Bastos falhou ao tentar dominar a bola e Maicosuel arrancou pelo meio da defesa do Vasco e rolou para Elkeson que concluiu de forma deficiente sem levar nenhum perigo ao gol do Vasco.

Aos 30 minutos, o Vasco voltou a animar sua torcida quando Alecsandro, fazendo papel de pivô, recuou para Eder Luis mandar a bomba por cima do gol defendido por Jéfferson. Aos 38 minutos, Márcio Azevedo falhou ao tentar lançar Loco Abreu e permitiu que o adversário saísse em velocidade, provocando uma falta de Fábio Fereira em Eder Luis. Felipe Bastos cobrou rasteiro e Jéfferson defendeu com segurança. Logo depois, Loco Abreu derrubou Rômulo na entrada da área para impedir a penetração do volante. Na cobrança, Diego Souza isolou a bola.

Aos 43 minutos, o Vasco perdeu outra grande chance para empatar. Alecsandro recebeu na área entre os zagueiros e recuou para Eder Luis que bateu por cima da trave.

O Botafogo ampliou aos 45 minutos. Andrezinho cobrou falta na área, Fábio Ferreira escorou de cabeça para Loco Abreu que entrou para tocar de pé direito sem qualquer chance de defesa para Fernando Prass.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Allan e Juninho Pernambucano nas vagas de Felipe e Alecsandro e com grande disposição ofensiva. Aos dois minutos, Felipe Bastos mandou de esquerda e a bola se chocou com o travessão. No lance seguinte foi a vez de Eder Luis arriscar de fora da área mas a bola saiu.

O Botafogo mantinha o esquema do primeiro tempo com muitos jogadores no meio campo e apenas Loco Abreu isolado na frente. O time de São Januário ficava muito tempo com a bola embora encontrasse dificuldades para entrar na área alvinegra.

Aos nove minutos, o Botafogo marcou o terceiro gol. Antonio Carlos cobrou falta da defesa, Maicosuel ganhou de Fagner na corrida, entrou pela área e tocou na saída do goleiro Fernando Prass. Mesmo com três gols de desvantagem, o Vasco não desanimou e continuou atacando em busca do primeiro gol.

Aos 16 minutos, o meia Andrezinho pediu para deixar o campo e foi substituído pelo volante Jadson, revelado nas divisões de vase do clube de General Severiano. Com a entrada de Jadson, Fellype Gabriel voltou a exercer uma função mais ofensiva. Na sua última cartada, o técnico Cristovão Borges trocou o lateral Fagner pelo meia Carlos Alberto.

Aos 25 minutos, Elkeson cobrou falta da intermediária, Fernando Prass deu rebote mas o árbitro marcou impedimento de Loco Abreu que chegava para aproveitar a sobra, Herrera entrou no lugar do cansado Maicosuel e o Vasco continuou forçando a defesa alvinegra em busca do primeiro gol.

E aos 35 minutos, a equipe cruzmaltina marcou seu gol. Carlos Alberto tabelou com o zagueiro Rodolfo dentro da área e tocou na saída do goleiro Jéfferson.

O gol animou os jogadores vascaínos que partiram com tudo para tentar mudar a sorte da partida enquanto o Botafogo se defendia do jeito que era possível, aliviando o perigo. O Botafogo ainda teve uma grande chance com Herrera que entrou livre pela esquerda e errou ao tentar passar a bola para Loco Abreu que estava livre na pequena área.

Aos 41 minutos, Jadson errou ao tentar aliviar o perigo e a bola acabou com Diego Souza que encobriu Lucas e bateu com grande perigo. O Vasco pressionou até o fim mas o Botafogo se defendeu com muito entusiasmo até o final e garantiram a vitória.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3 x 1 VASCO

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 29 de abril de 2012 (Domingo)

Horário: 16 horas (de Brasília)

Público: 41.337 pagantes

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Luiz Antônio de Oliveira (RJ) e Rodrigo Henrique Correa (RJ)

Cartões Amarelos: Andrezinho, Fábio Ferreira, Loco Abreu, Fellype Gabriel e Jadson (Bota); Diego Souza, Felipe, Juninho Pernambucano, Fagner e Allan (Vasco)

Gols:

BOTAFOGO: Loco Abreu, aos três e 45 minutos do primeiro tempo; Maicosuel, aos nove minutos do segundo tempo

VASCO: Carlos Alberto, aos 35 minutos do segundo tempo

 

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Fellype Gabriel (Gabriel), Andrezinho (Jadson), Elkeson e Maicosuel (Herrera); Loco Abreu

Técnico: Oswaldo de Oliveira

 

VASCO: Fernando Prass, Fagner (Carlos Alberto), Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Felipe (Allan), Felipe Bastos e Diego Souza; Eder Luís e Alecsandro (Juninho Pernambucano)

Técnico: Cristóvão Borges

 Texto e informações: www.espn.com.br

Foto: Gazeta Press


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


21 out 2017

Sem qualquer substituição, JF Vôlei volta a perder por 3 a 1 em Montes Claros


20 out 2017

Interdição do estádio do Baeta expõe “racha” entre dirigentes e ADJF. Eleições e cota de Danilo Luiz geram polêmica


20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Com Leozinho na seleção da rodada, JF Vôlei busca vitória contra Montes Claros, que já afastou treinador


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.