25 abr 2012

Assim como o Barça, Real fica no meio do caminho



O sonho do Bayern de Munique continua vivo. Nesta quarta-feira, os alemães foram a Madrid e derrubaram o Real Madrid, nos pênaltios, por 3 a 1, após derrota por 2 a 1 nos 120 minutos de tempo regulamentar e prorrogação. No dia 17 de maio, diante do Chelsea, o Bayern tentará ser o primeiro time em 47 anos a vencer o torneio jogando em seu estádio.

Leia tambémCom golaço de Ramires, Terry expulso e pênalti perdido por Messi, Chelsea empata com o Barça e vai à final

O grande nome da partida foi o goleiro Manuel Neuer, que pegou os pênaltis de Cristiano Ronaldo e Kaká. O arqueiro alemão já havia tido desempenho ótimo na primeira partida, em Munique, quando foi um dos responsáveis pela vitória por 2 a 1.

O resultado diante do Real foi dramático, conquistado apenas na prorrogação, e teve um sabor mais que especial para os alemães. Afinal, em 2000 e 2002, nos últimos títulos dos espanhóis, o Bayern havia ficado pelo caminho.

Mas a classificação foi especial também para o técnico Juup Heynckes, campeão pelo Real em 1997-98, e para Arjen Robben, que deixou o time madrilenho decepcionado em 2009 e voltou pela primeira vez ao Bernabéu – foi dele o primeiro gol dos alemães.

Em sua nona decisão, o Bayern tentará o quinto título da Champions League, o primeiro desde 2001. Há dois anos, os alemães decidiram o torneio contra a Internazionale, mas acabaram derrotados pelo clube italiano, à época comandado por José Mourinho.

   O jogo

Para o duelo desta quarta-feira, Mourinho fez uma única mudança: o lateral-esquerdo Marcelo voltou ao time titular, ocupando a vaga do português Fabio Coentrão; no Bayern, Juup Heynckes manteve a escalação da vitória por 2 a 1 em Munique.

Jogando em casa, o Real Madrid foi logo para o ataque e não demorou a criar a primeira oportunidade de gol. Aos 2 minutos, Di María avançou pela direita e cruzou para trás. Khedira bateu de primeira, mas o chute saiu fraco, sem levar perigo ao goleiro Neuer, que defendeu com segurança.

Dois minutos depois, Di María apareceu mais uma vez. O argentino recebeu lançamento e bateu de primeira, e a bola bateu no braço de Alaba, que tentava travar o chute. O árbitro Viktor Kassai assinalou pênalti no lance. Na cobrança, Cristiano Ronaldo abriu o placar.

Atrás no marcador, o Bayern de Munique enfim acordou para o jogo. Aos 7 minutos, Alaba fez grande jogada pela esquerda e encontrou Arjen Robben livre na área. O holandês perdeu o gol de forma inacreditável, desperdiçando excelente chance de empatar. Aos 11, Mario Gomez chutou de fora da área, Casillas rebateu, e Ribery foi travado na hora de concluir a gol.

Com a marcação adiantada, o Bayern tentava sufocar o Real Madrid. Mas a estratégia acabou custando caro. Aos 13 minutos, mais vulnerável, a defesa do clube alemã assistiu ao passe de Ozil para Cristiano Ronaldo, na entrada a área. O português chutou na saída de Neuer e fez 2 a 0 para os madrilenhos.

Depois do segundo gol, o Bayern continuou no ataque, e o Real contra-atacava com perigo. Aos 26 minutos, mais um lance polêmico acabou na marcação de um pênalti: após cruzamento na área, Pepe empurrou Mario Gomez, e o húngaro Viktor Kassai assinalou a penalidade. Na cobrança, Robben diminui, recolocando o Bayern de Munique na partida.

A vitória do Real por 2 a 1 levaria a decisão para os pênaltis, mas o Bayern queria mais. Sabendo que mais um gol obrigaria os rivais a marcarem duas vezes, os alemães se mantiveram no ataque. Aos 33 minutos, Mario Gomez avançou pela direita, nas costas de Sergio Ramos – na conclusão, ele foi barrado por Casillas. Nos acréscimos, o Bayern teve mais uma chance, com Robben em cobrança de falta; Cassilas apareceu mais uma vez para fazer a defesa.

O Bayern começou a segunda etapa melhor e, embora não tivesse o ímpeto do primeiro tempo, criou uma boa chance logo aos 2 minutos. Após boa jogada de Lahm, Mario Gomez cabeceou na pequena área, mas a bola foi para fora. O Real Madrid respondeu aos 10 minutos, com Benzema. O francês recebeu pela ponta direita e chutou cruzado – Neuer defendeu.

O ritmo do jogo caiu a partir dos 20 minutos da segunda etapa. Aos 30, Kaká entrou em campo no lugar de Di María. O brasileiro teve boa chance em um contra-ataque, mas esbarrou no defensor do Bayern e perdeu a bola.

Aos 40 minutos, quando o jogo já se encaminhava para a prorrogação, Mario Gomez teve ótima chance para definir o confronto. O alemão recebeu passe de Alaba dentro da área, mas se atrapalhou e concluiu em cima da defesa do Real Madrid. Sem gols na segunda etapa, o duelo foi para a prorrogação.

Na prorrogação, o Real Madrid tentou pressionar logo no início. Apesar do cansaço devido ao clássico contra o Barcelona no sábado, o time comandado por José Mourinho teve maior domínio nos minutos iniciais e conseguiu manter o ritmo de contra-ataques e investidas rápidas pelo meio.

O cansaço do Real ficou evidente aos no fim do primeiro tempo da prorrogação: aos 12 minutos, Cristiano Ronaldo teve a chance de chutar, mas acabou furando na entrada da área; dois minutos depois, o português pisou na bola. Kaká, sem ritmo, também não conseguiu mudar a cara da partida e se arriscou pouco nas conclusões.

O Bayern também demonstrava sinais de exaustão. Frank Ribery, principal articulador do meio-campo no jogo de Munique, deixou o campo no primeiro tempo da prorrogação devido ao cansaço. Thomas Muller, o substituto, também não repetiu a boa atuação do primeiro jogo e pouco acrescentou ao time.

Aos 12 minutos da segunda etapa, um lance poderia ter mudado o jogo. Marcelo fez ótima jogada e lançou Cristiano Ronaldo, mas Higuaín, impedido, correu atrás a bola. O português, o brasileiro e todos os torcedores do Santiago Bernabéu se desesperaram com o argentino.

 Foto: Reuters


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



10 out 2017

Copa do Mundo Sub-17: Brasil repete dobradinha e bate Coréia do Norte


05 out 2017

Que “legado”! Polícia Federal prende Nuzman e diretor da Rio-2016


04 out 2017

Paraná Clube quebra recorde de público no estádio do rival

Notícias


17 out 2017

Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos


16 out 2017

Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice


16 out 2017

Natação: após reformas e construção, parque aquático do Sesi Juiz de Fora pode receber até 800 alunos


15 out 2017

JF Vôlei perde para Minas (1 x 3) e Furtado vê melhora após ansiedade inicial. Veja como foi a rodada


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.