05 fev 2012

Fla e Bota empatam e deixam zona de classificação do Grupo A. Diego Souza marca duas vezes e Vasco mantém 100%. Fluminense só empata na estreia de Thiago Neves. Veja os resultados de domingo



Rio de Janeiro (RJ), 5 de fevereiro de 2012

Nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno – para os dois lados. No primeiro clássico carioca do ano, Botafogo e Flamengo empataram por 0 a 0 neste domingo, 5, no Engenhão, e deram um ar de continuidade a seus episódios mais recentes. O Alvinegro segue sem vencer, agora há três jogos. O Rubro-Negro continua no limbo do meio-termo entre a saída de Vanderlei Luxemburgo e a chegada de Joel Santana. E ambos deixam a zona de classificação do Grupo A do Estadual.

Para o Botafogo, o alento foi a boa atuação no primeiro tempo, sob o comando de Andrezinho. Para o Flamengo, a ressalva é a vida nova que se inicia nesta segunda-feira, 6, com a chegada do novo treinador. A partida teve três bolas no travessão (duas para o Bota e uma para o Fla) e lances polêmicos – um pênalti reclamado pelos alvinegros e uma expulsão pedida pelos rubro-negros. O duelo teve 8.863 pagantes, que geraram renda de R$ 264.555,00.

Com o resultado, as duas equipes foram a seis pontos no Grupo A do Campeonato Carioca – o Fla em terceiro e o Bota em quarto. A zona de classificação é integrada por Nova Iguaçu, com oito, e Resende, com seis. Na quarta-feira, o Flamengo pega o Madureira no Engenhão. Um dia depois, no mesmo local, o Botafogo recebe o Olaria.

Foi Andrezinho quem resolveu centralizar o jogo em suas chuteiras no primeiro tempo. A superioridade do Botafogo na metade inicial da partida foi quase um sinônimo do comando que o meio-campista apresentou no Engenhão. Faltou o gol, por causa daqueles centímetros que definem o conceito de quase no futebol. E duas vezes…

O Alvinegro não fez cerimônia para demonstrar que mandaria na primeira fatia do jogo. Com um minuto, já arregalou os olhos rubro-negros. Maicosuel, pendendo pela direita, acionou Andrezinho, que bateu de imediato, colocado, consciente. A bola viajou até o travessão de Felipe. Foi o primeiro quase.

O Botafogo seguiu melhor – às vezes com maior, às vezes com menor intensidade. Arriscou com Marcelo Mattos, tentou novamente com Andrezinho. Sempre incomodou. O Flamengo, com Ronaldinho sumido, com Deivid mergulhado em solidão, demorou a reagir. Quando conseguiu, Jefferson salvou. Foi em cruzamento de Junior Cesar, complementado por cabeceio de Bottinelli. O goleiro viajou no espaço para espalmar aquele que seria o gol rubro-negro. E que não foi.

O lance não abalou o Botafogo. Os alvinegros seguiram mais sólidos na defesa, mantiveram a naturalidade na troca de passes. E lamentaram um pênalti não marcado. Antônio Carlos, se aventurando no ataque, foi tocado por Willians dentro da área. Foi ao chão, gritando por infração. Acabou levando amarelo, sob argumento de simulação.

Os botafoguenses viam a esperança crescer. E tiveram uma overdose de otimismo quando Andrezinho se posicionou para cobrar falta da entrada da área. Ele sabe como bater na bola dali. E partiu na direção dela. E colocou o pé nela. E ficou observando o deslocamento dela por cima da barreira, fora do alcance de Felipe, na direção… do travessão! Foi o segundo quase.

Andrezinho teria outra oportunidade, desta vez dentro da área, pela esquerda, em chute colocado. Felipe defendeu.

Antes de terminar o primeiro tempo, o Flamengo pediu cartão vermelho para Marcelo Mattos. Junior Cesar partia para o ataque quando foi acossado pelo volante e por Maicosuel. A falta do camisa 5 foi mais incisiva, e ele já tinha amarelo. Mas foi o meia quem recebeu a advertência.

Sabe aquele travessão dos dois quases do primeiro tempo? Pois passa-se aos seis minutos do segundo tempo. Cruzamento da direita. Corte de Marcelo Mattos. E chute de Renato, de primeira, sem piscar. Mais do que chute: patada. Mais do que patada: tiro. E lá foi a bola beijar pela terceira vez o travessão, seu velho conhecido. Desta vez, os lamentos foram rubro-negros.

O Flamengo voltou para o segundo tempo mais capaz de equilibrar o jogo do que no período anterior. Antes de tatuar a bola no travessão de Jefferson, Renato já havia chutado mal, fraco, para fora. Mas a ida ao vestiário não fez o Botafogo perder sua ânsia ofensiva. Sabe-se lá como não saiu o gol alvinegro quando Elkeson cabeceou, Felipe salvou e Loco Abreu, livre, a centímetros da linha final, mandou para fora.

O jogo ficou aberto. Bottinelli perdeu para o Flamengo ao chutar colocado, de dentro da área, nas mãos de de Jefferson. Loco Abreu retribuiu ao cabecear rente à trave. Lucas Zen e Herrera entraram de um lado, e Muralha e Negueba foram as opções de outro.

A vida flamenguista se complicou na parte final do jogo. Culpa de Willians, expulso primeiro por fazer falta, depois por ironizar, com aplausos, a decisão do árbitro. O Botafogo voltou a crescer. Fábio Ferreira cabeceou com perigo. Márcio Azevedo mandou pancada em diagonal – espalmada por Felipe, que depois faria milagre em mais um cabeceio de Loco.

O tempo passou, e o empate se manteve. Não era um clássico de gols. Era clássico de travessão. E o travessão não tem time.

Fonte: www.globo.com

Vasco mantém invencibilidade

O Vasco continua com 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca após triunfar sobre o Friburguense por2 a0, neste domingo, 5, na primeira partida em 2012em São Januário. Apartida marcou também a estreia do terceiro uniforme, azul. Os dois gols foram feitos paraDiego Souza, que homenageou sua filha Manoela, recém-nascida. Com o resultado, o Vasco, além de seguir líder do Grupo B da Taça Guanabara com 12 pontos, agora tem o melhor ataque da competição com dez tentos marcadosem quatro rodadas. Naquarta-feira, 8, o Vascão recebe, às 22h, em São Januário, o Nacional (URU), na estreia da Copa Libertadores.

Debaixo de muito calor, o Vascão sai na frente

O Trem Bala entrou pela primeira vez no ano em São Januário, que recebeu um ótimo público. O Gigante da Colina veio com poucas modificações em relação à partida anterior. Allan retornou ao time titular no lugar de Bernardo, assim como Juninho Pernambucano, poupado da última rodada. Com isso, o Maestro Felipe foi para o banco de reservas. Dedé, Rodolfo eDiego Souza, que eram dúvidas, foram para o campo.

Por causa do forte calor de 35º e da boa marcação do Friburguense, o Cruz-Maltino não conseguia criar as jogadas ofensivas no início do jogo. A partir dos 15 minutos, o Trem Bala da Colina começou a acelerar, pois melhorou a sua saída de bola e a qualidade dos passes no meio de campo. O Friburguense, por sua vez, atuava no contra-ataque, assustando o goleiro Alessandro duas vezes.

Aos 31 minutos, Allan deu um passe de trivela para Thiago Feltri colocar a bola na cabeça deDiego Souza, que finalizou para fora. Instantes depois, o time teve mais uma boa chance de inaugurar o placar. Alecsandro deixou Thiago Feltri na cara do gol com um toque de três dedos, porém o lateral-esquerdo pegou mal na bola.

No final do primeiro tempo, aos 44 minutos, o Reizinho cobrou escanteio pela direita eDiego Souzacabeceou forte, sem chances para o goleiro, abrindo o placar.

Trem Bala melhora e amplia o placar

Para a etapa complementar, Cristóvão Borges mudou o meio de campo no intervalo dando mais criatividade e qualidade no passe com a entrada de Felipe no lugar de Allan e reforçando a marcação com oEduardo Costasubstituindo Fellipe Bastos. No Friburguense, Ziquinha saiu para Ricardinho ir para o jogo.

Em menos de dois minutos, o Vascão chegou duas vezes com muito perigo. A primeira oportunidade foi em uma falta cobrada por Juninho Pernambucano, mas que Marcos conseguiu defender. Depois foi a vez de Nilton receber belo passe de Felipe e, de dentro da área, chutou para fora.

Não demorou para o Trem Bala da Colina ampliar a vantagem. Felipe passa para Juninho dar um lançamento espetacular paraDiego Souza, na cara do goleiro e com muita frieza, fazer o segundo gol cruzmaltino na partida com um chute de muita categoria no canto da meta do Friburguense para a alegria da torcida presente na Colina que gritou forte o nome do jogador.

Com dois gols em seu favor no placar, o Cruz-Maltino passou a administrar o resultado com a troca de passes no meio de campo, enquanto o Friburguense pouco ameaçava a baliza vascaína defendida por Alessandro.

Texto: site oficial do Vasco

Fluminense só empata na estreia de Thiago Neves

O Fluminense segue decepcionando no Campeonato Estadual do Rio. Mesmo reforçados por Thiago Neves, que atuou cerca de 60 minutos, os reservas do Flu só empataram com o Duque de Caxias em 1 a 1, em Volta Redonda. Os gols saíram no segundo tempo. O lateral-esquerdo Carleto, ex-América Mineiro, fez um golaço chutando de muito longe no ângulo, aos 28. Um minuto depois, Carlos Alberto empatou, em falha do goleiro Ricardo Berna.

O treinador Abel já adiantou que o tricolor-rubro-negro-tricolor Thiago Neves ficará no banco na terça-feira, 7, diante do Arsenal, da Argentina, 22h, estreia da Taça Libertadores, no Engenhão. Sobre o empate no Carioca, o técnico reclamou que pênaltis não foram marcados.

Veja resultados do futebol no domingo (fonte globoesporte.com)

Campeonato Paulista: (Primeira fase – 5ª rodada)

 

Santos 1 x 2 Palmeiras

Corinthians 1 x 1 Bragantino

Ponte Preta 1 x 3 São Paulo

São Caetano 0 x 1 Guarani

XV de Piracicaba 2 x 1 Oeste

Linense 4 x 2 Guaratinguetá

 

Campeonato Paulista Série A2: (Primeira fase – 4ª rodada)

 

América-SP 1 x 1 Santo André

Santacruzense 0 x 0 Velo Clube

 

Campeonato Paulista Série A3: (Primeira fase – 3ª rodada)

 

Grêmio Osasco 2 x 0 Sertãozinho

Barretos 2 x 3 Independente-SP

São Bento 2 x 2 Guaçuano

Inter de Bebedouro 1 x 1 Francana

Inter de Limeira 4 x 1 Flamengo-SP

Osvaldo Cruz 0 x 1 Batatais

 

Campeonato Carioca: (Taça Guanabara – 4ª rodada)

 

Vasco 2 x 0 Friburguense

Boavista 1 x 1 Volta Redonda

Americano 2 x 1 Bangu

Resende 1 x 0 Bonsucesso

Nova Iguaçu 2 x 0 Macaé

Olaria 2 x 1 Madureira

Botafogo 0 x 0 Flamengo

 

Campeonato Mineiro: (Primeira fase – 2ª rodada)

 

Boa Esporte 3 x 0 Democrata GV

Cruzeiro 0 x 1 Guarani-MG

Villa Nova-MG 2 x 2 Uberaba

América TO 1 x 2 Atlético-MG

 

Campeonato Gaúcho: (Taça Piratini – 5ª rodada)

 

Caxias 3 x 1 Juventude

Cruzeiro-RS 1 x 1 Lajeadense

Avenida 2 x 2 Ypiranga-RS

Novo Hamburgo 3 x 0 São Luiz

Veranópolis 1 x 0 Santa Cruz-RS

Pelotas 1 x 0 Canoas

Cerâmica 0 x 1 São José-RS

Grêmio 2 x 2 Internacional

 

Campeonato Paranaense: (Primeiro turno – 5ª rodada)

 

Cianorte 2 x 2 Atlético-PR

Corinthians-PR 3 x 1 Paranavaí

Roma-PR 0 x 0 Toledo

Rio Branco-PR 3 x 2 Operário-PR

 

Campeonato Catarinense: (Primeiro turno – 5ª rodada)

 

Chapecoense 3 x 1 Figueirense

Brusque 0 x 3 Atlético Ibirama

Metropolitano 5 x 4 Joinville

 

Campeonato Baiano: (Primeira fase – 6ª rodada)

 

Vitória 4 x 0 Bahia de Feira

Itabuna 3 x 4 Bahia

Feirense 1 x 1 Juazeiro

Serrano-BA 1 x 1 Atlético-BA

Juazeirense 1 x 1 Camaçari

Flu de Feira 0 x 3 Vitória da Conquista

 

Campeonato Pernambucano: (Primeira fase – 7ª rodada)

 

Serra Talhada 1 x 2 Sport

América-PE 1 x 2 Central

Porto 0 x 0 Petrolina

Ypiranga-PE 0 x 0 Araripina

Belo Jardim 1 x 0 Salgueiro

 

Campeonato Cearense: (Primeira fase – 6ª rodada)

 

Guarani de Juazeiro 0 x 3 Ceará

Crato 0 x 2 Horizonte

Fortaleza 2 x 1 Guarany de Sobral

Itapipoca 1 x 0 Crateús

 

Campeonato Goiano: (Primeira fase – 5ª rodada)

 

Atlético-GO 0 x 1 Goiás

Vila Nova 1 x 3 Aparecidense

Goianésia 0 x 2 CRAC-GO

Morrinhos 3 x 2 Itumbiara

Rio Verde-GO 1 x 1 Anapolina

 

Campeonato Capixaba: (Primeira fase – 4ª rodada)

 

ES de Anchieta 2 x 0 Aracruz

 

Campeonato Mato-Grossense: (Primeira fase – 5ª rodada)

 

Barra do Garças 0 x 1 Palmeiras-MT

União Rondonópolis 0 x 0 Sorriso

Luverdense 1 x 1 Rondonópolis

Mixto 3 x 2 CRAC-MT

 

Campeonato Amazonense: (Taça Estado do Amazonas – 3ª rodada)

 

Holanda-AM 2 x 0 Rio Negro

Operário-AM 0 x 2 Nacional-AM

 

Campeonato Paraibano: (Primeira fase – 1ª rodada)

 

Paraíba 1 x 1 Botafogo-PB

Nacional de Patos 0 x 4 Sousa

 

Campeonato Sergipano: (Taça Cidade de Aracaju – 3ª rodada)

 

Guarany-SE 1 x 2 River Plate-SE

Lagarto 1 x 2 Socorrense

São Domingos 4 x 0 Sete de Junho

Sergipe 0 x 2 Confiança

Itabaiana 2 x 0 Olímpico

 

Campeonato Potiguar: (Taça Cidade de Natal – 7ª rodada)

 

América-RN 4 x 1 Assu

Caicó 1 x 1 ABC

Santa Cruz-RN 2 x 1 Alecrim

Baraúnas 1 x 1 Corintians-RN

 

Campeonato Alagoano: (Primeiro turno – 7ª rodada)

 

CEO 4 x 2 Penedense

CSA 4 x 0 Corinthians-AL

 

Campeonato Paraense: (Taça Cidade de Belém – 7ª e última rodada)

 

Paysandu 0 x 1 São Raimundo-PA

São Francisco 2 x 0 Remo

Tuna Luso 1 x 1 Cametá

Águia de Marabá 1 x 2 Independente-PA

 

OBS: Águia de Marabá x Remo e Cametá x Tuna Luso são os confrontos das semifinais do primeiro turno.

 

Campeonato Maranhense: (Primeiro turno – 4ª rodada)

 

Maranhão 2 x 1 Santa Quitéria

Sabiá 0 x 1 Bacabal

Cordino 1 x 3 Viana

Sampaio Corrêa 3 x 0 Imperatriz

 

 


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


24 nov 2017

“Legião juiz-forana” do Pérolas Negras vibra com títulos e Novaes projeta “time mundial de refugiados”


24 nov 2017

Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final


22 nov 2017

Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores


22 nov 2017

JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.