09 dez 2011

Kashiwa Reysol é o adversário do Santos na semifinal do Mundial. Frio do Japão quase congela o Peixe no treino realizado em Nagoya



Nagoya, Japão, 11 de dezembro de 2011

O Santos já sabe qual será o seu adversário na semifinal do Campeonato Mundial Interclubes. Na manhã deste domingo, 11, Kashiwa Reysol (Japão) e Monterrey (México) empataram em 1 a 1, no tempo regulamentar, em partida válida pelas quartas-de-final da competição. O resultado levou o jogo para a prorrogação, que também terminou empatada, mas por 0 a 0. Na cobrança por pênaltis, a equipe japonesa, treinada pelo técnico Nelsinho Batista, levou a melhor e venceu por 4 a 3. Coube a Harashi, atacante que entrou no segundo tempo, fazer a cobrança que garantiu o Kashiwa na semifinal. Os brasileiros Leandro Domingues e Jorge Wagner, e o japonês Kurisawa também converteram suas cobranças. Antes de enfrentar o Monterrey, os semifinalistas já haviam derrotado o Auckland City (Nova Zelândia), por 2 a 0. Na quarta-feira, às 8h30m (horário de Brasília), Kashiwa e Santos se enfrentam.

Na madrugada deste domingo, também foi conhecido o adversário do Barcelona. O Al Sadd, do Qatar, derrotou o Espérance, da Tunísia, por 2 a 1, e vai enfrentar o Barça, na quinta-feira, às 8h30m. Al Khalfan e Koni marcaram para o Al Sadd, enquanto Darragi descontou para a o Espérance.

Peixe sofre com o frio

O grande vilão do Mundial de clubes no Japão até aqui já foi eleito pelos envolvidos na competição. Jornalista, jogador ou dirigente, todos têm sofrido com o frio do fim de outono nipônico nos primeiros dias no país.

O Santos começou a sentir o que o espera daqui para frente durante o primeiro treino em Nagoya, na quinta-feira. Os jogadores tiveram que usar luvas, gorros e calças para suportarem a baixa temperatura de 10 graus.

Depois da atividade, o elenco foi descansar no conforto do hotel, mas o técnico Muricy Ramalho e parte da comissão técnica santista colocaram a pele à prova novamente para verem à noite a partida de estreia do Mundial, entre Auckland e Kashiwa Reysol.

Os brasileiros conseguiram ver apenas parte do jogo e foram obrigados a deixar o estádio antes do final dos 90 minutos tamanho era o frio, que àquela altura já atingia os 4 graus. “Isso aqui está uma geladeira”, comentou Muricy.

Até mesmo a Fifa se preocupou com o clima na noite dessa quinta. Quando uma névoa entrou no campo por trás de um dos gols e tomou conta de parte da arena em Toyota, região de Nagoya, durante o segundo tempo do jogo, representantes da entidade que coordena o torneio temeram pela continuação da partida.

Para se acostumar com o frio, que deve ser ainda maior em Yokohama, cidade-sede da final do Mundial e casa do Santos caso o time vença o jogo de estreia, dia 14 – não é incomum nevar nesta região em dezembro -, o clube tomou os devidos cuidados e a partir de hoje começou a treinar mais tarde. A atividade desta sexta ocorreu às 19h do Japão ou 8h de Brasília, horário próximo ao que o time fará a estreia no torneio internacional. Depois do treino, os jogadores reclamaram de dores nos dedos na hora de chutar a bola.

O meia Elano lamentou que não seja possível usar gorros durante os jogos, mas disse que pretende usar uma calça térmica em campo. O zagueiro Edu Dracena lembrou dos tempos de Fenerbahce, na Turquia, para amenizar a situação. “O que a gente fazia era passar pomada para dar uma aquecida no pé e cobrir o maior número de lugares possíveis: a mão, a orelha…”

 Texto e informações: www.espn.com.br


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



17 abr 2018

CBF divulga entrada de 68 milhões de euros em transferências internacionais este ano


09 abr 2018

‘Pra mim, ele toca na bola, mas a decisão é sua’”. Veja explicação de lance polêmico na final paulista


17 mar 2018

Divulgados datas e horários das 12 primeiras rodadas da Série A

Notícias


26 abr 2018

UFJF/Asepel começa com tudo na Segundona do Mineiro de base


26 abr 2018

Mineiro de Base: Uberabinha/Tupi encara Coelho no Salles Oliveira


25 abr 2018

Tupi anuncia “Passaporte” para jogos em Juiz de Fora pela Série C


24 abr 2018

Série C: Tupi perde seis posições e recebe Operário-PR sábado


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.