10 nov 2011

Dedé comanda mais um passeio histórico do Trem Bala da Colina. Santos garante que Neymar fica até 2014. Flu perde Super Ézio



Rio de Janeiro (RJ), 10 de novembro de 2011

Foi dramático, foi suado, foi espetacular. O Vasco desafiou todas as probabilidades para chegar à semifinal da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, em São Januário, o clube carioca venceu o Universitário, do Peru, por 5 a 2, descontando uma desvantagem de 2 a 0 da primeira partida, em Lima.

O resultado passou por uma atuação emblemática do zagueiro Dedé. Depois de desviar a bola que deu o segundo gol aos peruanos , o jogador transformou-se quando o placar apontava empate por 2 a 2. Foram de Dedé o terceiro e o quarto gols do Vasco. O quinto também passou pelo defensor, que tocou para Alecsandro balançar a rede.

Na próxima fase, o Vasco enfrenta o vencedor do confronto entre o Universidad do Chile e o argentino Arsenal, de Sarandí.

“Um jogo desse com grandes emoções moraliza bastante, é um resgate moralmente muito importante, joga para cima. A gente vinha de derrotas no Brasileiro, sem fazer gols. Esse resgate, além de quebrar uma sequência de derrotas, é para a equipe voltar a se portar como se portava antes em campo. É o momento ideal”, aifrmou o treinador vascaíno Cristóvão.

O jogo

A partida começou com as duas equipes nervosas. Tanto que antes dos dez minutos, três jogadores já tinham recebido cartão amarelo: dois de cada lado. A primeira boa chance foi do Vasco, aos nove minutos. Após cruzamento de Fágner, Élton raspou de cabeça e a bola bateu na trave direita de Llontop. No entanto, apesar do lance de perigo, os cruzmaltinos tinham dificuldade de de penetrar na defesa peruana.

O Vasco voltou a chegar com perigo só aos 18 minutos. Após roubada de bola, no meio, Éder Luís foi lançado pela direita e cruzou rasteiro para Élton. O atacante finalizou a esquerda do gol de Llontop. A oportunidade motivou os cruzmaltinos, que conseguiram o primeiro gol aos 22 minutos. O meia Juninho pernambucano foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Diego Souza cobrou com categoria para abrir o placar.

Após o gol, o Vasco partiu com tudo para cima do Universitário, que recuou todo. Com isso, os cruzmaltinos voltaram a ter dificuldade de passar pela zaga peruana. Para piorar, aos 32 minutos, os visitantes chegaram ao empate. Em um contra-ataque rápido, Flores lançou Ruidiaz que deu lindo toque por cima de Fernando Prass para calar São Januário. Os cariocas, neste momento, precisava de mais três gols para avançar na competição.

O gol abalou o Vasco, que ficou tentando pressionar, mas sem objetividade. Somente nos minutos finais, os cruzmaltinos voltaram a levar perigo, com um chute de fora da área de Fágner que obrigou Llontop a grande defesa. Assim, os cariocas foram para o intervalo precisando de três gols para seguir na Sul-americana.

O segundo tempo começou com a expulsão de Diego Souza e González, por conta de uma confusão na descida para os vestiários, antes mesmo da bola rolar. O episódio deixou o clima pesado e sujeito à mais turbulências em campo.

Para piorar as coisas para o Vasco, o Universitário virou aos dois minutos, com Rabanal aproveitando um rebote de escanteio. O chute saiu forte e desviou em Dedé: 2 a 1.

Mas os peruanos nem puderam comemorar, já que a resposta foi imediata. Juninho tabelou com Dedé e cruzou na área para Elton conferir de cabeça e deixar tudo igual no placar.

FICHA TÉCNICA

VASCO 5 x 2 UNIVERSITARIO

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 7 de novembro de 2011 (Quarta-feira)

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)

Assistentes: Milciades Saldivar (Paraguai) e Cesar Franco (Paraguai)

Cartões amarelos: Dedé, Éder Luís, Juninho, Bernardo, Elton e Nílton (Vasco); Llontop, Fano, Morel e Flores (Universitário)

Cartões vermelhos: Diego Souza (Vasco); González, Rabanal

GOLS: VASCO: Diego Souza, aos 22min do 1º tempo; Elton, aos 3, Dedé, aos 12 e aos 27, e Alecssandro, aos 37min do 2º tempo

UNIVERSITÁRIO: Ruidíaz, aos 32min do 1º tempo; Rabanal, aos 2min do 2ºtempo

VASCO: Fernando Prass; Fagner (Allan), Renato Silva, Dedé e Diego Rosa; Nilton, Fellipe Bastos (Bernardo), Juninho Pernambucano e Diego Souza; Éder Luis (Alecsandro) e Elton

Técnico: Cristóvão Borges

UNIVERSITARIO: Llontop; Mendoza, Galliquio (Duarte), Rabanal e Galván; Torres, Gonzáles, Vitti e Flores (Morel); Ruidíaz e Fano (Ampuero)

Técnico: José del Solar

Santos anuncia Neymar até 2014

Em um dia histórico para o futebol brasileiro, o Santos, que já vinha conseguindo a proeza de segurar Neymar até aqui, anunciou nesta quarta-feira que a maior estrela do futebol nacional ficará na Vila Belmiro pelo menos até a Copa do Mundo de 2014. A renovação do contrato, com salário e multa rescisória maiores, foi assinado na manhã desta quarta. Os valores não foram revelados.

Real Madrid e Barcelona degladiavam pelo jovem craque, mas em entrevista, o jogador e o presidente do Santos, Luis Álvaro de Ribeiro, confirmaram que ele fica no país. “Quando ousei dizer que acreditava em um processo de transformação de um ídolo para uma figura de mito que transcendia os 90 minutos de uma partida e se espalha para o resto da vida dele muita gente achou que eu estava exagerando, que eu estava querendo antecipar etapas. Mas falava aquilo do fundo das minhas convicções.”

“Finalmente, hoje de manhã, às 11h30, nós terminamos as negociações e sentamos com o pai do Neymar, essa grande figura absolutamente compreensível que soube ser diferente dos pais dos jogadores que se seduzem por um cheque polpudo”, declarou Luis Alvaro. O cartola negou informações de que o aumento salarial do atleta fosse bancado por uma parceria com o Banco do Brasil.

“Ser o melhor do mundo não é meu objetivo. E, sim, disputar os melhores torneios. O Santos disputou a Libertadores, vai disputar o Mundial, vai disputar os melhores (campeonatos) sempre. Sempre falei que estava feliz, perto dos amigos, da família, do meu filho”, acrescentou Neymar.

O próprio Neymar já havia anunciado anteriormente sua vontade de continuar no Santos o máximo de tempo possível. Vacinado pelo enorme êxodo de talentos que tomou conta do futebol nacional nas últimas décadas, porém, o torcedor brasileiro não conseguia acreditar.

A primeira prova dada pelo atacante de que ele realmente não queria sair foi dada em 10 de agosto de 2010, após o primeiro jogo de Neymar pela seleção brasileira, em Nova Jersey, contra os Estados Unidos. Na ocasião, o Chelsea colocou em cima da mesa diante do jogador, do seu pai e do seu empresário, Wagner Ribeiro, uma proposta milionária. Neymar rejeitou.

Desde então, os gols e dribles do novo craque ganharam o mundo e o transformaram em obsessão dos grandes clubes europeus, especialmente de dois deles: Real Madrid e Barcelona. Os rivais travaram um guerra pessoal nos bastidores por Neymar.

No meio de setembro deste ano, surgiu a notícia de que o atacante havia finalmente acertado com o Real. Confirmou-se até que um médico enviado pelo clube espanhol havia feito exames com o jogador, em São Paulo, indício de que ele iria mesmo para o time merengue.

Confirmado esta tendência, nos últimos dias, ganhou força a informação de que o Real estaria mandando representantes de um banco local para fazer o primeiro pagamento da compra de Neymar. Surpreendentemente, o presidente santista confirmou, hoje, que o grande nome do futebol nacional atual vai continuar por aqui para a alegria do torcedor brasileiro.

“Compreendemos que manter o Neymar até a Copa de 2014 seria um serviço que se prestaria ao nosso país. O Brasil vive hoje um momento de afirmação e faltava do ponto de vista simbólico que a gente demonstrasse ao mundo que organizando a Copa de 2014, poderíamos segurar um ídolo”, concluiu Luis Álvaro.

Morre Ézio

Fluminense está de luto. Faleceu na noite desta quarta-feira o ex-atacante Ézio Leal Moraes Filho, o Super Ézio, ídolo tricolor na década de 90 e nono maior artilheiro da história do clube, com 119 gols em 237 jogos. Ele estava internado em um hospital de Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro, por causa de um câncer no pâncreas. A pedido da família, o velório será realizado nesta quinta-feira no Salão Nobre das Laranjeiras, de 9h a 15h.

Jogador do Fluminense entre 1991 e 1995, e também com passagens por outros clubes como Atlético-MG, Bangu, Olaria e Americano, Ézio descobriu a doença em outubro de 2010. Mas só a tornou pública no início do último mês de setembro, quando, apesar dos diversos tratamentos, o câncer avançou e se tornou incontrolável. Na época, o atacante Fred lembrou o ídolo da torcida entrando em campo com uma camisa com o nome de Ézio às costas na partida contra o Corinthians, em 11 de setembro, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. A homenagem deu sorte, e o Tricolor venceu a partida justamente com o gol de seu atual camisa 9.

Ézio é o nono maior artilheiro da história do Flu

O presidente Peter Siemsen decretou sete dias de luto pelo falecimento do ídolo.

– Ézio é um dos maiores artilheiros da história do Fluminense. Em um momento difícil para o clube, a década de 90, ele talvez tenha sido o maior ídolo daquela geração. Estamos sentindo muito esse falecimento. A perda de um ídolo dói demais – lamentou Siemsen, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM, direto dos Estados Unidos, onde está a trabalho.

Contratado em um período de vacas magras nas Laranjeiras, o atacante logo caiu nas graças da torcida com seus gols e ganhou o apelido de Super Ézio do narrador Januário de Oliveira. Sua marca registrada eram os gols sobre o rival Flamengo. Ao todo foram 12, número que faz dele o terceiro maior artilheiro da história do clássico, atrás apenas de Zico (pelo Flamengo, com 19 gols) e Hércules (pelo Fluminense, nos anos 30, com 15 gols). Ele encerrou a carreira em 1998, após uma série de lesões.

Ézio é o segundo jogador importante da história tricolor a falecer de câncer em pouco menos de dois meses. No fim de agosto, o ex-zagueiro Pinheiro, de 79 anos, segundo jogador que mais vestiu a camisa do Fluminense, com 605 jogos entre 1949 e 1963, também foi vítima da mesma doença.

Textos e informações: www.espn.com.br e www.globoesporte.com

 


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


22 nov 2017

Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores


22 nov 2017

JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação


20 nov 2017

Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude


17 nov 2017

Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.