02 nov 2011

Vasco x Botafogo será no Engenhão. Thomás volta a ser destaque no Fla



Rio de Janeiro (RJ), 4 de novembro de 2011

A CBF acaba de confirmar a realização de Vasco x Botafogo pelo Brasileiro, no dia 13, no Engenhão.

Outras informações desta sexta-feira, 4: o jogo Avaí x Cruzeiro, válido pelo Campeonato Brasileiro da Série A, será no dia 16 de novembro, às 21h50, no Estádio da Ressacada.

A partida Paranaense x São Paulo, válida pelo Campeonato Brasileiro da Série A, será no dia 16 de novembro, às 20h30, na Arena da Baixada.

Clássico carioca

O Vasco teve seu pedido negado, e o clássico diante do Botafogo, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, será mesmo no Engenhão, às 19h de domingo, 13 de novembro. A CBF alegou dois motivos para a não transferência do jogo para São Januário. O primeiro é o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmando entre o Vasco e o Ministério Público do Rio de Janeiro, em agosto deste ano. O segundo é o esgotamento do prazo para um novo acordo entre as partes. Não é permitida a troca de locais de partidas em menos de dez dias. O Botafogo já havia se mostrado oficialmente contra a mudança. A renda será igualmente dividida.

O TAC, divulgado pelo site oficial da CBF, diz que São Januário não comporta clássicos regionais de grande apelo devido ao “difícil acesso”, o que dificulta o policiamento e o tráfego no local. Diz ainda que a “limitação da estrutura de segurança externa ou interna do estádio” expõe risco aos torcedores e que os organizadores do jogo seriam responsabilizados por qualquer dano causado aos presentes.

O termo, no entanto, ressalta que “clássicos de menor apelo” poderão ser realizados na Colina desde que sejam autorizados pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros. Há um parágrafo que diz que o clube adversário pode tentar impugnar a realização da partida em São Januário junto à CBF.

O Termo de Ajustamento assinado pelo presidente Roberto Dinamite, representando o Vasco, é válido até 31 de dezembro de 2016.

  Thomás volta a ser destaque

O juiz-forano Thomás realiza dois sonhos ao mesmo tempo: jogar no Flamengo e ainda ao lado de Ronaldinho Gaúcho. O jogador de 18 anos terá mais uma chance entre os titulares no jogo contra o Cruzeiro, domingo, no Engenhão. Diante do Grêmio, na última rodada, ele teve boa atuação e mereceu elogios de Vanderlei Luxemburgo.

– O Ronaldo é um ídolo de infância, sempre sonhei em jogar ao lado dele. É o jogador que mais me incentiva, diz para eu tentar as jogadas sem medo de errar, sempre me apoia. Os jogadores demonstram confiança em mim – afirmou Thomas.

No treino desta quinta-feira, a cada jogada certa de Thomás, Ronaldinho Gaúcho elogiava o jovem jogador.

Até o ano passado, Thomás era torcedor de arquibancada.

– Fui ao Maracanã no jogo com o Corinthians pela Libertadores no ano passado. Vivi o outro lado da arquibancada, agora estou aqui – destacou o jogador.

Thomás demonstra personalidade nos treinos e serenidade com a pressão que ronda o Flamengo.

– Nessa reta final, ter chance de jogar é muito importante. Ainda não sei se serei titular, mas o jogo contra o Cruzeiro será difícil. Estou com a cabeça tranquila, preparado – declarou.

Thomás também comentou o fato de, contra o Grêmio, ter sido substituído aos 12 minutos do segundo tempo para a entrada de Muralha. Na ocasião, Vanderlei Luxemburgo disse que o jogador estava cansado.

– Foi uma situação normal. Apesar de ter 18 anos, estava há muito tempo sem começar jogando. E na partida fiz o trabalho de correr de área à área. Estou na posição que gosto de jogar, como meia-atacante – concluiu o jogador.

  Botafogo em Juiz de Fora

O acordo entre Corinthians e América-MG para o jogo do próximo domingo fez acender uma luz em General Severiano. Como o time paulista conseguiu a transferência do jogo com o clube mineiro para o Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG), e a liberação de uma carga de ingressos maior para os seus torcedores, os dirigentes do Botafogo farão uma proposta semelhante ao Coelho. O Glorioso quer levar o jogo entra as duas equipes, válido pela 35ª rodada do Brasileirão, para Juiz de Fora (MG), onde há muitos torcedores do time carioca.

A diretoria do Botafogo já entrou em contato com a do América-MG para fazer a transferência da partida marcada para o dia 16, uma quarta-feira (a tabela original marca a partida para 20h30, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas) . Acreditam os dirigentes alvinegros que o acordo será facilitado pelo fato de o América-MG estar praticamente rebaixado e a diretoria do clube mineiro já ter aceitado a proposta do Corinthians visando o aspecto financeiro.

  Botafogo e América Mineiro enfrentaram-se em Juiz de Fora, num amistoso antes do início do Brasileirão.

Vasco perde em Lima, mas confia em nova reação

O Vasco visitou o Universitario no Peru pelas quartas de final da Copa Sul-Americana e, assim como na fase anterior, volta para o Brasil em desvantagem para o jogo em São Januário. Com um gol em cada tempo, o time carioca perdeu por 2 a 0 e agora precisa vencer por três gols para chegar à semifinal do torneio continental – o jogo de volta é na próxima quarta-feira (09/11) às 21h50.

Antes do jogo, o elenco entrou com uma faixa de apoio ao técnico Ricardo Gomes: “Força, Ricardo Gomes. Estamos com você”. Além disso, os vascaínos jogaram com uma faixa preta sobre o distintivo em homenagem ao falecimento de Pai Santana, ex-massagista do clube.

Agora, o atual campeão da Copa do Brasil soma três derrotas fora de casa na atual Sul-Americana, já que perdeu como visitante para Palmeiras e Aurora, ambos por 3 a 1. Ainda assim, as boas atuações em casa garantiram as classificações vascaínas.

No início do jogo, as melhores chances já eram dos donos da casa, que internamente vivem fase difícil, inclusive com cinco meses de salários atrasados. Depois de boa intervenção de Fernando Prass, foi a vez de Nílton salvar o primeiro gol do Universitario em cima da linha. Aos 37 minutos, depois de pênalti cometido por Diego Rosa sobre Torres, Rudíaz bateu forte, no alto, para vencer o goleiro brasileiro e abrir o placar.

No fim do primeiro tempo, ainda houve tempo para o momento mais polêmico da partida. O vascaíno Nilton reclamou de pênalti após sofrer uma solada dentro da área rival. Inconformado com o lance, Bernardo fez falta feia por trás num defensor peruano, levou o amarelo e assumiu a intenção de entrar nas pernas do jogador. “Os caras estão batendo, então dei uma chegada ali para acalmar um pouco”, falou no intervalo.

Na segunda etapa, o Vasco até que criou mais. Primeiro em falta de Bernardo, que raspou a trave, e depois com Alexsandro, que recebeu bola em profundidade e bateu na rede pelo lado de fora. Mas aos 14 minutos, Pablo Vitti lançou Fano nas costas da zaga e o peruano tocou no canto, na saída de Prass, para fazer o segundo.

 O jogo

O Universitario começou a partida no ataque, apoiado por uma torcida entusiasmada. Sempre atacando pelo lado esquerdo, o time mandante pressionava em busca do primeiro gol, enquanto o Vasco tentava impor um ritmo mais lento para tentar diminuir o entusiasmo do adversário.

Aos sete minutos, Flores recebeu nas costas da zaga vascaina e cruzou para Ruidiaz completar mas o o goleiro Fernando Prass fez boa defesa, evitando o primeiro gol da equipe da casa. A pressão continuou e aos dez minutos, Vitti recebeu na entrada da área e chutou. A bola bateu na zaga e volta para Vitti, que tentou outra vez mas a bola saiu à direita do gol defendido por Fernando Prass.

A equipe de São Januário só deu o primeiro sinal de vida aos 16 minutos. Depois de cruzamento de Julinho, a bola bateu em um jogador peruano e sobrou para Diego Souza, livre, na entrada da área, mas o meia isolou a bola. Aos 20 minutos, em rápida troca de passes, Bernardo lançou Diego Souza que tocou para Allan penetrar na área e chutar para fora.

O jogo ficou mais equilibrado e aos 21 minutos, Ruidíaz cruzou da direita e Fano, de cabeça, desviou de Fernando Prass mas Nilton salvou na linha do gol. Aos 30 minutos, o time carioca saiu jogando errado e o Universitário armou jogada perigosa que terminou com um chute de Fano bem defendida pelo goleiro vascaíno.

A equipe de São Januário encontrava dificuldades para entrar na área com a bola dominada e apelava para chutes de média distância como aconteceu aos 31 minutos em chute de Felipe Bastos que foi bem defendido pelo goleiro Llontop.

Aos 36 minutos, Torres invadiu a área pela direita e foi derrubado por Diego Rosa. O árbitro marcou pênalti provocando muitos protestos dos jogadores da equipe carioca. Ruidíaz cobrou a penalidade com um chute forte sem dar qualquer chance de defesa para Fernando Prass. A equipe peruana quase ampliou aos 43 minutos. Flores recebeu bom passe de Ruidíaz, entrou pela esquerda e tocou na saída de Fernando Prass. Nilton, novamente bem colocado, evitou o segundo gol peruano.

No final do primeiro tempo, Bernardo entrou de forma violenta em um jogador peruano, provocando confusão entre jogadores das duas equipes.

O Vasco voltou para o segundo tempo sem modificações mas o Universitario continuou mais agressivo, tentando aproveitar os espaços deixados pela defesa cruzmaltina. Aos seis minutos, Bernardo foi derrubado na entrada da área. Ele mesmo cobrou com um chute forte que levou grande perigo ao gol defendido por Llontop. O Vasco adiantou sua marcação para tentar chegar com mais facilidade à área peruana. E teve a chance de empatar com Alecsandro que recebeu bom passe de Fagner e chutou na rede pelo lado de fora.

Aos 14 minutos, Torres lançou Fano entre os zagueiros da equipe brasileira e o atacante peruano tocou com categoria no canto direito de Fernando Prass para marcar o segundo gol do Universitário.

O técnico Cristovão Borges trocou o volante Diego Rosa pelo experiente atacante Leandro para tentar a reação. O clima do jogo ficou tenso, com os dois times fazendo muitas faltas duras e dando trabalho ao árbitro.

Aos 25 minutos, após bola levantada na área, Alecsandro se enrolou com um zagueiro peruano e caiu reclamando a marcação de um pênalti, mas o árbitro considerou o lance como normal. O Universitário abandonou suas ambições ofensivas e passou a se preoupar apenas em defender a vantagem, enquanto o Vasco tentava a marcação de, pelo menos, um gol.

Aos 43 minutos, Ruidíaz fez ótima jogada individual, entrou na área e concluiu para boa defesa de Fernando Prass.

FICHA TÉCNICA

UNIVERSITARIO-PER 2 x 0 VASCO

Local: Estádio Nacional, em Lima (Peru)

Data: 2 de novembro de 2011 (Quarta-feira)

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Carlos Vera (Equador)

Assistentes: Christian Lescano (Equador) e Carlos Herrera (Equador)

Cartões amarelos: Rabanal e Vitti (Universitário); Bernardo, Leandro, Nilton e Felipe Bastos (Vasco)

GOLS:

UNIVERSITÁRIO: Ruidíaz, aos 37 minutos do primeiro tempo; e Fano, aos 14 minutos do segundo tempo.

UNIVERSITARIO: Llontop; Mendoza, Galván, Galliquio e Rabanal; Gonzales, Rainer Torres (Ampuero), Vitti (Miguel Torres) e Flores; Ruidíaz e Fano (Andy Polo)

Técnico: José Del Solar

 

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Douglas, Nilton e Julinho (Márcio Careca); Felipe Bastos, Allan, Diego Rosa (Leandro) e Bernardo; Diego Souza (Patrick) e Alecsandro.

Técnico: Cristóvão Borges

 Textos sobre local de Vasco x Botafogo e Thomás: www.globoesporte.com

Texto Vasco na Sul-Americana: www.espn.com.br

Equipe PG J V E D GP GC SG
1 CORINTHIANS  CORINTHIANS 71 38 21 8 9 53 36 17
2 VASCO/RJ  VASCO/RJ 69 38 19 12 7 57 40 17
3 FLUMINENSE/RJ  FLUMINENSE/RJ 63 38 20 3 15 60 51 9
4 FLAMENGO/RJ  FLAMENGO/RJ 61 38 15 16 7 59 47 12
5 INTERNACIONAL  INTERNACIONAL 60 38 16 12 10 57 43 14
6 SÃO PAULO/SP  SÃO PAULO/SP 59 38 16 11 11 57 46 11
7 FIGUEIRENSE/SC  FIGUEIRENSE/SC 58 38 15 13 10 46 45 1
8 CORITIBA/PR  CORITIBA/PR 57 38 16 9 13 57 41 16
9 BOTAFOGO/RJ  BOTAFOGO/RJ 56 38 16 8 14 52 49 3
10 SANTOS/SP  SANTOS/SP 53 38 15 8 15 55 55 0
11 PALMEIRAS/SP  PALMEIRAS/SP 50 38 11 17 10 43 39 4
12 GRÊMIO/RS  GRÊMIO/RS 48 38 13 9 16 49 57 -8
13 ATLÉTICO/GO  ATLÉTICO/GO 48 38 12 12 14 50 45 5
14 BAHIA/BA  BAHIA/BA 46 38 11 13 14 43 49 -6
15 ATLÉTICO/MG  ATLÉTICO/MG 45 38 13 6 19 50 60 -10
16 CRUZEIRO/MG  CRUZEIRO/MG 43 38 11 10 17 48 51 -3
17 ATLÉTICO/PR  ATLÉTICO/PR 41 38 10 11 17 38 55 -17
18 CEARÁ/CE  CEARÁ/CE 39 38 10 9 19 47 64 -17
19 AMÉRICA/MG  AMÉRICA/MG 37 38 8 13 17 51 69 -18
20 AVAÍ/SC  AVAÍ/SC 31 38 7 10 21 45 75 -30

Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


17 nov 2017

Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária


16 nov 2017

Tupi confirma volta de Sidimar e anuncia que tem 22 jogadores contratados


16 nov 2017

JF Vôlei faz promoção de ingressos para domingo. Furtado espera crescimento do setor ofensivo


16 nov 2017

Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.