05 nov 2011

Atlético-MG e Bahia se distanciam da Zona de Rebaixamento. Botafogo perde a chance de encostar nos líderes



Três partidas movimentaram o Campeonato Brasileiro neste sábado, 5. Jogos que deixaram Atlético-MG e Bahia mais distantes da Zona de Rebaixamento. O Galo derrotou o Grêmio na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, por 2 a 0, enquanto que o Bahia aplicou uma virada histórica para cima do São Paulo: 4 a 3 no Pituaçu. Na outra ponta da tabela, o Botafogo perdeu em casa por 1 a 0 para o Figueirense e perdeu nova chance de encostar no Vasco e Corinthians.

São Paulo leva virada no Pituaçu

Tinha tudo para ser um grande dia para o São Paulo. Um bom futebol, em boa parte do jogo. Golaços de Lucas e Wellington. Vantagem de 3 a 1 aos 15 minutos do segundo tempo. Mas nada disso foi suficiente. O Bahia reagiu no Pituaçu e venceu por 4 a 3, na noite deste sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

Com o revés, o Tricolor segue sem vencer na competição nacional – já são nove rodadas. Com 50 pontos, a equipe fica distante da liderança, mas ainda próxima da zona de classificação para a Libertadores. Diante do Bahia, Lucas, Wellington e Cícero fizeram os gols da equipe.

O técnico Emerson Leão começou o jogo contra o Bahia com a mesma escalação do coletivo da última sexta-feira, no CT da Barra Funda. O camisa 16 Cícero foi deslocado para atuar na ala esquerda no lugar do lateral-esquerdo Juan, que não foi relacionado para a partida deste sábado.

Durante toda a primeira etapa, o goleiro Denis foi pouco exigido pelo ataque baiano. Em contrapartida, Marcelo Lomba teve trabalho. Aos 21 minutos, nem mesmo o goleiro foi capaz de evitar o golaço de Wellington, que deu um chapéu no zagueiro adversário e acertou um lindo chute para marcar seu primeiro gol pelo Tricolor.

A equipe paulista poderia ter ampliado ainda na primeira etapa. Primeiro com Luis Fabiano, que aproveitou linda jogada de Lucas pela esquerda. Depois com Dagoberto, um chute de fora da área. Em ambos os lances, o goleiro do Bahia evitou o pior para os anfitriões.

O Bahia voltou com tudo para o segundo tempo. Antes do primeiro minuto, Souza driblou João Filipe e chutou forte cruzado para empatar o jogo. O São Paulo respondeu na mesma moeda. Aos três minutos, Lucas soltou um petardo de fora da área e recolocou o Tricolor em vantagem.

Melhor em campo, o São Paulo chegou ao terceiro gol com Cícero. Aos 15, o camisa 16 aproveitou escanteio da direita do ataque tricolor, chutou de direita e venceu Marcelo Lomba. Foi o quinto gol do são-paulino neste Campeonato Brasileiro. Aos 24 minutos, Lulinha marcou e deixou o jogo tenso mais uma vez. Após o gol, Emerson Leão fez a primeira
alteração. Colocou Rodrigo Caio na vaga de João Filipe. Minutos depois, Luis Fabiano bateu uma falta com muito perigo e assustou o Bahia.

No entanto, quem chegou mais uma vez ao gol foi o time baiano. Aos 28, Fahel subiu mais que a zaga e empatou o jogo. Em um lance de azar, aos 37, o zagueiro Luiz Eduardo desviou cruzamento da esquerda e fez gol contra. Vitória heroica do Bahia diante de sua torcida.

O elenco são-paulino terá mais uma semana livre para treinar. O Tricolor só voltará a campo no próximo sábado diante do Avaí, no Morumbi. Para esta partida, Emerson Leão poderá contar com o retorno de Xandão, que cumpriu suspensão automática diante do Bahia.

Texto: site oficial do São Paulo

Galo vence Grêmio na raça: 2 a 0

A raça atleticana falou mais alto na noite deste sábado, em Sete Lagoas. Empurrado pelos mais de 17 mil pagantes que compareceram à Arena do Jacaré, o Atlético derrotou o Grêmio por 2 a 0, conquistando a terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por André e Marquinhos. Na próxima rodada, o adversário será o
Figueirense, em Florianópolis.

O jogo – A primeira boa chance alvinegra foi na finalização de Daniel Carvalho, defendida pelo goleiro Victor. Em seguida, o Atlético levou perigo em cruzamentos de Triguinho e Bernard pela esquerda, cortados pela defesa gaúcha.

Aos 26 minutos, Neto Berola recebeu ótimo passe de Daniel Carvalho, driblou seu marcador e concluiu para fora. Em nova oportunidade alvinegra, Daniel Carvalho cobrou escanteio pela esquerda e Réver cabeceou por cima do gol.

O Galo pressionava e quase marcou no cruzamento de Daniel Carvalho pela esquerda, mas a defesa do Grêmio conseguiu afastar o perigo. No minuto seguinte, Neto Berola exigiu grande defesa de Victor.

O grito de gol da Massa Atleticana chegou aos 41 minutos, quando Fillipe Soutto acertou um belo chute de fora da área e André aproveitou o rebote do goleiro Victor para abrir o
placar: Galo 1 x 0.

Segundo tempo – O Atlético retornou do intervalo sem alterações e teve Neto Berola expulso aos oito minutos, após receber o segundo cartão amarelo. Três minutos depois, Carlos
César foi substituído por Serginho. O Galo quase ampliou aos 15 minutos, quando Daniel Carvalho sofreu falta perto da grande área e ele mesmo cobrou no travessão. Aos 19 e 28 minutos, o técnico Cuca promoveu duas alterações na equipe, substituindo André por Richarlyson e Daniel Carvalho por Marquinhos, respectivamente.

Aos 30 minutos, a garra do Atlético foi premiada com o gol de Marquinhos. No lance, Renan Ribeiro fez a reposição de bola, Richarlyson desviou de cabeça e o atacante acertou um belo chute de fora da área: Galo 2 x 0.

Com a grande defesa de Renan Ribeiro aos 36 minutos, o Galo selou mais uma grande vitória, a terceira seguida no Brasileirão. Nos minutos finais da partida, a torcida mostrou
reconhecimento ao trabalho do técnico Cuca, cantando o nome do treinador.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 2 x 0 GRÊMIO

Motivo: 33ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 05/11/2011

Estádio: Arena do Jacaré

Cidade: Sete Lagoas (MG)

Gols: André (41’), Marquinhos (75’)

Público pagante: 17.387

Renda: R$ 108.285,00

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP)

Auxiliares: Herman Brumel Vani (SP) e Danilo
Ricardo Manis (SP)

Cartões amarelos: Leonardo Silva (Atlético);
Gilberto Silva, Marquinhos(Grêmio)

Cartão vermelho: Neto Berola (Atlético)

Atlético

Renan Ribeiro; Carlos Cesar (Serginho),
Leonardo Silva, Réver e Triguinho; Pierre, Fillipe Soutto, Bernard e Daniel
Carvalho (Marquinhos); Neto Berola e André (Richarlyson). Técnico: Cuca.

Grêmio

Victor; Mário Fernandes, Gilberto Silva,
Rafael Marques e Júlio César; Adilson, Fábio Rochemback (Leandro), Douglas e
Marquinhos (Gabriel); Escudero e André Lima. Técnico: Celso Roth.

Fogão perde em casa para o Figueirense: 1 a 0

Um gol no início do jogo foi determinante para o Botafogo ser derrotado pelo Figueirense, por 1 a 0, neste sábado, no Stadium Rio. O Glorioso passou o restante da partida buscando a reação e criando chances, mas não conseguiu ter êxito. Com 55 pontos, o time segue vivo na briga pelo título brasileiro e tem como próximo adversário o Vasco, no próximo domingo, também no Stadium Rio.

O jogo, que já se anunciava difícil, ficou mais complicado porque logo no início, aos 5 minutos, Júlio César acertou um forte chute de fora da área e venceu Jefferson, deixando o
Figueirense em vantagem. Pouco depois, o atacante teve outra chance e o goleiro alvinegro fez grande defesa.

O Botafogo havia começado bem a partida, mas o gol sofrido representou um baque, até mesmo na torcida. Não havia tempo para desânimo ou lamentações, restava partir para cima em busca do empate. Foi a tônica do restante do primeiro tempo.

Aos 8, Loco Abreu pegou sobra na área e bateu duas vezes, parando em Wilson. Nas cobranças de falta, Elkeson teve o gol tirado pela zaga quase sobre a linha e Maicosuel mandou por cima.

A pressão tinha todo tipo de jogada. Eram dribles, infiltrações, cruzamentos, troca de passes e finalizações, porém o Figueirense conseguia se livrar. Aos 19, Antônio Carlos
subiu mais do que todo mundo e cabeceou rente à trave.

Com seu estilo defensivo, de muita marcação, faltas e contra-ataques, buscando Wellington Nem e, principalmente, Júlio César. Este último teve grande chance aos 25, driblou
Jefferson e, atrapalhado pela zaga, bateu para fora, para sorte do Botafogo.

Com o meio congestionado, o Glorioso tinha muitos cruzamentos e faltas laterais. E tome bola na área. Em boa chance, aos 35, Renato cruzou e Fábio Ferreira finalizou por cima.

Já com Herrera no lugar de Léo, o Botafogo começou a etapa final pressionando. Antônio Carlos bateu de virada e Wilson pegou, no meio do gol. Nas faltas, Elkeson mandou por cima duas vezes. Por baixo, o meia arrancou até a área e foi travado, batendo para fora, e finalizou colocado em outro lance, aos 11, com perigo.

O Figueirense marcava bem as principais armas do Botafogo e ainda saía para o contra-ataque. Aos 18, Wellingon Nem chegou livre na área e Jefferson salvou com os pés.

À base do coração e da vontade, o Botafogo seguiu tentando pressionar até o fim. Aos 34, Lucas cruzou rasteiro e Renato desviou rente à trave. Aos 36, Loco Abreu ajeitou para Maicosuel bater por cima. Já aos 45, Renato cruzou e Loco Abreu cabeceou no travessão. Não era mesmo dia do Botafogo. A briga pelo título brasileiro continua nas últimas
cinco rodadas.

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Léo (Herrera), Maicosuel, Renato e Elkeson (Everton); Loco Abreu. Técnico: Caio Júnior.

Texto: site oficial do Botafogo.

Equipe PG J V E D GP GC SG
1 CORINTHIANS  CORINTHIANS 71 38 21 8 9 53 36 17
2 VASCO/RJ  VASCO/RJ 69 38 19 12 7 57 40 17
3 FLUMINENSE/RJ  FLUMINENSE/RJ 63 38 20 3 15 60 51 9
4 FLAMENGO/RJ  FLAMENGO/RJ 61 38 15 16 7 59 47 12
5 INTERNACIONAL  INTERNACIONAL 60 38 16 12 10 57 43 14
6 SÃO PAULO/SP  SÃO PAULO/SP 59 38 16 11 11 57 46 11
7 FIGUEIRENSE/SC  FIGUEIRENSE/SC 58 38 15 13 10 46 45 1
8 CORITIBA/PR  CORITIBA/PR 57 38 16 9 13 57 41 16
9 BOTAFOGO/RJ  BOTAFOGO/RJ 56 38 16 8 14 52 49 3
10 SANTOS/SP  SANTOS/SP 53 38 15 8 15 55 55 0
11 PALMEIRAS/SP  PALMEIRAS/SP 50 38 11 17 10 43 39 4
12 GRÊMIO/RS  GRÊMIO/RS 48 38 13 9 16 49 57 -8
13 ATLÉTICO/GO  ATLÉTICO/GO 48 38 12 12 14 50 45 5
14 BAHIA/BA  BAHIA/BA 46 38 11 13 14 43 49 -6
15 ATLÉTICO/MG  ATLÉTICO/MG 45 38 13 6 19 50 60 -10
16 CRUZEIRO/MG  CRUZEIRO/MG 43 38 11 10 17 48 51 -3
17 ATLÉTICO/PR  ATLÉTICO/PR 41 38 10 11 17 38 55 -17
18 CEARÁ/CE  CEARÁ/CE 39 38 10 9 19 47 64 -17
19 AMÉRICA/MG  AMÉRICA/MG 37 38 8 13 17 51 69 -18
20 AVAÍ/SC  AVAÍ/SC 31 38 7 10 21 45 75 -30

Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


22 nov 2017

Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores


22 nov 2017

JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação


20 nov 2017

Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude


17 nov 2017

Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.