26 out 2011

Morre Luiz Mendes, ´o comentarista da palavra fácil´. Vasco goleia com placar de futsal e agora é o único brasileiro na Copa Sul-Americana



Juiz de Fora (MG), 27 de outubro de 2011

Por mais de 60 anos, Luiz Mendes iniciava suas transmissões, seja como locutor ou comentarista esportivo, com o conhecido bordão “Minha gente…” Era a forma que encontrava para invadir com simplicidade e gentileza a intimidade dos ouvintes e também telespectadores. Não à toa, ganhou logo o título de “comentarista da palavra fácil”. A fala mansa, direta, simples e segura caiu no gosto popular. E nesta quinta-feira, esse público que tanto aguardava suas opiniões perdeu uma das mais admiradas e poderosas vozes do rádio brasileiro. O gaúcho de Palmeiras das Missões morreu no Rio de Janeiro aos 87 anos, deixando viúva a atriz e radialista Daisy Lucidi, com quem viveu por mais de 50 anos e teve um filho, que lhe deu netos e uma bisneta.

Luiz Mendes sofria há muitos anos com o diabetes. Ele estava internado no CTI do Hospital São Lucas, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, desde o dia 17 de outubro. A assessoria do hospital ainda não informou a causa da morte. Antes de o estado se agravar, Mendes já não saía mais de casa. Mas participava do “Enquanto a bola não rola”, mesa-redonda da Rádio Globo aos domingos, e tinha um quadro chamado “Da pelada ao Pelé” no “Globo Esportivo”, programa apresentado por José Carlos Araújo no fim de tarde, de segunda a sexta. Em “Da pelada ao Pelé”, Mendes contava suas principais lembranças do mundo do futebol.

Torcedor do Grêmio e do Botafogo – o clube alvinegro já decretou luto oficial de três dias -, Luiz Mendes teve uma trajetória intimamente ligada à história do rádio e da TV. Afinal, das 19 Copas do Mundo, participou simplesmente de 16. Ficou fora apenas das de 1930, 1934 e 1938 por ainda ser garoto. Mas em 1950 já era o locutor que narrou com a voz embargada o gol de Gigghia no Maracanazo da Copa de 1950, quando o Uruguai bateu o Brasil por 2 a 1 na final e deixou o país em profunda tristeza.

Se no rádio Luiz Mendes teve sua marca registrada, na TV sua passagem também foi marcante. Ele participou da primeira transmissão de TV colorida no Brasil, em 1972. Ainda na telinha, pela TV Rio, apresentou programas como TV-Rinque e a Grande Revista Esportiva Facit. Depois, participou por muito tempo da mesa-redonda da TV Educativa, no Rio

  Vasco acaba com Aurora

O Vasco goleou o Aurora, da Bolívia, por 8 a 3, em São Januário, e se classificou para as quartas-de-final da Copa Sul-Americana sendo, aliás, o único representante nacional. Também nesta quarta, o Universidad do Chile bateu o Flamengo por 1 a 0 em Santiago – havia goleado no jogo de ida no Engenhão, 4 a 0, e o Libertad, do Paraguai, eliminou com o placar de 2  a 0 o São Paulo, que vencera em casa por 1 a 0 e estreava o técnico Emerson Leão.

Outro vexame

Quase uma semana depois da derrota de goleada do Flamengo para o Universidad do Chile por 4 a 0, no Engenhão, desta vez foi o Botafogo quem deu vexame na Copa Sul-Americana, competição que leva o campeão à próxima Taça Libertadores. Nesta terça-feira, 25, com uma equipe mista, o Botafogo perdeu por 4 a 1 para o Santa Fé, em Bogotá, na Colômbia.

O primeiro tempo terminou 2 a 0, mas o time carioca criou boas oportunidades, principalmente em jogadas de Elkeson que não foram aproveitadas pelo atacante Caio. Na etapa final, é que o desastre foi completo. Um gol contra de Leo foi o terceiro dos colombianos.

Quando o placar apontava 4 a 0, uma cena surreal: um pequeno e esperto cachorro entrou no campo de jogo e lá ficou, “desfilando” por mais de cinco minutos. A torcida gritava “olé” quando ele escapava dos “marcadores”. Quando o cãozinho entrou, não houve tanto interesse dos anfitriões em retirá-lo. Para completar o inusitado da situação, um funcionário conseguiu despistar o cãozinho até a linha de fundo em determinado momento, mas ele não se deu por satisfeito e voltou ao palco. Só instantes depois, voltou para as cadeiras próximas a lateral do campo.

No final, já aos 41, o Bota descontou com Alexandre Oliveira.

Nesta quarta, o Vasco, também com um misto, precisa de uma vitória com três gols de diferença às 19h10, em São Januário, diante do Aurora, da Boolívia – no jogo de ida, os bolivianos venceram por 3 a 1. O zagueiro Renato Silva, em entrevista, admitiu que ele não consegue simplesmente desligar o botão do Brasileiro e ligar o da Sul-Americana.”Estamos na liderança do Brasileiro, não consigo simplesmente desligar e ligar assim”.

O Flamengo leva um “misto frio” ao Chile para o jogo de volta diante do LaU, 21h50 (de Brasília), do Chile. A goleada de 4 a 0 sofrida há uma semana, no Engenhão, deixou a vaga bem encaminhada aos chilenos. O clube carioca relacionou apenas 15 jogadores para a partida em Santiago, priorizando o Campeonato Brasileiro – no domingo, joga contra o Grêmio em Porto Alegre, no reencontro de Ronaldinho Gaúcho com o clube que o revelou – depois houve uma transferência que ainda hoje provoca polêmica no Sul do País.

Texto com informações de SporTV, globoesporte.com e agências


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


20 nov 2017

Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude


17 nov 2017

Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária


16 nov 2017

Tupi confirma volta de Sidimar e anuncia que tem 22 jogadores contratados


16 nov 2017

JF Vôlei faz promoção de ingressos para domingo. Furtado espera crescimento do setor ofensivo


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.