15 set 2011

Brasil e Argentina “caseiros” ficam no zero



Córdoba, Argentina, 15 de setembro de 2011

Argentina e Brasil fizeram um superclássico que teve super apenas no nome. Com seleções caseiras e pouco enotrosadas, as duas equipes não passaram de um 0 a 0 no estádio Mario Kempes, em Córdoba. O duelo foi válido pela Copa Roca, e o jogo de volta será no dia 28, em Belém. Um novo empate resultaria em pênaltis.

Com equipes formadas apenas por jogadores que atuam nos países, as seleções mostraram-se pouco inspiradas. Apenas Leandro Damião quebrou a monotonia com duas bolas na trave. Mas, se as duas seleções entraram em campo muito questionadas, o jogo mostrou poucas respostas.

Aos 12 minutos, a seleção brasileira criou a primeira grande chance de gol. Depois de lançamento de Réver, Neymar livrou-se de dois defensores e cruzou para a pequena área. Leandro Damião, sozinho, chutou na trave.

A Argentina respondeu dois minutos depois. Fernandez cruzou pela direita e Bosseli chutou para fora. Depois da boa oportunidade, os argentinos voltaram a levar perigo aos 33 minutos, quando Martínez chutou de longe – a bola passou perto do gol defendido por Jefferson.

No intervalo, Neymar disse que faltou velocidade à equipe no setor ofensivo. “Nosso time tem que ser um pouquinho mais rápido no passe para fazer o gol”, afirmou o atacante.

A segunda etapa começou com a seleção brasileira ainda errando muito, mostrando a falta de entrosamento. A Argentina, mesmo com seis jogadores titulares atuando na mesma equipe – o Vélez Sarsfield – também não se mostrava muito melhor.

A monotonia só foi quebrada aos 31 minutos, com uma jogada fantástica de Leandro Damião. O atacante recebeu pela direita, deu uma “carretilha” em um adversário e chutou por cobertura. A bola bateu caprichosamente na trave.

A jogada acordou a seleção brasileira. Aos 33 minutos, Neymar fez fila na defesa e cruzou para a área, mas os argentinos afastaram. Dois minutos depois, Ronaldinho levou perigo em cobrança de falta, mas o goleiro Orión defendeu.

FICHA TÉCNICA:

ARGENTINA 0x0 BRASIL

Local: Estádio Mario Kempes, em Córdoba (Argentina)

Data: 14 de setembro de 2011, quarta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Enrique Osses (Chile)

Assistentes: Patricio Basualto e Carlos Astraza

Cartões amarelos: Zapata (Argentina)

ARGENTINA: Orión; Cellay, Sebá Domínguez e Desábato; Pillud, Fernández (Chávez), Canteros, Zapata e Papa; Martínez (Mouche) e Boselli (Gigliotti). Técnico: Alejandro Sabella.

BRASIL: Jefferson, Danilo, Dedé, Réver e Kleber; Ralf, Paulinho (Casemiro) e Renato Abreu (Oscar); Neymar, Leandro Damião e Ronaldinho Gaúcho. Técnico: Mano Menezes.

Texto: www.espn.com.br


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



07 fev 2018

Comissão Técnica da seleção divulga escala de jogos e treinos no Brasil e na Europa


05 fev 2018

Com grama artificial e mando “vendido”, mas sem árbitro de vídeo, Série A tem tabela divulgada


02 fev 2018

Árbitro francês que chutou zagueiro brasileiro pega “geladeira”

Notícias


17 fev 2018

Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa


16 fev 2018

Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT


16 fev 2018

JF Vôlei encara “parceiro-pedreira” Sada Cruzeiro na abertura da rodada


13 fev 2018

Brilho de Léo Santana na seleção emociona JF. Veja depoimentos exclusivos


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse