30 ago 2011

Inter: Fabiana Murer conquista o primeiro ouro do Brasil em Mundiais. Nacional: médicos descartam nova cirurgia em Ricardo Gomes



Daegu, Coreia do Sul, 30 de agosto de 2011

Fabiana Murer fez história nesta terça-feira, 30, em Daegu, na Coreia do Sul. A brasileira não só venceu a disputa do salto com vara como tornou-se a primeira atleta do país a conquistar a medalha de ouro em um Mundial de Atletismo e, de quebra, ainda unificou os títulos de pista descoberta e indoor, já que também foi a melhor no Mundial deste estilo em Doha, no Catar, em 2010.

É também a primeira vez que uma atleta brasileira mulher fica com uma medalha na história dos Mundiais de Atletismo. Junto com os outros homens que já alcançaram o feito – sempre com prata ou bronze -, Murer passa a ser o 12º medalhista do país.

  Keila

A brasileira Keila Costa fez 14m15 metros e vai à final do salto triplo no Mundial. Keila Costa chegou a cogitar não competir no salto triplo no Mundial de Atletismo por conta de dores na perna. A brasileira passou a sentir o incômodo após a disputa das eliminatórias do salto em distância, na qual não avançou para a final. Mas ela decidiu competir após conversas com o médico Cristiano Laurino e com a treinadora Tânia Moura.

Nesta terça-feira, Keila Costa saltou 13,50 metros e 14,02 metros na primeira e segunda tentativa, respectivamente, nas eliminatórias. Assim, a brasileira só conseguiu a vaga na final no último salto, em que atingiu 14,15 metros. Com este resultado ela ficou em sexto lugar no seu grupo eliminatório e na 12ª posição na classificação geral.

A cubana Yargeris Savigne avançou em primeiro lugar nas eliminatórias do salto triplo ao alcançar 14,62 metros. Mabel Gay, sua compatriota, garantiu a segunda posição, com 14,53 metros. Já a colombiana Caterine Ibargüen atingiu 14,52 metros na sua única tentativa. A final feminina do salto triplo será disputada na quinta-feira, a partir das 7h20 (de Brasília).

  Murer histórica 

Murer superou a atual bicampeã olímpica Ielena Isinbayeva e a alemã Martina Strutz no salto com vara ao vencer a marca de 4m85, recorde sul-americano. Já com o ouro garantido após as falhas de Strutz nas tentativas de 4m85 e 4m90, a brasileira ainda tentou superar as marcas de 4m90 e 4m92, mas acabou não conseguindo completá-los.

O número quebrado de 4m92 explica-se: o objetivo era cravar a melhor marca do ano na modalidade. Strutz, com 4m80, ficou com a prata, enquanto a russa Svetlana Feofanova saltou 4m75 e garantiu o bronze.

“Realmente, é uma conquista muito grande mesmo juntar esses dois títulos. A Fabiana é uma campeã realmente, se esforçou, realmentre, esteve sempre tranquila, sem muita firula foi lá e acabou ganhando e fazendo o trabalho dela”, comemorou o técnico de Murer, Elson Miranda, em entrevista ao canal “SporTV”.

A bicampeã olímpica e musa Ielena Isinbayeva não conseguiu um bom rendimento, só passou nos 4m65 e acabou ficando sem medalha. A russa, que voltou a competir este ano após uma pausa para reavaliar a carreira, não quis tentar os 4m70 após falhar na primeira tentativa e foi direto para os 4m80, mas também não obteve sucesso.

 Veja a lista de medalhistas brasileiros na história dos Mundiais de Atletismo:

Helsinque – 1983 – Joaquim Cruz, bronze nos 800m

Roma – 1987 – Zequinha Barbosa, bronze nos 800m

Tóquio – 1991 – Zequinha Barbosa, prata nos 800m

Gotemburgo – 1995 – Luiz Antonio dos Santos, bronze na maratona

Atenas – 1997 – Claudinei Quirino, bronze nos 200m

Sevilha – 1999 – Claudinei Quirino, prata nos 200m; Sanderlei Parrela, prata nos 400m; e Raphael de Oliveira, Claudinei Quirino, Édson Luciano e André Domingos, bronze nos revezamento 4x100m

Saint-Denis – 2003 – Vicente Lenilson, Édson Luciano, André Domingos e Cláudio Roberto Souza, prata no revezamento 4x100m

Osaka – 2007 – Jadel Gregório, prata no salto triplo

 

Ricardo Gomes ainda corre risco

Médicos que acompanham Ricardo Gomes no Hospital Pasteur, na Zona Norte do Rio de Janeiro, Fábio Miranda e José Antônio Guasti concederam entrevista coletiva, na manhã desta terça-feira, para explicar o quadro do técnico do Vasco. Os dois descartaram a chance de o treinador passar por uma nova cirurgia e ter uma doença mais grave como aneurisma cerebral ou má formação. No entanto, ele ainda corre o risco de morte.

– A angiotomografia cerebral, exame moderno que mostra circulação cerebral, afastou a possibilidade de má formação que possa ter contribuído para a hemorragia. Isso é bom para a recuperação, afastando nova cirurgia – disse José Antônio Guasti, que operou o comandante vascaíno, na noite de domingo.

Segundo o clínico responsável pelo acompanhamento diário do treinador, Fábio Miranda, a evolução é satisfatória, embora o estado de Gomes ainda seja grave.

– Foi operado há 48h, e a evolução é satisfatória. Não há nenhum tipo de alteração. A monitorização feita no CTI, assim como tomografia, não mostram nada. Sinais de boa evolução clínica. O estado ainda é grave, mas hoje foi um dia muito bom – explicou.

Ricardo Gomes passou a madrugada desta terça-feira sem sofrer qualquer tipo de variação. O técnico permanece em coma induzido e respira com o auxílio de aparelhos desde que terminou a cirurgia emergencial realizada para diminuir o hematoma no cérebro e reestabelecer a circulação sanguínea.

Texto Fabiana: www.espn.com.br;

Texto Ricardo Gomes: www.globoesporte.com;

 


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



18 set 2017

Efeito mão-de-Jô: CBF anuncia que vai utilizar Árbitro de Vídeo “o quanto antes”


18 set 2017

Conselho Deliberativo do Atlético aprova projeto de construção de estádio próprio


18 set 2017

Vôlei masculino do Brasil comemora título da Copa dos Campeões

Notícias


21 set 2017

Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”


21 set 2017

Tupi busca placar inédito em 2017. Opa! Mas teve um 2 a 0 no Mineiro…


20 set 2017

Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão


20 set 2017

Bem “família” e em alto astral. Veja, com dezenas de fotos, como começou a 5ª Copa Toque de Bola de Futsal


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.