31 mar 2011

Adriano veste camisa do Corinthians e diz que está curado



São Paulo (SP), 31 de março de 2011

Adriano garante: chega para jogar no Corinthians curado. Foi exatamente esse o termo usado pelo atacante em sua apresentação ao novo clube. O atacante admitiu que teve problemas no passado, mas garantiu que desde sua chegada ao Flamengo, em 2009, eles não existem mais.

A má passagem pela Roma, diz o Imperador, se deve ao excesso de lesões sofridas nos oito meses em que esteve na Itália. E a volta ao Brasil se justifica pela única doença que ele ainda admite ter, que é estar longe da sua família.

“Não fiz como fiz na Inter, que achava que não era correto continuar. Eu fui e resolvi a situação. Acho que isso – as lesões – era um sinal para eu voltar ao futebol brasileiro. Tenho a doença da minha família. Sou muito apegado à minha família.”

“O resto nunca me atrapalhou dentro de campo por nada. O problema que tive sempre falei abertamente. Meu pai tinha falecido. Esse era meu grande medo. Hoje não tem mais esse medo. Estou conformado. Tenho que tentar trazer o máximo possível minha familia para cá”, disse o atacante, negando que precise de ajuda psicológica, como disse seu ex-empresário, Gilmar Rinaldi.

“Na minha vida realmente precisava desse acompanhamento quando saí da Inter. Voltei para o Rio e disse que precisava de um tempo. Graças a Deus estou curado. Aquilo que o Gilmar disse foi porque estava um pouco triste e porque não estou mais com ele.”

Chegando no ‘olho do furacão’, em uma semana com a rivalidade entre Corinthians e Sâo Paulo no seu ápice, Adriano foi sincero e afirmou que não vai comemor um gol contra o rival em respeito ao clube no qual já atuou.

“Respeito, porque o São Paulo hoje também faz parte da minha vida. Vim para o São Paulo para me recuperar e devo isso a eles. Mas deixar de fazer gol não posso deixar. A minha vontade não vai mudar porque tenho respeito.”

Adriano confirmou que seu contrato com o novo clube, que vai até o meio de 2012, tem cláusulas que garantem punição em caso indisciplina – “é uma tranquilidade para o clube e uma responsabilidade a mais para mim” – e garantiu que o Flamengo já faz parte do passado.

“Tenho que agradecer o carinho que os torcedores do Flamengo tiveram comigo. Mas hoje sou corintiano e tenho que defender essa camisa com o maior orgulho. O que aconteceu no Flamengo ja esqueci. Estou muito feliz com essa nova camisa e o Fla agora fica em um cantinho.”

O Imperador afirma que dessa vez as coisas vão ser diferentes e sonha em voltar à seleção brasileira. “Tenho que ter forca de vontade para seguir na minha vida. Errei muito na minha vida e sofro até hoje. Tudo o que eu faço parece que o mundo vai acabar. Mas tenho culpa nisso também. Agora depende só de mim para eu estabilizar minha vida. Dentro de campo posso fazer tudo”, encerrou.

Texto: Lucas Borges – www.espn.comn.br;

Foto: www.espn.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.