05 set 2017

Copa dos Campeões: meninas do Brasil estreiam com vitória sobre a Rússia



De Tóquio, no Japão, Vicente Condorelli 

Brasil celebra vitória sobre a Rússia

A seleção brasileira feminina de vôlei começou com vitória a campanha pelo tricampeonato da Copa dos Campeões. Na madrugada desta terça-feira (05.09), o Brasil levou a melhor sobre a Rússia por 3 sets a 1 (25/17, 23/25, 25/23 e 25/12), em 1h43 de jogo, no Tokyo Metropolitan Gymnasium, em Tóquio, no Japão. O time do treinador conseguiu uma grande virada no terceiro set quando perdia por 23/19 para assegurar o resultado positivo na parcial por 25/23.

O Brasil voltará à quadra às 0h40 (horário de Brasília) da madrugada desta quarta-feira (06.09) contra a China. O YouTube da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) transmitirá ao vivo.

A oposta Tandara teve atuação destacada e terminou a partida como a maior pontuadora, com 28 pontos (20 de ataque, quatro de bloqueio e quatro de saque). A ponteira Gabi e a central Bia, com 14 cada, também pontuaram bem para o time verde e amarelo. O bloqueio e o saque das brasileiras foram eficientes na partida contra a Rússia, com 18 e 11 pontos de cada fundamento, respectivamente, contra oito e três das europeias.  

Tandara (ataque) foi a maior pontuadora da partida

A campeã olímpica Tandara fez uma análise da partida e parabenizou o grupo pelo resultado.

“Essa vitória contra a Rússia foi muito importante para o nosso time para começarmos bem a competição. Tivemos um pouco de dificuldade no terceiro set, mas quando sacamos como o Zé Roberto estava pedindo conseguimos a virada. O grupo está de parabéns pelo resultado e agora vamos pensar no duelo contra a China”, disse Tandara.

A ponteira Gabi, que disputa sua primeira competição oficial com camisa da seleção brasileira desde os Jogos Olímpicos do Rio, destacou o bom desempenho do saque brasileiro no duelo contra a Rússia.  

“Fiquei feliz de voltar à seleção em uma competição oficial com essa vitória sobre a Rússia. Elas têm uma equipe forte com duas atacantes de muita qualidade que são a Kosheleva e a Goncharova. Nosso time se comportou bem apesar de ainda cometermos alguns erros. Conseguimos uma boa recuperação no terceiro set e o nosso saque foi fundamental para essa virada”, explicou Gabi, que ainda comentou sobre o próximo adversário das brasileiras na competição.

“A China tem um jogo completamente diferente da Rússia. É uma equipe que erra muito pouco. Nos vamos precisar jogar bem taticamente e sacar com eficiência. Também será fundamental errarmos pouco”, explicou Gabi.

O treinador José Roberto Guimarães chamou a atenção para o momento determinante da partida, a virada no terceiro set.

“A chave do jogo foi o terceiro set quando saímos de uma grande dificuldade quando perdíamos por 23/19 e conseguimos a virada. A Rússia tem um time novo, com duas excepcionais atacantes que são com a Kosheleva e a Goncharova e ainda vai evoluir nesse ciclo olímpico. Nós também temos uma equipe nova e precisamos de jogos como esse para melhorarmos como time. Estar participando da Copa dos Campeões é importante para o nosso grupo”, afirmou José Roberto Guimarães.

Nesta temporada, a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu as três competições que disputou, o Montreux Volley Masters, o Grand Prix e o Sul-Americano, que garantiu o Brasil no Mundial de 2018, no Japão.  

Gabi marcou 14 pontos para o Brasil

O JOGO

Bem no saque, Brasil começou melhor e fez 8/3. A Rússia cresceu de produção e vantagem no marcador caiu dois pontos (12/10). Com Tandara bem no ataque, o Brasil manteve a vantagem no placar (13/11). O Brasil foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/14. O volume de jogo do time verde e amarelo voltou a funcionar e a diferença no placar subiu para cinco pontos (19/14). Quando o time verde e amarelo abriu seis pontos (21/15), o treinador da Rússia pediu tempo. Mesmo com a paralisação, as brasileiras seguiram melhores e venceram o primeiro set por 25/17.

Com Gabi bem no ataque, o time verde e amarelo fez 4/1 no início do segundo set. A central Bia conseguiu um ace e a vantagem no placar subiu para quatro pontos (7/3). A central Bia se destacava no ataque e as brasileiras mantiveram a vantagem no placar (12/8). Se aproveitando dos erros do time verde e amarelo, a Rússia empatou (15/15). O set ficou disputado ponto a ponto. Bem no bloqueio, as russas abriram três pontos (20/17). O volume de jogo das brasileiras voltou a funcionar e a equipe do treinador José Roberto Guimarães empatou a parcial (20/20). A Rússia levou a melhor no final e venceu o segundo set por 25/23.

A levantadora Roberta fez de saque o primeiro ponto do terceiro set. O Brasil foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/5. A Rússia cresceu de produção, virou a parcial (10/8) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. As russas seguiram melhores e fizeram 14/11. Se aproveitando dos erros das russas, o time verde e amarelo encostou (15/14). A parcial ficou disputada ponto a ponto. O saque da Russia funcionou e as europeias abriram três pontos (22/19). Neste momento, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A parada fez bem ao time verde e amarelo que conseguiu uma grande virada depois de estar atrás no marcador por 23/19 e venceu o terceiro set por 25/23.

O Brasil dominou a parte inicial do quarto set e fez 5/2. Com um ponto de bloqueio da central Bia, o time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 8/5. A central Bia também conseguiu uma boa sequência de saques e a diferença no placar subiu para oito pontos (16/8). A central Carol conseguiu um ponto de bloqueio sobre a ponteira Kosheleva e a diferença no marcador subiu para 10 pontos (20/10). O Brasil seguiu melhor até o final e venceu o quarto set por 25/12 e o jogo por 3 sets a 1.

Brasil comemora ponto

EQUIPES:

Brasil – Roberta, Tandara, Natália, Gabi, Carol e Bia. Líbero – Gabi 
Entraram – Amanda, Monique, Mara e Rosamaria 
Técnico – José Roberto Guimarães

Rússia – Shcherban, Frolova, Irina F, Zaryazhko, Voronkova e Evdokimova 
Entraram – Kosheleva, Goncharova, Efimova, Kseniia, Kosianenko 
Técnico – Vladimir Kuziutkin

Copa dos Campeões

Tóquio (Japão)

05.09 (terça-feira) – Brasil 3 x 1 Rússia (25/17, 23/25, 25/23 e 25/12)  
06.09 (quarta-feira)– Brasil x China, às 0h40 (Horário de Brasília) 

Nagoya (Japão)

08.09 (sexta-feira) – Brasil x Japão, às 7h15 (Horário de Brasília) 
09.09 (sábado) – Brasil x Coréia do Sul, às 3h40 (Horário de Brasília) 
10.09 (domingo) – Brasil x Estados Unidos, às 2h40 (Horário de Brasília)

 

Texto, informações e fotos enviados ao Toque de Bola pela Confederação Brasileira de Voleibol

Edição: Toque de  Bola


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



20 out 2017

Partiu Rússia? Danilo Luiz, de Bicas, é novamente convocado para defender a seleção brasileira


20 out 2017

Mano Menezes renova contrato por dois anos com Cruzeiro


19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil

Notícias


23 out 2017

Primeiro árbitro de vídeo da Libertadores será brasileiro. Vangasse explica as 4 situações em que ele pode atuar


23 out 2017

Leozinho reaparece na seleção da rodada. Próximo adversário do JF Vôlei tem pedido de desculpas ao torcedor


21 out 2017

Sem qualquer substituição, JF Vôlei volta a perder por 3 a 1 em Montes Claros


20 out 2017

Interdição do estádio do Baeta expõe “racha” entre dirigentes e ADJF. Eleições e cota de Danilo Luiz geram polêmica


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.