25 jun 2011

Liga Mundial: EUA “devolvem” os 3 sets a 1 sobre o Brasil



Tulsa, Estados Unidos, 25 de junho de 2011
O Brasil ficou a um set de garantir matematicamente a classificação à Fase Final da Liga Mundial de Vôlei 2011 em solo norte-americano. Neste SÁBADO (25.06), a seleção lutou muito, mas foi superada pelos Estados Unidos por 3 sets a 1 (20/25, 23/25, 25/22 e 23/25), no Reynolds Center, em Tulsa

Com 24 pontos, a equipe do técnico Bernardinho segue liderando isolada o Grupo A da competição, com 24 pontos. A vaga pode ser confirmada na próxima semana, quando o Brasil enfrenta a Polônia na QUARTA-FEIRA (29.06) e na QUINTA-FEIRA (30.06), em Katowice.

Nas duas partidas contra os poloneses, que assim como os Estados Unidos somam 18 pontos, o Brasil precisa de apenas mais um ponto, ou seja, vencer dois sets na mesma partida.

O maior pontuador da partida realizada em Tulsa foi o capitão norte-americano Priddy, com 16 pontos. O ponteiro brasileiro Murilo marcou 14 vezes.

O Brasil não contou com o oposto Leandro Vissotto, que lesionou a coxa esquerda logo no início do primeiro jogo. O atacante brasileiro foi examinado na manhã deste sábado e foi constatado um edema no local, sem nenhum tipo de ruptura muscular. Sendo assim, Leandro seguirá acompanhando o grupo brasileiro e realizando sua recuperação. O oposto Wallace deixa o Brasil neste domingo e se juntará ao grupo em Katowice.

“Quando senti a coxa, fiquei preocupado, pois não queria ficar de fora da Fase Final. O exame trouxe notícias positivas e agora vou fazer o tratamento e espero estar pronto em uma semana, a tempo de ajudar a equipe na fase decisiva”, conta Leandro.

O JOGO

O Brasil começou o jogo em vantagem e foi para o primeiro tempo técnico com 8/6 no placar. Um ponto de saque de Priddy e um bloqueio de Lee colocaram os norte-americanos na frente: 10/9. Uma ótima passagem de Stanley pelo saque, quando ele conseguiu três pontos, ampliou a diferença para quatro pontos em 15/11. O Brasil ameaçou reagir, encostou em 15/13, com um ace Lucas, mas voltou a errar na reta final e perdeu o primeiro set por 25/20.

No segundo set, o Brasil voltou a ter vantagem e chegou a ter 9/7 a seu favor. Os norte-americanos empataram no 12º ponto e, favorecidos por alguns erros da arbitragem, abriram 16/14 no segundo tempo técnico. Ainda assim, o Brasil conseguiu empatar no 18º ponto, mas novamente após marcações polêmicas dos árbitros, os norte-americanos recuperaram a vantagem em 21/19. No final, Millar atacou pelo meio para fechar a parcial em 25/23.

O início do terceiro set foi todo do Brasil. Um ponto de saque de Bruno levou a equipe para o primeiro tempo técnico com 8/4 a seu favor. Os norte-americanos reduziram a diferença com um bloqueio de Priddy (12/10), mas o Brasil logo voltou a abrir, também no bloqueio: 18/13. Os Estados Unidos marcaram quatro pontos seguidos e colocaram em risco a vitória brasileira, mas, no fim, um bloqueio de Murilo e outro saque de Bruno garantiram o placar: 25/22.

Os norte-americanos tomaram a dianteira no começo do quarto set, mas o Brasil seguiu sempre próximo no marcador. Após um bloqueio de Lee sobre Giba, os Estados Unidos conseguiram abrir quatro pontos em 14/10. O mesmo Giba foi o responsável por garantir o empate brasileiro, no 16º ponto, explorando o bloqueio. Os norte-americanos recuperaram dois pontos de vantagem e fechou em 25/23 com Priddy atacando pelo fundo.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Theo, Giba, Murilo, Lucas e Rodrigão. Líbero – Serginho

Entraram – Marlon, Dante, Sidão e Thiago Alves

Técnico – Bernardinho

ESTADOS UNIDOS – Thornton, Stanley, Priddy, Anderson, Millar e Lee. Líbero – Lambourne

Entraram – Holmes, Lotman e Patak

Técnico – Alan Knipe

Outros jogos

Também pelo Grupo A, a Polônia recebeu Porto Rico para duas partidas em Plock. Na primeira partida, na sexta, a vitória foi dos donos da casa, por 3 sets a 1 (24/26, 28/26, 25/22 e 25/17). No sábado, os poloneses venceram em três sets (25/19, 25/22 e 25/20).

Na chave B, a invicta Rússia bateu a Alemanha duas vezes em Berlim. Na quinta, os russos precisaram de cinco sets (25/14, 22/25, 21/25, 25/23 e 15/7) e na sexta ganharam por 3 a 1 (27/29, 25/20, 25/17 e 28/26). Em Varna, a Bulgária fez 3 a 0 (25/20, 25/21 e 25/23) no Japão neste sábado. O segundo jogo será no domingo, às 13h.

Pelo Grupo C, a Argentina venceu o primeiro confronto com a Finlândia, em Formosa, na quinta, por 3 sets a 2 (21/25, 25/17, 19/25, 26/24 e 15/11) e perdeu o segundo, na sexta, por 3 a 1 (14/25, 17/25, 25/23 e 26/28). Em Povoa de Varzim, a Sérvia fez 3 a 2 (25/21, 19/25, 29/31, 25/17 e 15/11) em Portugal. Os países europeus voltarão a duelar no domingo, às 12h.

Completando a rodada, pela chave D, a Itália não teve trabalho para bater a Coreia do Sul por 3 a 0 (25/18, 25/21 e 25/20), em Trieste, nesta sexta. No mesmo dia, Cuba superou a França em cinco sets (21/25, 25/22, 21/25, 25/22 e 15/12), em Paris. Os segundos confrontos serão no domingo, às 15h30, em Padova, às 14h, em Montbéliard.

Texto: Assessoria de Comunicação – CBV | Idigo – Núcleo de Inteligência Digital

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

18 set 2017
Emoção marca abertura da Semana Paralímpica em Juiz de Fora

18 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 set 2017
Diretoria do Tupi estuda manter preços promocionais para o jogo de volta

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.