25 jun 2011

Liga Mundial: EUA “devolvem” os 3 sets a 1 sobre o Brasil



Tulsa, Estados Unidos, 25 de junho de 2011
O Brasil ficou a um set de garantir matematicamente a classificação à Fase Final da Liga Mundial de Vôlei 2011 em solo norte-americano. Neste SÁBADO (25.06), a seleção lutou muito, mas foi superada pelos Estados Unidos por 3 sets a 1 (20/25, 23/25, 25/22 e 23/25), no Reynolds Center, em Tulsa

Com 24 pontos, a equipe do técnico Bernardinho segue liderando isolada o Grupo A da competição, com 24 pontos. A vaga pode ser confirmada na próxima semana, quando o Brasil enfrenta a Polônia na QUARTA-FEIRA (29.06) e na QUINTA-FEIRA (30.06), em Katowice.

Nas duas partidas contra os poloneses, que assim como os Estados Unidos somam 18 pontos, o Brasil precisa de apenas mais um ponto, ou seja, vencer dois sets na mesma partida.

O maior pontuador da partida realizada em Tulsa foi o capitão norte-americano Priddy, com 16 pontos. O ponteiro brasileiro Murilo marcou 14 vezes.

O Brasil não contou com o oposto Leandro Vissotto, que lesionou a coxa esquerda logo no início do primeiro jogo. O atacante brasileiro foi examinado na manhã deste sábado e foi constatado um edema no local, sem nenhum tipo de ruptura muscular. Sendo assim, Leandro seguirá acompanhando o grupo brasileiro e realizando sua recuperação. O oposto Wallace deixa o Brasil neste domingo e se juntará ao grupo em Katowice.

“Quando senti a coxa, fiquei preocupado, pois não queria ficar de fora da Fase Final. O exame trouxe notícias positivas e agora vou fazer o tratamento e espero estar pronto em uma semana, a tempo de ajudar a equipe na fase decisiva”, conta Leandro.

O JOGO

O Brasil começou o jogo em vantagem e foi para o primeiro tempo técnico com 8/6 no placar. Um ponto de saque de Priddy e um bloqueio de Lee colocaram os norte-americanos na frente: 10/9. Uma ótima passagem de Stanley pelo saque, quando ele conseguiu três pontos, ampliou a diferença para quatro pontos em 15/11. O Brasil ameaçou reagir, encostou em 15/13, com um ace Lucas, mas voltou a errar na reta final e perdeu o primeiro set por 25/20.

No segundo set, o Brasil voltou a ter vantagem e chegou a ter 9/7 a seu favor. Os norte-americanos empataram no 12º ponto e, favorecidos por alguns erros da arbitragem, abriram 16/14 no segundo tempo técnico. Ainda assim, o Brasil conseguiu empatar no 18º ponto, mas novamente após marcações polêmicas dos árbitros, os norte-americanos recuperaram a vantagem em 21/19. No final, Millar atacou pelo meio para fechar a parcial em 25/23.

O início do terceiro set foi todo do Brasil. Um ponto de saque de Bruno levou a equipe para o primeiro tempo técnico com 8/4 a seu favor. Os norte-americanos reduziram a diferença com um bloqueio de Priddy (12/10), mas o Brasil logo voltou a abrir, também no bloqueio: 18/13. Os Estados Unidos marcaram quatro pontos seguidos e colocaram em risco a vitória brasileira, mas, no fim, um bloqueio de Murilo e outro saque de Bruno garantiram o placar: 25/22.

Os norte-americanos tomaram a dianteira no começo do quarto set, mas o Brasil seguiu sempre próximo no marcador. Após um bloqueio de Lee sobre Giba, os Estados Unidos conseguiram abrir quatro pontos em 14/10. O mesmo Giba foi o responsável por garantir o empate brasileiro, no 16º ponto, explorando o bloqueio. Os norte-americanos recuperaram dois pontos de vantagem e fechou em 25/23 com Priddy atacando pelo fundo.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Theo, Giba, Murilo, Lucas e Rodrigão. Líbero – Serginho

Entraram – Marlon, Dante, Sidão e Thiago Alves

Técnico – Bernardinho

ESTADOS UNIDOS – Thornton, Stanley, Priddy, Anderson, Millar e Lee. Líbero – Lambourne

Entraram – Holmes, Lotman e Patak

Técnico – Alan Knipe

Outros jogos

Também pelo Grupo A, a Polônia recebeu Porto Rico para duas partidas em Plock. Na primeira partida, na sexta, a vitória foi dos donos da casa, por 3 sets a 1 (24/26, 28/26, 25/22 e 25/17). No sábado, os poloneses venceram em três sets (25/19, 25/22 e 25/20).

Na chave B, a invicta Rússia bateu a Alemanha duas vezes em Berlim. Na quinta, os russos precisaram de cinco sets (25/14, 22/25, 21/25, 25/23 e 15/7) e na sexta ganharam por 3 a 1 (27/29, 25/20, 25/17 e 28/26). Em Varna, a Bulgária fez 3 a 0 (25/20, 25/21 e 25/23) no Japão neste sábado. O segundo jogo será no domingo, às 13h.

Pelo Grupo C, a Argentina venceu o primeiro confronto com a Finlândia, em Formosa, na quinta, por 3 sets a 2 (21/25, 25/17, 19/25, 26/24 e 15/11) e perdeu o segundo, na sexta, por 3 a 1 (14/25, 17/25, 25/23 e 26/28). Em Povoa de Varzim, a Sérvia fez 3 a 2 (25/21, 19/25, 29/31, 25/17 e 15/11) em Portugal. Os países europeus voltarão a duelar no domingo, às 12h.

Completando a rodada, pela chave D, a Itália não teve trabalho para bater a Coreia do Sul por 3 a 0 (25/18, 25/21 e 25/20), em Trieste, nesta sexta. No mesmo dia, Cuba superou a França em cinco sets (21/25, 25/22, 21/25, 25/22 e 15/12), em Paris. Os segundos confrontos serão no domingo, às 15h30, em Padova, às 14h, em Montbéliard.

Texto: Assessoria de Comunicação – CBV | Idigo – Núcleo de Inteligência Digital

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse