10 jul 2014

Marin acha que Felipão deixou time exposto em vexame



Presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin ainda não falou com a imprensa desde o vexame contra a Alemanha, na terça-feira, 8. Dos camarotes do Mineirão, ele passou pelo vestiário para consolar os jogadores e foi embora para o Rio de Janeiro. Para pessoas de dentro e de fora da delegação, o cartola tem demonstrado sua chateação com a eliminação e também procurado explicações para a derrota. Aos seus amigos disse que Luiz Felipe Scolari montou o time muito aberto para o duelo.

Segundo apuração, o dirigente deu a opinião para pelo menos três pessoas próximas da entidade. Mesmo sem ter treinado com essa formação, o técnico da seleção optou por colocar Bernard no lugar de Neymar, em vez de reforçar o setor defensivo com mais um volante, por exemplo, que poderia ter sido Paulinho. A escalação surpreendeu a todos, mas fracassou dentro de campo.

Amigo de Felipão, Marin estaria criticando opção tática do treinador na partida contra a Alemanha

Amigo de Felipão, Marin estaria criticando opção tática do treinador na partida contra a Alemanha

Dentro do grupo, Marin tem fama de ser mais “emoção”, deixando extravazar seu lado torcedor, enquanto Marco Polo Del Nero, seu braço-direito e vice da CBF, é identificado por ser mais racional, demonstrando menos seus pensamentos, muitas vezes.

Apesar de toda a situação complicada que o vexame causou, com dedos sendo apontados para todos os lados em busca de culpados, Felipão, mesmo com futuro incerto, fez questão de isentar a entidade de qualquer responsabilidade.

“A CBF nos deu tudo que precisávamos, fizeram de tudo para a preparação. Marin não está aqui hoje, mas esteve todos os dias. O Vilson (Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba) é o chefe da delegação, escolhido por Marin, e é quem o representa a todo o momento. Está o tempo todo concosco”, disse o treinador, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 9, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Marin deve se juntar à seleção nesta sexta-feira, 11, quando a equipe viaja para Brasília, onde tem a disputa de terceiro lugar contra a Holanda, no Mané Garrincha. O dirigente anunciou, por meio de sua assessoria de imprensa, que acompanhará a seleção na viagem. Há ainda a possibilidade de que ele chegue nesta quinta na Granja, pelo menos para uma visita.

 

Texto: UOL Esporte

Foto: Vipcomm


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



19 out 2017

CBF anuncia “dindim” do Brasileirão: campeão leva R$ 18 milhões e 16º lugar terá R$ 744 mil


10 out 2017

Copa do Mundo Sub-17: Brasil repete dobradinha e bate Coréia do Norte


05 out 2017

Que “legado”! Polícia Federal prende Nuzman e diretor da Rio-2016

Notícias


19 out 2017

Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube


19 out 2017

Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição


18 out 2017

Fajardo: “Copa Toque de Bola é espetacular”. Treinador estuda propostas, se não for o “salvador anti-queda”


16 out 2017

Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.