21 out 2017

Sem qualquer substituição, JF Vôlei volta a perder por 3 a 1 em Montes Claros



Bloqueio do JF Vôlei funcionou em alguns momentos em Montes Claros – Foto Alexander Sezko Arquivo pessoal

Mesmo fazendo partida equilibrada, o JF Vôlei foi derrotado pelo Montes Claros por 3 sets a 1. O time juiz-forano cometeu muitos erros no ginásio Tancredo Neves, desperdiçando bolas até certo ponto fáceis, algumas em momentos finais dos sets, e facilitou para o MOC, que também vinha de derrota na estreia e fechou as parciais em 25/22, 25/22, 23/25 e 25/19.

Ao menos houve uma melhora em relação à estreia contra o Minas, e os jogadores precisarão estar preparados pois o próximo duelo do JF Vôlei será em casa no sábado, 28, contra o Vôlei Renata, às 18h, no ginásio da UFJF.

  Substituição zero

Durante a partida, uma coisa que chamou a atenção foi que a primeira substituição ocorreu apenas no terceiro set, quando a parcial estava 22 x 20 e Alemão foi lançado pela equipe anfitriã. Na sequência este set seria vencido pelo JF Vôlei.

  Lesões e busca de ritmo

  Pelo lado de Juiz de Fora não foi feita nenhuma troca. Após o jogo, o levantador Felipe Hernandez comentou sobre o assunto. “Tivemos a lesão do segundo levantador (Henrique Adami sofreu contratura muscular na coxa), e por isso viemos só comigo. Estamos tentando buscar um ritmo de jogo, um entrosamento. Alguns jogadores ficaram fora por causa de lesão e estamos tentando buscar a união do grupo. E acho que esse entrosamento é mais adequado para todo mundo e fica mais fácil da equipe evoluir”, disse.

Sobre o jogo, o atleta afirmou que o time foi a Montes Claros com a intenção de pontuar, e além disso ele acredita que apesar da derrota a equipe está evoluindo. “Foi um jogo em que tínhamos esperança de buscar pelo menos uma pontuação. Uma partida disputada, brigamos ponto a ponto, alguns vacilos nos sets decisivos, acabamos não pontuando e não deu para dar continuidade nessa evolução. Melhoramos bastante desde o último jogo, mas a vitoria vem com trabalho, determinação e aos poucos nós vamos entrando no campeonato”, garantiu Felipe.

Eleito melhor jogador da partida, o levantador Sandro, do Montes Claros, disse que o adversário dificultou bastante, e por isso o time teve que se impor no quarto set. “Foi um jogo duro, um jogo difícil, uma molecada com muito potencial do JF Vôlei que nos deu bastante trabalho. Foi duro e cansativo, tanto que caímos um pouco no terceiro set. No quarto começamos firme porque se deixar eles crescem e dão trabalho mesmo”, falou.

 

O jogo

JF Vôlei só conseguiu ser mais eficiente nos instantes finais no terceiro set

A partida começou equilibrada, com as duas equipes buscando acelerar as bolas. Os juiz-foranos encontravam dificuldade para superar o bloqueio adversário, mas por outro lado sacavam forte e obrigavam o Montes Claros a se preocupar com a recepção. Mesmo fazendo um jogo parelho, o JF Vôlei sempre esteve atrás do placar e não conseguiu superar o time rival. Parcial de 25 x 22.

O JF Vôlei iniciou o segundo set cometendo muitos erros e isso fez com que o time ficasse até três pontos atrás no placar. No decorrer do set a equipe conseguiu diminuir as falhas e encostou no marcador, porém quando tinha a oportunidade de passar à frente, desperdiçava. O ponteiro Leozinho, destaque na primeira rodada, era bastante acionado e seguia sendo a bola de segurança. Consistente na partida, os visitantes conseguiram virar o jogo e fazer 21 a 20. Mas os erros cometidos facilitaram a vida do MOC que fechou o segundo set em 25 x 22.

Já no terceiro set o time de Juiz de Fora voltou melhor e chegou a abrir três pontos de diferença no início, mas os erros permaneceram, principalmente de saque. Isso fez com que o Montes Claros ficasse em boa vantagem para controlar a partida. No final o JF Vôlei cresceu e virou, conseguindo fechar o set com parcial de 23 x 25.

Voltando mal para o quarto set, o Juiz de Fora Vôlei chegou a perder por 5 a 0, o que obrigou o técnico Henrique Furtado a queimar um pedido de tempo. E pareceu dar resultado, já que o time tirou a diferença e encostou no placar, ficando a um ponto. Mas a tônica de todo o jogo se repetiu e os erros foram determinantes mais uma vez para o JF. A equipe não conseguiu a reação e foi derrotada no quarto e último set com parcial de 25 x 19. Final: 3 sets a 1 para o MOC.

 Destaques

 O veterano oposto Lorena, 38 anos, foi quem mais pontuou, com acertos. O ponteiro Zanotti marcou 15 vezes e o central Mesa e o ponteiro Vivalde, 13 cada um.

  Pelo lado do JF Vôlei, o ponteiro Leozinho, destaque na rodada de abertura, foi o maior pontuador, com 16 acertos. O outro jogador da mesma posição, Rammém, marcou 14 vezes e o oposto Emerson, 12.

Após a partida, Sandro falou sobre a dificuldade que seu time enfrentou. “Foi um jogo duro, difícil, o time deles tem uma molecada com muito potencial e bem comandada pelo Henrique, que deu muito trabalho. Muito calor aqui de Montes Claros, tanto que caímos um pouco no terceiro set, mas no quarto voltamos firmes desde o começo para não deixar eles crescerem”.

O levantador do Montes Claros ainda falou sobre a ação desenvolvido pelo seu time com o objetivo de ajudar as vítimas da tragédia em Janaúba, ocorrida no último dia 05.

“Desde a tragédia, estávamos fazendo muitas campanhas. Visitamos a cidade no Dia das Crianças em uma campanha muito bacana feita pelo Montes Claros Vôlei e, com certeza, tudo que pudermos ajudar, estamos prontos para ser solidários com o povo de Janaúba”, afirmou Sandro.

EQUIPES

MONTES CLAROS VÔLEI – Sandro, Lorena, Mesa, Tarcísio, Zanotti e Vivalde. Líbero – Alan. Entraram – Alemão, Cristiano, Luan. Técnico: Sérgio Cunha.

JF VÔLEI – Felipe, Emerson, Bruno, Franco e Rammé e Leozinho. Líbero – Juan. OBS: não houve alterações no time em todo o jogo. Técnico: Henrique Furtado.

SUPERLIGA MASCULINA 17/18

Segunda rodada do turno

21.01 (SÁBADO) – Montes Claros Vôlei (MG) 3 x 1 JF Vôlei (MG), às 11h, no Tancredo Neves, em Montes Claros (MG) (25/22, 25/22, 23/25 e 25/19)

21.01 (SÁBADO) – EMS Taubaté Funvic (SP) x Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 18h30, no Abaeté, em Taubaté (SP)

21.01 (SÁBADO) – Sada Cruzeiro (MG) x Sesc RJ, às 19h, no Riacho, em Contagem (MG)

21.01 (SÁBADO) – Ponta Grossa/Caramuru (PR) x Sesi-SP, às 20h, na Arena Multiuso, em Ponta Grossa (PR)

21.01 (SÁBADO) – Vôlei Renata (SP) x Lebes Canoas (RS), ás 21h30, no Taquaral, em Campinas (SP) – SPORTV

22.01 (DOMINGO) – Corinthians-Guarulhos (SP) x Minas Tênis Clube (MG), às 13h, no ginásio Ponte Grande, em Guarulhos (SP) – REDETV

 

Texto: Toque de Bola, com informações complementares do site da CBV

Foto: Alexandre Szako

Edição: Toque de Bola


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

13 fev 2018
Brilho de Léo Santana na seleção emociona JF. Veja depoimentos exclusivos

11 fev 2018
Tupi termina a rodada em nono. Leão e jogadores destacam entrega

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse