25 set 2017

Mesmo com pubalgia, Edmário se destaca e lamenta: “Erros cruciais de arbitragem culminaram na eliminação”



 

Torcedores carijós recepcionam com festa a delegação no Estádio Mário Helênio

 A festa foi grande no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, desde a chegada da delegação do Tupi ao estádio. Na entrada, recepção calorosa da torcida para os jogadores com foguetes, sinalizadores, bandeirões e cantos de incentivo. Tudo para mostrar apoio ao time, que precisava marcar no mínimo dois gols – sem sofrer nenhum. O estádio lembrava o tempo em que o Tupi levava um bom público – e não faz tanto tempo assim que isso ocorria. A torcida fez sua parte, apoiou do começo ao fim e jogou junto.

   Em campo os jogadores também fizeram o papel de retribuir todo o ambiente criado. Os quase 5.800 torcedores que assistiram à partida puderam ver uma atuação do Tupi bem diferente do primeiro jogo, quando a equipe foi derrotada pelo Fortaleza por 2 a 0, com um segundo tempo para se esquecer. Dessa vez a pressão foi desde o início, o que dava mostras de que estavam dispostos a buscar a classificação a qualquer custo.

Edmário ignorou a pubalgia e foi um dos destaques na vitória sobre o Fortaleza

 

   Superação do time e erros de arbitragem

  Mas não foi possível avançar às semifinais. A vaga na série B de 2018 ficou com o Fortaleza. A vitória por 1 a 0 não foi suficiente apesar do time ter tentando até o último minuto. Talvez fosse questão de tempo até o segundo gol, tempo esse que não houve. Erros de arbitragem foram cruciais na eliminação. Porém nada disso apaga o bom campeonato que o Tupi fez.

    “Foi uma campanha muito boa. Antes do começo do campeonato nossa equipe era cotada para brigar contra o rebaixamento e conseguimos surpreender muita gente. Fomos para o mata-mata com o intuito de conseguir o acesso, fizemos duas grandes partidas, mas infelizmente o acesso não veio. Perdemos lá de 2 a 0. Tentamos aqui reverter, até conseguimos abrir o placar, porém, tiveram erros de arbitragem, erros cruciais que culminaram na nossa eliminação. Mas nosso grupo está de parabéns, todos nós fizemos um grande trabalho”, avaliou o zagueiro Edmário.

   No sacrifício

   Muito elogiado, o zagueiro acredita que fez um bom ano, mas não sabe se fica no clube. “Creio que fiz um grande campeonato, tanto no Campeonato Mineiro quanto na série C. Agora é descansar porque venho sentindo bastante com a pubalgia. Joguei no sacrifício, procurar tratar agora e já pensar no ano que vem. Ainda não tem nada certo, vou para casa com a cabeça tranquila e se Deus quiser vão aparecer coisas boas”, revela.

 A pubalgia se caracteriza pela presença de dor, na região baixa do abdômen e na virilha. 

  O vice-presidente e responsável pelo departamento médico do clube, José Roberto Maranhas, confirma que o zagueiro sofre bastante com a pubalgia  e elogiou o comprometimento do jogador na fase decisiva.

   Papel do treinador

    Sob o comando de Aílton, Edmário cresceu de produção e se tornou peça fundamental na defesa Carijó. Segundo o defensor, o treinador teve um papel determinante na campanha do time, que não era cotado à classificação e fez uma excelente primeira fase. Além disso, o técnico contribuiu muito não para seu desempenho individual, mas de todos os atletas.

   “A participação do Aílton foi essencial, ele é uma pessoa super do bem, nos ajudou bastante. É um cara que trabalhador que veio agregar. Só tenho a agradecer porque aprendemos muito com ele. Espero que ele possa conquistar os objetivos na carreira e no decorrer dos anos estar em times de série A”, completa.

 

Texto: Toque de Bola, com reportagem de Patrick Alves, estagiário do Toque de Bola, edição e supervisão Ivan Elias, Toque de Bola

Fotos: Flickr Tupi – Felipe Couri e Leonardo Costa


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse